Receba Grátis Noticias do Vale do Ribeira.
25 de agosto de 2016
Por que os norte-americanos desconfiam dos políticos?
,
Por que os norte-americanos desconfiam dos políticos?


Fernanda Magnotta e João Ricardo Costa Filho

Parece haver uma sensação de esgotamento por parte da sociedade norte-americana com relação à classe política dos EUA. Não à toa, candidatos como Bernie Sanders e Donald Trump ganharam tamanha projeção nas eleições deste ano após terem sido interpretados como alternativas ao establishment.

Não estamos falando simplesmente do nível de popularidade dos políticos. É mais grave do que isso: tem a ver com a credibilidade do sistema. Dados do Pew Research Center, por exemplo, mostram que em menos de 60 anos, o grau de confiança no governo despencou nos EUA, passando de 73% em 1958, durante a administração Eisenhower, para apenas 24% na administração Obama - que chegou, inclusive, a atingir a maior baixa intermediária da série histórica (10%) em 2011.

É verdade que a queda foi progressiva e mais acentuada durante a Guerra do Vietnã (entre os governos Johnson e Carter), quando passou do pico de 77% para apenas 25%, e que no período posterior houve momentos pontuais de reversão desta tendência (como em Reagan e Clinton). Apesar disso, a perda de prestígio dos governos ao longo das últimas décadas parece sintomática, em geral, e no governo Obama, em particular.

Afinal, o que aconteceu? O que explica esse movimento? As razões certamente são muitas. Para nós, no entanto, parece razoável destacar a percepção dos norte-americanos em relação à deterioração de sua qualidade de vida como uma hipótese a ser testada.

Do ponto de vista estrutural, a insatisfação pode estar atrelada à dinâmica econômica e social, já que ao longo dos últimos 30 anos os norte-americanos viram o grau de desigualdade crescer no país. Segundo dados da OCDE, os EUA passaram de 0,31 (em 1980) para quase 0,40 (em 2013) na escala de Gini, um coeficiente que varia de zero a um e que costuma ser referência no assunto. Em uma sociedade pautada pelo princípio do self made man, a mera percepção da falta de igualdade de oportunidades pode gerar um desconforto que é projetado naqueles que supostamente deveriam zelar por esses valores.

Além disso, desde o final da década de 1980 a tendência do PIB por domicílio tem sido positiva, mas a renda mediana domiciliar não seguiu a mesma trajetória. Assim, abre-se um hiato entre a geração de renda e a apropriação desta pelos trabalhadores, o que pode acumular mal-estar e desencadear insatisfação. Neste mesmo sentido, o país tem registrado queda progressiva no World Happiness Report, um ranking publicado anualmente pela ONU, que qualifica a compreensão da sociedade sobre sua própria realidade em aspectos como PIB per capita, expectativa de vida, nível de liberdade para fazer escolhas, corrupção, entre outros.

Do ponto de vista conjuntural, por sua vez, a maior crise financeira desde a Grande Depressão pode ter deixado marcas que também afetam a dimensão política. A recuperação dos EUA, que em um primeiro momento parece ter engrenado, mostra-se menos sólida quando trabalhamos os dados com maior acuidade.

A taxa de desemprego caiu bastante, mas em grande parte pela baixa participação no mercado de trabalho, que voltou ao nível do início dos anos 1980. Ou seja, há menos desempregados porque algumas pessoas simplesmente deixaram de procurar emprego (e, portanto, ao não participarem do mercado de trabalho, não são tecnicamente consideradas desempregadas). Ademais, há que se considerar também um segundo fator: a composição da recuperação. A geração de empregos no pós-crise pode ter sido de pior qualidade. Trabalhos de período integral podem ter sido trocados por tempo parcial, o que diminui o desemprego, mas também a satisfação. Isso tudo sem considerar os impactos causados pelas duas guerras empreendidas no Oriente Médio e modificações em programas como o sistema de saúde.

