Observação de aves é o novo tema de curso do Programa de Turismo Científico do Legado das Águas Observação de aves é o novo tema de curso do Programa de Turismo Científico do Legado das Águas - O Vale do Ribeira Observação de aves é o novo tema de curso do Programa de Turismo Científico do Legado das Águas 1
Técnico Informática Registro

Observação de aves é o novo tema de curso do Programa de Turismo Científico do Legado das Águas

Serão dois dias de diversas atividades com aulas teóricas e práticas na floresta da Reserva com métodos para aprender a observar e identificar aves



O Legado das Águas, maior reserva privada de Mata Atlântica do país, localizada em Miracatu, a pouco mais de duas horas de distância de São Paulo capital, sedia, nos dias 16 e 17 de julho, o curso “Escola de birdwatching – Formando cidadãos cientistas”. Ministrado pelo biólogo Dr. Eduardo Alexandrino, a capacitação, por meio de uma experiência de imersão na floresta, tem como objetivo promover conhecimento científico sobre esses animais para o público em geral, alunos de graduação em biologia, profissionais de outras áreas de ciências biológicas que buscam incrementar o currículo, entusiastas ou iniciantes da prática de observação de aves.

Os dois dias de programação intercalam aulas teóricas e práticas. O conteúdo teórico abordará desde métodos de identificação das espécies pelas características visuais e pelo canto, até conceitos de ciência cidadã - que ensina como contribuir com a ciência e pesquisa no dia a dia, além do uso do aplicativo Ebird, cujos dados inseridos ajudam uma rede mundial de conservação de aves.


As aulas práticas também acontecem na floresta da Reserva, que abriga 40% de toda avifauna do Estado de São Paulo, com grande diversidade de espécies, principalmente de aves coloridas e algumas delas facilmente avistadas. As atividades práticas incluem observação e identificação das aves na natureza, técnicas de armadilhamento fotográfico - instalação de câmeras fotográficas automáticas que disparam com sensor de movimento, gerando pequenos vídeos ou fotos dos animais, além técnicas de captura com “rede neblina” – um tipo de material usado pelos pesquisadores para capturar as aves sem machucá-las.


O curso inclui alimentação completa no restaurante do Legado das Águas e alojamento em uma das casas da vila, com quartos compartilhados. Caso o aluno prefira ficar em uma acomodação individual, poderá fazer uma reserva à parte. A programação completa e o link para a compra dos ingressos podem ser consultados clicando aqui.


Lazer, diversão e ciência

De acordo com o biólogo e ministrante do curso Dr. Eduardo Alexandrino, com o curso, será possível unir lazer, diversão e ciência. Alexandrino, que é pesquisador colaborador do Instituto Manacá e da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" Universidade de São Paulo (ESALQ/USP), vai dividir conhecimento adquirido com o projeto de ciência cidadã “Eu vi uma ave usando pulseiras!?”, que coordena desde 2016.


“A prática de observação de aves, tem crescido cada vez mais, o que é bom para o ecoturismo, mas também para a ciência. Com o projeto, conseguimos criar uma forte rede de ciência cidadã, por meio de pessoas que fotografam as aves usando anilhas (as pulseiras) colocadas pelo projeto e postam nas redes sociais, contribuindo para o aumento do conhecimento das espécies e para geração de dados. No curso, vamos unir o lazer e a diversão da prática de observar as aves na natureza, com a técnica de produção ‘de ciência cidadã’, que para quem ama passarinhos, também é uma grande satisfação saber que o seu registro está contribuindo para proteger aquela espécie”, explica.

Programa de Turismo Científico e riqueza de aves


O Legado das Águas é um dos locais em que o projeto “Eu vi uma ave usando pulseiras!?” é realizado. Na Reserva, acontece desde 2020, em parceria com o Instituto Manacá, com objetivo de promover a ciência cidadã e contribuir com a geração de dados sobre as espécies.

A parceria é continuidade do trabalho de pesquisa com a avifauna da Reserva, que teve início em 2016, em parceria com a Sustentar Meio Ambiente, para catalogar as espécies presentes na Reserva. A iniciativa buscou nortear a implantação da atividade de observação de aves no Legado e foi liderada pelos biólogos Wagner Nogueira, Luciano Lima e Rafael Bessa.

