Técnico Informatica

Técnico Informática Registro

Francisca Júlia no cinzel de Brecheret


Em 2007, passei dois dias na Paulicéia e aproveitei para pesquisar no Arquivo do Estado sobre Francisca Júlia, a ilustre filha do Vale do Ribeira, garimpando documentos para o livro que venho gestando há vários anos. O material existente sobre ela é bastante variado; infelizmente, a falta de tempo obrigou-me a colher os dados mais relevantes, ficando os demais para um futuro retorno.

 

Francisca Júlia no cinzel de Brecheret


Na ocasião, numa visita à Estação Pinacoteca, encontrei-me com a escritora Márcia Camargos, que lançou naquele mesmo ano o livro “Musa Impassível – a poetisa Francisca Júlia no cinzel de Victor Brecheret”, publicado pela Imprensa Oficial. A autora presenteou-me com um exemplar autografado da obra.

Fartamente ilustrado com fotografias e gravuras, algumas inéditas, numa produção editorial primorosa, “Musa Impassível” é fruto de profunda pesquisa empreendida por Márcia Camargos junto a familiares de Francisca Júlia e a arquivos particulares.

         No intervalo da garimpagem no Arquivo do Estado, não pude deixar de visitar a Pinacoteca, no Parque da Luz, para onde foi levada a estátua “Musa Impassível”, esculpida por Brecheret a pedido do Governo do Estado para ser colocada no túmulo da poetisa, no Cemitério do Araçá.

Restaurada, no rigor do mármore branco e impassível, a estátua ocupa lugar de destaque na Pinacoteca, reinando absoluta e única no amplo espaço aberto a ela dedicado. Ao se contemplar a “Musa Impassível”, somente um insensível não se emociona diante de sua monumentalidade e imponência.

No gancho da visita à Pinacoteca, estiquei até o Museu da Língua Portuguesa, na Estação Júlio Prestes, que ficava nas imediações e que foi destruído por um incêndio em 2015. Também é impossível se ficar indiferente à majestade e beleza de nossa língua, percorrendo as instalações da exposição sobre Gilberto Freyre e participando da experiência lúdica de um espetáculo onde o personagem principal é a Língua Portuguesa, de Camões a Pessoa, de Vieira a Guimarães Rosa.

Duas visitas imperdíveis.

Confira todas as crônicas do Alfarrábios

Postar um comentário

0 Comentários