Diante de questões urgentes do dia-a-dia, o cidadão comum vê-se em meio a uma escolha que, por um lado o faz entrar em contato com aqueles que há muito vêm desapontando, e por outro, são cruciais para que algo de concreto seja alterado. Esse contraste inflama o já polarizado debate e deixa os ânimos ainda mais acirrados. Estaríamos de volta aos anos 1980?

Fernanda Magnotta é Professora e Coordenadora do curso de Relações Internacionais da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), mestre e doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação San Tiago Dantas (UNESP / UNICAMP / PUC-SP). Pesquisadora do Núcleo de Estudos e Análises Internacionais (NEAI) da UNESP.

João Ricardo Costa Filho é Professor do curso de Ciências Econômicas da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP). Mestre em Economia de Empresas pela Escola de Economia da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV/EESP) e doutorando pela Universidade do Porto (Portugal).
Continue lendo >> Deixe seu comentário
Parque Nacional da Serra da Capivara pede socorro
,

Parque Nacional da Serra da Capivara pede socorro


Vanderlan da S. Bolzani

Em abril deste ano tive o privilégio de visitar o Parque Nacional da Serra da Capivara, um lugar incrivelmente belo, formado por 1200 sítios arqueológicos localizados na pequena cidade de São Raimundo Nonato, Piauí. A cidade abrigou a Reunião Regional SBPC Nordeste, ocorrida no período de 20-23 de abril de 2016, cuja temática tratou do “Homem e o Meio Ambiente: da Pré-história aos Dias Atuais”.

Ao tomar conhecimento das notícias veiculadas pela mídia na última semana, de que a pesquisadora e antropóloga Nièden Guidon comunicou à UNESCO sua saída da direção da Fundação Museu do Homem Americano (FUNDHAM), no Parque Nacional da Serra da Capivara, a primeira coisa que me veio à cabeça para expressar um grito contido, foi pensar na música de Renato Russo, Que país é esse?

Assistimos, preocupados e constrangidos, a mais um episódio da tradicional dificuldade brasileira em lidar com as riquezas naturais do país. Algo que coloca novamente em relevo a urgente necessidade de políticas consistentes, apoiadas em fontes de financiamento permanentes, para as áreas de educação, ciência, tecnologia e inovação, sempre afetadas pelas crises econômicas e políticas.

Premiada pela absoluta falta de recursos que se arrasta há anos, a antropóloga Niède Guidon, coordenadora da FUNDHAM, e responsável pela administração do Parque Nacional da Serra da Capivara, no Piauí, anunciou sua decisão de abandonar essa missão já que o órgão não consegue dar conta de seus custos e compromissos trabalhistas.

O anúncio do Ministério do Meio Ambiente, feito na última quarta-feira (17), de um repasse emergencial para sanar as atuais dificuldades do Parque ilustra, de forma eloquente, caracteriza bem o estilo local de resolver problemas criados pela própria “desatenção” dos nossos governantes. Uma visão guiada pelo equivoco de que educação C,T&I são custos e não investimentos para o país que almeja um futuro sustentável.

Parque Nacional da Serra da Capivara pede socorro

Acervo único no continente americano, com mais 1200 sítios arqueológicos, que abrigam inúmeras pinturas rupestres e o registro de um crânio de Zuzu, descoberto pela equipe de Niède (1997) no magnífico complexo pré-histórico do Parque Nacional Serra da Capivara, datado de 12 mil anos é considerado o mais antigo registro humano no Brasil. Outro achado que salta aos nossos olhos no Parque são os restos de carvão oriundos de fogueiras, ocorridas possivelmente entre 20 mil e 50 mil anos. Tais dados não deixam dúvidas sobre as descobertas arqueológicas de que o homem americano já existia naquela região, contrapondo-se à teoria de que o homem das Américas teria vindo da Ásia, cruzando o estreito de Bering rumo ao Alasca, há 12 mil anos. Este Parque é uma fonte de pesquisa e conhecimento sobre a vida no Planeta, cuja importância levou a UNESCO a inscrevê-lo com Patrimônio Mundial.

