Mais de 10 mil pessoas participaram da 10 edição do Festival Literário que acontece no Vale do Ribeira Mais de 10 mil pessoas participaram da 10 edição do Festival Literário que acontece no Vale do Ribeira - O Vale do Ribeira

Técnico Informatica

Técnico Informática Registro

Mais de 10 mil pessoas participaram da 10 edição do Festival Literário que acontece no Vale do Ribeira

Inspiradas no “abraço”, tema central do festival, um grupo de MCs do Vale do Ribeira lança single inédito dia 24/06

Após dois anos no formato digital, nos dias 14 a 19 de junho, aconteceu a 10º Edição do FLI - Festival Literário que reuniu os principais nomes da literatura atual durante seis dias nas cidades de Iguape, Registro e Iporanga. Foram mais de 90 atrações que dialogaram sobre arte, cultura, literatura e produção de conhecimento do Vale do Ribeira e de outras partes do Brasil, celebrando o reencontro presencial entre autores, artistas e público. Confira alguns dos momentos em uma playlist no canal do YouTube do programa Oficinas Culturais.

Ainda como parte do evento, no próximo dia 24 de junho, será lançado no Youtube do Programa Oficinas Culturais, um single feito por algumas das principais MCs do Vale do Ribeira e com um videoclipe produzido pela Coop Films. Entre os meses de abril e maio, as MCs Franca, Luna Martins, Miss G e Sabrina Victória se reuniram com a produtora musical Damanobeat e criaram uma faixa musical no estilo Cypher — composição coletiva que busca passar aos ouvintes o efeito dinâmico das rimas. A novidade deste ano é o desenvolvimento de um projeto composto exclusivamente por mulheres desse universo musical: “Cypher do Vale: Abraços”.

“Foram encontros comoventes entre escritoras, escritores, poetas, artistas da cena e da música, e a plateia. Nas escolas da região, na recém chegada Fábrica de Cultura 4.0 Iguape, nas praças de Iporanga e Registro, nos Pontos do Livro e em encontros virtuais, mais de 10.000 participantes foram abraçados por esta edição do FLI", comenta Thiago Saraiva, superintendente do programa Oficinas Culturais, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e gerenciado pela Poiesis, do qual o FLI faz parte.

Para Sabrina Victória, uma das MCs que compôs a Cypher do Vale: Abraços, o “abraço” simboliza a união em torno da luta pela igualdade de gênero e pelo direito de expressão das mulheres do RAP. O videoclipe conta também com a participação de Dani Silveri e Karol Dennyn, ambas do grupo de dança B-girls e artistas atuantes no Vale do Ribeira.


Desde o ano passado, com objetivo de incentivar o cenário do RAP no Vale da Ribeira, o festival criou o projeto “Cypher do Vale”, onde artistas da região são convidados para compor coletivamente novas obras. No 9°FLI, alguns MCs foram convocados para desenvolver dois singles e videoclipes com base no tema central do evento: “Heranças, presenças e horizontes” — todos estão disponíveis no Youtube.

Ao longo da sua história, o FLI promoveu atividades de literatura, música, teatro, dança e troca de saberes para diversas cidades do Vale do Ribeira, alcançou mais de 50 mil espectadores e ofereceu mais de 200 ações de formação. No seu 10° aniversário, continuou a tradição e contou com a presença de escritores, artistas e pensadores de grande influência do Vale do Ribeira, como Julio Cesar da Costa, Nathália Gonçalves, Kelly Cena e Henrique Monteiro, e de diversas regiões do Brasil. Dentre eles: Bel Santos Mayer, Otto, Francisco, el Hombre, Mia Couto, Geni Guimarães, Ignácio de Loyola Brandão e Daniel Munduruku.

Além disso, em sua décima edição, o FLI promoveu, de forma ampliada, a ação Itinerância Escolar, com oficinas para alunos e professores de educação infantil da rede pública da região. As oficinas de mediação de clubes de leitura estavam abertas para 259 professores e as contações de histórias e os saraus para mais de 5.520 alunos.



SERVIÇO:



MCs do Vale do Ribeira lançam single inédito para o FLI 2022


Cypher do Vale: Abraços


Composição de Franca, Luna Martins, Miss G e Sabrina Vitória | Produção musical: Damanobeat| Produtora audiovisual: Coop Films
Lançamento do videoclipe: 24 de junho - no YouTube das Oficinas Culturais


*Não é necessária inscrição para conferir as produções.

Acesse o site do festival -- clique aqui.


SOBRE O PROGRAMA OFICINAS CULTURAIS

Como uma iniciativa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo e gerenciado pela POIESIS -- Organização Social de Cultura, o Programa Oficinas Culturais promove formação e vivência à população no campo da cultura desde 1986.

Oficinas Culturais dialoga com o interior por meio de dois festivais (FLI -- Festival Literário e MIA -- Festival de Música Instrumental), Jornadas de Gestão Cultural, Ciclos de Estudos sobre Cultura Tradicional e Contemporaneidade, Programa de Qualificação em Artes que dá orientação artística a grupos, companhias ou coletivos de dança e teatro no interior, litoral e região metropolitana de São Paulo, e o Programa de Formação no Interior que oferece atividades formativas.

Além disso, na cidade de São Paulo, o programa realiza atividades de formação e difusão em três espaços: Oficina Cultural Oswald de Andrade (Bom Retiro), Oficina Cultural Alfredo Volpi (Itaquera) e Oficina Cultural Maestro Juan Serrano (Taipas).

SOBRE A POIESIS

A Poiesis -- Organização Social de Cultura é uma organização social que desenvolve e gere programas e projetos, além de pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais, voltados para a formação complementar de estudantes e do público em geral. A instituição trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.

Mais de 10 mil pessoas participaram da 10 edição do Festival Literário que acontece no Vale do Ribeira
Mais de 10 mil pessoas participaram da 10 edição do Festival Literário que acontece no Vale do Ribeira


Postar um comentário

0 Comentários