Polícia Ambiental do Vale do Ribeira flagra corte irregular de Palmito Juçara Polícia Ambiental do Vale do Ribeira flagra corte irregular de Palmito Juçara - O Vale do Ribeira

Técnico Informatica

Técnico Informática Registro

Polícia Ambiental do Vale do Ribeira flagra corte irregular de Palmito Juçara

A equipe de Polícia Militar Ambiental do Vale do Ribeira realizava a “Operação Semana do Meio Ambiente”, quando diligenciou até a Rua Porto das Pedras, Balneário Atlântico, município de Ilha Comprida para atendimento de denúncia anônima referente à caça com uso de arma de fogo.


Pelo local foi observada uma propriedade sem delimitações com um pequeno barraco aberto e após percorrer as imediações do terreno foi localizada uma trilha, na qual foi realizada incursão pelo interior da mata, no trajeto foi localizado um individuo com um facão na mão, o qual foi submetido à abordagem e busca pessoal. O indivíduo foi identificado e ao ser indagado a respeito do que fazia no local, respondeu que havia cortado Palmitos Jussara e estava transportando um feixe para o barraco indicando à equipe o local que havia escondido.


No intuito de verificar a existência de mais produtos ilegais em meio à mata, foram percorridas trilhas pelas imediações, entretanto não foram localizados mais ilícitos, também não foram identificadas armas ou caça nos locais citados na denúncia.

Diante do ocorrido a parte foi conduzida assim como os objetos ilícitos apreendidos ao distrito policial de Ilha Comprida, onde foi dada ciência dos fatos a autoridade de plantão Doutor Marcos Augusto Ribeiro de Almeida que determinou a lavratura do auto de exibição e apreensão dos produtos e o BO/PC.

Ficaram apreendidos pelo distrito policial:

39 (trinta e nove) hastes de palmito “in natura” da espécie Jussara e um facão.

O infrator ambiental foi autuado com a penalidade de multa no valor de R$ 23.400,00.

Polícia Ambiental do Vale do Ribeira flagra corte irregular de Palmito Juçara

Polícia Ambiental do Vale do Ribeira flagra corte irregular de Palmito Juçara


Postar um comentário

0 Comentários