A manutenção e preservação desse espaço significam não apenas o desenvolvimento de pesquisas de grande impacto científico, como a que revela as origens do homem Americano no continente, mas também a sobrevivência de espécies ameaçadas de extinção numa área de Cerrado fantástica.

Essa importância, no entanto, não tem sido suficiente para despertar a atenção de governantes, empresários e terceiro setor sobre esse tesouro maravilhoso que está abrigado no semiárido nordestino e é desconhecido pela maioria da população.

No momento em que o mantra da inovação é repetido a cada hora como uma palavra mágica, a desatenta mentalidade nativa ignora o potencial de riquezas e visibilidade mundial que poderia explorar no Parque, devidamente cuidado e preservado. Alguém tem dúvida que se o Parque Nacional da Serra da Capivara estivesse nos Estados Unidos ou em um país europeu já teria se tornado um grande sucesso no roteiro turístico mundial? Com direito a selfies tendo como fundo as pinturas feitas há dez mil anos ou as flores belas e exóticas do semiárido? O sítio arqueológico de Tulum, no México, por exemplo, também de grande importância histórica recebe anualmente cerca de 1,2 milhões de visitantes, enquanto que o nosso, registrou 18 mil visitantes em 2015, dados colhidos do Ministério do Turismo, Fundação Getúlio Vargas e Sebrae.

O episódio registrado nas últimas semanas, em que uma respeitada pesquisadora é levada ao extremo de exaustão e desânimo, a abandonar o trabalho a que se dedicou durante a maior parte de sua vida por falta de recursos, deveria servir como um alerta agitado em letras garrafais. Talvez seja a hora de se preocupar também com a inovação da mentalidade que é incapaz de valorizar a riqueza de nosso patrimônio natural que é da humanidade!

Vanderlan da S. Bolzani, Vice-presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, Professora titular do Instituto de Química da Unesp de Araraquara e Diretora da Agência Unesp de Inovação (AUIN).     
Continue lendo >> Deixe seu comentário
IV Workshop sobre Arborização Urbana no Vale do Ribeira
,
IV Workshop sobre Arborização Urbana no Vale do Ribeira

IV Workshop sobre Arborização Urbana no Vale do Ribeira acontecerá no dia 14 de setembro na Associação Cultural Nipo Brasileira de Registro

Programação: 



MANHÃ

7:30 – 8:30
Inscrições, credenciamento e recebimento dos alimentos

8:00 – 8:30
Abertura – Plantio da Árvore


8:30 – 9:45
Palestra de abertura: “Geotecnologias para arborização urbana”.
Engª. Agrônomo Ivan André Alvarez – Pesquisador da Embrapa Monitoramento por Satélite.

9:45 – 10:15

Coffee break


10:15 – 11:30
Segurança do Trabalho no manejo das árvores urbanas.
Engº. Florestal Sydnei Brasil – Empresa ARBORBRAS

TARDE

11:30 -13:30
Almoço


13:30 - 14:45
Problemas e soluções na arborização urbana.
Engª Agrônomo Flávio Monteforte Cassaro e Sec. Mun. do verde e meio-ambiente DEPAVE 2
14:45 - 15:15
Coffee break


15:15 - 16:30
Mapas colaborativos online para cadastro de árvores urbanas.
Fábio Rodrigo de Oliveira – Sist. de informações Geográficas do Ribeira do Iguape e Litoral Sul
16:30 -17:30
Mesa redonda
Elektro, Unesp, Codivar, Sabesp e Crea
17:30 – 18:00
Encerramento e entrega de certificados


Continue lendo >> Deixe seu comentário
SP mobiliza 3,8 milhões de alunos em ‘Dia D’ da atividade física
,
SP mobiliza 3,8 milhões de alunos em ‘Dia D’ da atividade física

