Últimas Notícias

Nem Leão segurou Tuti, o craque do Vasco

Um dos maiores ídolos da história do Vasquinho de Americana (SP), é o meio-campista Aírton José Spina, sobejamente conhecido como Tuti.






Um dos maiores ídolos da história do Vasquinho de Americana (SP), é o meio-campista Aírton José Spina, sobejamente conhecido como Tuti. 



Nem Leão segurou Tuti, o craque do Vasco
Nem Leão segurou Tuti, o craque do Vasco



Nascido em 19 de fevereiro de 1945, em Campinas, Tuti começou a jogar no futebol amador de sua cidade natal, mais especificamente no Real Madrid, do bairro Guanabara. 


Antes de se profissionalizar em 1964 pela Ponte Preta, ainda passou pelo Esporte Clube Mogiana. Em 1966, seguiu para o União Barbarense e no ano seguinte, para o Nacional da Capital.

Chegou ao Vasco em 1968 como um dos reforços para a disputa do Campeonato Paulista da Segunda Divisão (a 3ª estadual) e estreou no último amistoso pré-estadual: no dia 30 de junho, contra o ABC de Rio Claro, no qual o Dragão perdeu por 2 a 1, fora de casa.

Daí em diante Tuti fez uma bela carreira no Vasco: foram 65 jogos entre 1968 e 1970, sendo 28 vitórias, 13 empates e 24 derrotas, além de 15 gols anotados. Pelo cruzmaltino, ganhou os títulos da Segunda Divisão do Paulista e da Taça Bernardes Fonseca - "Torneio Bamba da Região" de 1969. 

Os seus tentos eram quase sempre marcados em cobranças de falta, já que Tuti era conhecido pelo chute violento, seco e que dificultava muito a defesa do goleiro. Na final da Segunda Divisão, em Bauru, o primeiro gol do título do Vasco foi marcado por Tuti em uma cobrança de falta na qual o goleiro Martinho não conseguiu segurar. 

O mesmo aconteceu com o arqueiro-estrela Leão, no amistoso contra o Palmeiras, em 1969 - o que rendeu, em Americana, uma das mais inesquecíveis histórias de que "nem Leão segurou Tuti".

O meio-campista fez seu último jogo pelo Dragão em 12 de julho de 1970, na derrota por 1 a 0 para o Corinthians de Santo André, pelo Campeonato Paulista da Primeira Divisão (a 2ª estadual). Depois disso, Tuti seguiu para o Guaçuano, onde encerraria a carreira.


Fonte: Vasco de Americana