O resultado dessa primeira etapa do trabalho foi a catalogação de 291 espécies, sendo destas 40% só existem na Mata Atlântica e 33 espécies estão em risco de extinção. Com esses dados, foi possível concluir que o Legado das Águas abriga 41% de todas as espécies conhecidas no Estado de São Paulo.

Dentre as espécies encontradas no Legado das Águas, algumas delas são muito apreciadas pelos observadores de aves: patinho-gigante (Platyrinchus leucoryphus), gavião-de-penacho (Spizaetus ornatus), o uru (Odontophorus capueira), o sabiá-cica (Triclaria malachitacea), a choquinha-cinzenta (Myrmotherula unicolor), a choquinha-pequena (Myrmotherula minor), o não-pode-parar (Phylloscartes paulista), a maria-pequena (Phylloscartes sylviolus), o tropeiro-da-serra (Lipaugus lanioides) e o corocochó (Carpornis cucullata), entre muitos outras.


Assim com todas as outras pesquisas com fauna e flora, o trabalho com as aves também foi incluído no Programa de Turismo Científico do Legado das Águas, que tem como objetivo fomentar projetos de pesquisa científica de longo prazo na Reserva por meio da diversificação das fontes de captação de recursos. Ao mesmo tempo, o programa visa criar um canal de divulgação da ciência com a imersão do ecoturista, que usufrui da estrutura completa da Reserva em meio a floresta e participa de cursos, oficinas, palestras e demais atividades de estudo e educação sobre o bioma.

Para Daniela Gerdenits, gerente do Legado das Águas, o curso é uma oportunidade de lazer com conhecimento. “Na Reserva temos pousada, restaurante, auditório climatizado, estacionamento, área de camping, trilhas suspensas e a exuberante floresta. Infelizmente, no Brasil, há pouquíssimas áreas naturais em que é possível fazer atividades de campo e teóricas, e no final do dia contar com o conforto e segurança que temos no Legado. Estamos felizes em realizar mais um curso pelo programa. O curso de observação de aves tem um grande diferencial, porque algumas das espécies são facilmente avistadas”, finaliza.


Serviço

Curso “Escola de birdwatching – Formando cidadãos cientistas”

Data: 16 e 17 de julho

Local: Base do Legado das Águas, entrada por Miracatu ou Tapiraí.

Para conferir a programação completa e compra de ingressos, clique aqui.



Sobre o Legado das Águas – Reserva Votorantim


O Legado das Águas é a maior reserva privada de Mata Atlântica do Brasil. Área de 31 mil hectares divididos entre os municípios de Juquiá, Miracatu e Tapiraí, no Vale do Ribeira, interior do estado de São Paulo, que alia a proteção da floresta e o desenvolvimento de pesquisas científicas a atividades da nova economia, como a produção de plantas nativas e o ecoturismo. Foi fundado em 2012 pelas empresas CBA – Companhia Brasileira de Alumínio, Nexa, Votorantim Cimentos e Votorantim Energia. É administrado pela Reservas Votorantim LTDA. e mantido pela Votorantim S.A, que também em 2012, firmou um protocolo com o Governo do Estado de São Paulo para viabilizar a criação da Reserva e garantir a sua proteção. Mais do que um escudo natural para o recurso hídrico, o Legado das Águas trata-se de um território raro e em estágio avançado de conservação, com a missão de estabelecer um novo modelo de área protegida privada, cujas atividades geram benefícios sociais, ambientais e econômicos de maneira sustentável. Saiba mais em https://www.legadodasaguas.com.br

Observação de aves é o novo tema de curso do Programa de Turismo Científico do Legado das Águas
Observação de aves é o novo tema de curso do Programa de Turismo Científico do Legado das Águas



Postar um comentário


Seu comentário é sempre bem vindo!

Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!

Comentário Anônimo, sem nome e email , não será publicado.

Se quiser fazer contato por email, utilize o Formulário para contato

Espero que tenha gostado do Site e que volte sempre!

Postagem Anterior Próxima Postagem