O programa “Agita Galera” acontecerá em 5 mil escolas estaduais nesta sexta-feira, 26 de agosto, com o objetivo de estimular a prática de exercícios entre estudantes, professores e demais funcionários

 As secretarias de Estado da Saúde e da Educação, em parceria com o Celafiscs (Centro de Estudos do Laboratório de Aptidão Física de São Caetano do Sul), promovem nesta sexta-feira, 26 de agosto, o “Agita Galera – Dia da Comunidade Ativa” que visa mobilizar 5 mil escolas públicas da rede estadual.

Como uma espécie de ‘Dia D’ da atividade física, a iniciativa envolverá 3,8 milhões de alunos, além de professores, funcionários e toda a comunidade escolar para a prática regular de exercícios. O tema da edição deste ano é ‘Criança Ativa, Adulto Saudável’, cujas escolas organizaram uma programação diversificada, respeitando a cultura e as características de cada unidade, de acordo com a região em que está situada.

Ao longo de todo o dia, os alunos farão algum tipo de atividade física, que podem envolver brincadeiras, jogos e diversas modalidades esportivas. O intuito é levá-los a refletir sobre a importância dos exercícios físicos para um estilo de vida mais ativo e saudável, prevenindo doenças como a obesidade, diabetes e colesterol alto, por exemplo.

Entre os destaques do evento está a programação que será desenvolvida na Praça Roosevelt, sob coordenação da E.E. Caetano de Campos. A partir das 7h, os professores e alunos estarão promovendo uma série de atividades. Além disso, será distribuído o novo material educacional do programa “Agita Galera”, especialmente produzido para esta edição.

“Esta ação é fundamental para reforçar o estímulo às crianças e jovens a praticarem exercícios físicos regulares, conscientizando-os de que isso pode gerar uma melhor qualidade de vida”, afirma o secretário de Estado da Saúde, David Uip.

Vale ressaltar ainda que, além do “Agita Galera”, que ocorre anualmente na última sexta-feira de agosto, o governo do Estado estimula as escolas estaduais para que estendam as atividades de forma permanente, ao longo do ano letivo.
Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo
Continue lendo >> Deixe seu comentário
Conheça a História do Goleiro Rafael Martins de Cajati que joga no time do Coritiba FC
,
Conheça a História do Goleiro Rafael Martins de Cajati que joga no time do Coritiba FC

Goleiro  Rafael Martins Claro dos Santos , 24 anos natural de Pariquera-Açu, foi criado em Cajati  onde treinou na escolinha  “Projeto Nova Geração” com  o treinador Pedro Cigano, atualmente joga pelo Coritiba F.C.

Com  13 anos Rafael fez seu primeiro teste como Goleiro no Atlético Paranaense onde foi reprovado, mas ele o mesmo não abaixou a cabeça e continuo treinando firme em busca de novas oportunidades.

Conheça a História do Goleiro Rafael Martins de Cajati que joga no time do Coritiba FC

No ano seguinte Rafael  foi fazer  teste no time do  "Trieste F.C" onde reprovou também,   Então ele teve uma grande ajuda  do treinador de Goleiros  “Papa-tudo”  que o treinou por 2 anos até ele fazer o  terceiro teste no time do “ União Bandeirantes”  onde ele foi aprovado.

Conheça a História do Goleiro Rafael Martins de CajatiConheça a História do Goleiro Rafael Martins de Cajati que joga no time do Coritiba FC que joga no time do Coritiba FC

Com 4 meses no time do “ União Bandeirantes”  o  time do “Coritiba” lhe  deu uma oportunidade de fazer uma avaliação e graças a Deus ali começava a sua História,   foi aprovado em 2006, neste período teve altos e baixos em 2009 foi  considerado melhor goleiro da Copa Saprissa na Costa Rica,  no ano seguinte foi campeão da taça BH  como o  melhor goleiro.

Conheça a História do Goleiro Rafael Martins de Cajati que joga no time do Coritiba FC

Em 2011 Rafael  estreava como goleiro no profissional,  no mesmo ano teve  uma lesão séria onde estourou os ligamentos do ombro e ficou 08 mês parado, se   recuperou e foi  emprestado para o Foz do Iguaçu,   um dia antes da viajem machucou seu  outro ombro mais 08 meses parado , se recuperou  foi emprestado para o time do Sampaio Correia, mais o “Coritiba” pediu o seu retorno pra assumir a vaga de  segundo goleiro.


Continue lendo >> Deixe seu comentário
24 de agosto de 2016
Empresário Roger da Infovale destaca a importância da Campanha Show de Prêmios da Aciar
,


Empresário Roger da Infovale destaca a importância da Campanha Show de Prêmios da Aciar
Roger Rodrigues Martins da empresa Infovale Telecom é membro do Conselho Deliberativo da Aciar

O empresário Roger Rodrigues da infovale Telecom fala sobre o Show de prêmios da Aciar e das vantagens de você ser um associado e aderir a campanha,  afirmando; "Que dependendo da sua venda, em apenas um negócio você poderá pagar a mensalidade na Aciar."


Continue lendo >> Deixe seu comentário
Jogador Gustavo Henrique natural de Registro-SP é o novo Atacante do Corinthians
,
Jogador Gustavo Henrique natural de Registro-SP é o novo Atacante do Corinthians




O jogador Gustavo Henrique da Silva Souza  natural da cidade de  Registro-SP na região do Vale do Ribeira (São Paulo), foi contratado pelo time do Corinthians junto ao time catarinense do Criciúma.



Jogador Gustavo Henrique natural de Registro-SP é o novo Atacante do Corinthians
Registro-SP



Gustavo Henrique nasceu em 29/03/1994 na  cidade de Registro-SP, 22 anos, 1,89 altura, atacante com 18 gols marcados pelo time do Criciúma .



O jogador Gustavo Henrique começou sua carreira profissionalmente jogando pelo Time do Taboão da Serra-SP, tendo sua história contada no programa Globo Esporte pelo apresentador Thiago leifert

Em 2014 Gustavo Henrique foi artilheiro da Copa São Paulo de Juniores fazendo 09 gols.

Gustavo Henrique foi Artilheiro da Série B ao lado de Nenê. com 11 gols, Gustavo é a alternativa encontrada pelo Corinthians para reforçar o ataque, setor mais carente do elenco.

Gustavo Henrique chega ao Corinthians com a responsabilidade de fazer gols, é um atacante que sabe fazer pelos times que passou, nós de Registro-SP e da região do Vale do Ribeira desejamos muita sorte e que faça muitos gols e tenha muitos sucesso pelo Corinthians.






    2012/13
Taboão da SerraTaboão da Serra [S19]
Brasil
2013/14
até 2014/15
CriciúmaCriciúma
Brasil
CriciúmaCriciúma [S20]
Brasil
2014/15
Atlético TubarãoAtlético Tubarão
Brasil
Empréstimo - Criciúma
ResendeResende
Brasil
Empréstimo - Criciúma
2015/16
CorinthiansCorinthians
Brasil
CriciúmaCriciúma
Brasil
NacionalNacional
Portugal
Empréstimo - Criciúma








Continue lendo >> Deixe seu comentário
Algumas reflexões no dia do internauta
,
Algumas reflexões no dia do internauta


Sérgio Mauro

Só hoje, e por acaso, tive conhecimento de que no dia 23 de agosto de 1991, foi criado na Suíça o WWW (World Wide Web) e, a partir de então, passou-se a comemorar no dia 23 de agosto o “dia do internauta”. Depois de quase 30 anos em que, efetivamente, em boa parte do planeta, as pessoas têm acesso, mais ou menos irrestrito, mais ou menos eficiente, aos serviços da internet, cabe perguntar: valeu a pena? O que no início era mais uma forma de comunicação entre militares, passou a constituir o mais veloz e eficaz meio de comunicação da atualidade. De fato, assim como o avião, por exemplo, inicialmente explorado pelos exércitos como arma de destruição (se não me engano, a Itália foi o primeiro país a utilizá-lo na guerra contra a Líbia, em 1911), a internet, assim como tantas invenções humanas, possui também o seu lado obscuro, mais ligado à destruição do que à interligação benéfica entre os humanos. Não destrói diretamente como o avião de guerra, mas, escapando do controle dos militares que tão somente queriam dinamizar as operações de inteligência secretas, passou a constituir um enorme business para alguns e uma ilusão de domínio e alcance irrestrito para outros, por vezes bastante perigosa.

Assim como aconteceu com o cinema, hostilizado no início por autores e atores do mundo teatral, entre os quais podemos citar o ilustre nome de Pirandello, nos anos 20 do século passado, e também com a televisão e o videocassete, que mereceram a ojeriza de alguns nomes do cinema, a internet também sofreu duras críticas no início, mas foi revalorizada e devidamente compreendida por personalidades como Umberto Eco e outros intelectuais. A banalização e a vulgarização, inerentes a um tipo de comunicação bastante democrático e cada vez mais popular, não deveriam determinar a desvalorização e o desmerecimento completo dessa maravilhosa rede que interliga milhões de pessoas em todos os países da terra. A internet é apenas uma ferramenta que, sem a razão humana que dela se serve, não teria por que existir. Se nela estão aspectos sombrios que concernem à sociedade humana, como a pedofilia ou os ataques racistas e xenófobos pelo facebook, apenas para citar alguns entre os tantos usos impróprios da rede eletrônica, isto se deve ao ser humano que, após séculos de progresso racional e científico, pouco ou nada mudou, uma vez que a condição humana é eterna e imutável e as pressões a que os homens e mulheres estão sujeitos são as mesmas, apesar da roupagem diferente com que se apresentam.

Um exemplo claro das virtudes e, contemporaneamente, dos vícios da internet, está no uso que dela se faz nas escolas, do ensino fundamental ao superior. Se bem usada, isto é, se as crianças ou os adolescentes tiverem acesso à rede na idade certa, isto é, dificilmente antes dos 10 ou 11 anos, e se forem orientados por um profissional da educação bem preparado e competente, pode ser não apenas útil, como também decisiva na formação dos estudantes, à medida que os colocam em contato com uma quantidade infinita de informações que, se submetidas ao crivo crítico e à devida “filtragem”, auxilia enormemente no acesso ao conhecimento do mundo que os cercam, com suas misérias e com as suas grandezas, ajudando na formação de um espírito crítico, dotado de erudição e de capacidade de discernimento, constituindo, enfim, a verdadeira cidadania, finalidade essencial da boa escola. Se mal usada, isto é, se empregada para alargar as possibilidades de alienação e de escapismo fácil, por meio, por exemplo, da pornografia que banaliza e distorce o erotismo nas artes e coisifica os homens e as mulheres (principalmente as mulheres), reduzindo-os a uma parte de seus corpos, destituindo-os do que se convencionou chamar de “humanidade”, então contribui ainda mais para alargar o fosso em que a humanidade se jogou no início da aventura tecnológica, principalmente a partir do século XX.

Revista à distância de séculos, a Idade Média, objeto do sarcasmo e do menosprezo dos iluministas franceses no século XVIII, não nos parece mais a “Idade das Trevas”, pois acabou se revelando um período de grande dinamismo e de fervor artístico-cultural, apesar das epidemias de peste, apesar da fome, das guerras e da carestia de, por exemplo, períodos específicos, como em meados do século XIV. Não nos convém, todavia, um retorno a esse período da história, em que a ciência humana, atrelada à teologia e ao “misticismo” cristão, não podia observar empiricamente a natureza que nos cercava, dela extraindo todas as potencialidades capazes de amenizar nosso cotidiano de seres frágeis, sujeitos às intempéries, às enfermidades e às limitações impostas pelos nossos sentidos. A internet, portanto, como outras conquistas do progresso científico-tecnológico, não precisa ser suprimida ou abandonada, mas deve ser encarada somente como uma poderosa ferramenta, a ser utilizada por pessoas com um mínimo de maturidade e de preparo. Além do mais, tal qual o livre mercado na economia, com a concorrência que dele decorre e que pode beneficiar os consumidores, e que precisa ser submetido à vigilância pública para evitar a corrupção e os excessos, a internet, por causa do livre e democrático acesso que propicia, deve ser objeto de vigilância rigorosa, para evitar que dela se aproveitem os costumeiros aventureiros inescrupulosos.

Sérgio Mauro é professor da Faculdade de Ciências e Leras da Unesp de Araraquara.
Continue lendo >> Deixe seu comentário
Curso capacita profissionais para desenvolver websites
,
Curso capacita profissionais para desenvolver websites


Senac Registro está com inscrições abertas para vagas gratuitas. Aulas começam em setembro

Com campo de atuação bastante amplo e até com a perspectiva de abrir seu próprio negócio e oferecer serviços a empresas, o que possibilita flexibilidade de horário e locais de trabalho, o programador web é responsável por desenvolver sites, portais, fóruns, e-commerces e blogs. É o profissional capaz de planejar, construir, testar e dar manutenções em aplicações que vão funcionar na internet.

Para capacitar pessoas interessadas em ingressar nesse mercado, o Senac Registro lançou uma turma do curso Programador Web. Os interessados devem ter no mínimo 16 anos e estar cursando ou já haver concluído o ensino médio. É importante também ter conhecimentos básicos de internet e do sistema operacional Windows.

Ainda há vagas gratuitas para o curso por meio do Programa Senac de Gratuidade. Para concorrer, o interessado deve ter renda familiar per capita de até dois salários mínimos federais (R$ 1.760).

O curso acontece de 14 de setembro de 2016 a 8 de março de 2017, com aulas às segundas, quartas e sextas-feiras, das 8 às 12 horas. As inscrições devem ser feitas pelo site www.sp.senac.br/registro. Mais informações pelo telefone (13) 3828-1300.

Tratamento de imagem digital

Outra formação da área de tecnologia da informação que está com inscrições abertas no Senac Registro é Photoshop CC - tratamento de imagens, com duração de 42 horas, que capacita o aluno a ajustar, tratar e editar imagens digitais utilizando os recursos e ferramentas do programa Photoshop CC.

Por meio da Bolsa Responsabilidade Social, há vagas com descontos de 50% a 100%, às quais podem concorrer alunos com renda familiar per capita de até dois salários mínimos federais (R$ 1.760).

A idade mínima para participar do curso é 14 anos. É preciso também ter ensino fundamental completo e conhecimento em internet e Windows. As aulas serão às segundas, quartas e sextas-feiras, das 8 às 12 horas, a partir do dia 5 de setembro.As inscrições devem ser feitas pelo site www.sp.senac.br/registro.


Serviço
Cursos Programador Web e Photoshop CC - tratamento de imagens
Local: Senac Registro
EndereçoRua Teiti Koki, 105 - Vila Flórida, Registro/SP
Telefone: (13) 3828-1300
Inscrições e informações: www.sp.senac.br/registro


Agosto/2016

Continue lendo >> Deixe seu comentário
 
Google+
Facebook
Recomende-nos no Google
Link-me
O Vale do Ribeira - Notícias, Histórias, Curiosidades, Culinária e informações sobre a região do Vale do Ribeira.

O Vale do Ribeira Copyright © 2011 | Design by: [ Camilo Aparecido Almeida ] | Movido a: [ Blogger ]