No Dia Nacional do Turismo Ecológico, o Legado das Águas destaca a importância do setor para a conservação ambiental No Dia Nacional do Turismo Ecológico, o Legado das Águas destaca a importância do setor para a conservação ambiental - O Vale do Ribeira

Técnico Informatica

Técnico Informática Registro

No Dia Nacional do Turismo Ecológico, o Legado das Águas destaca a importância do setor para a conservação ambiental

O ecoturismo é fundamental para iniciativas de proteção da natureza, pois fortalece a consciência ambiental dos visitantes, além de ser uma importante fonte de receitas para a manutenção de projetos de conservação.

O Legado das Águas, a maior reserva privada de Mata Atlântica do país, é um dos únicos destinos do Brasil com infraestrutura para oferecer ecoturismo no coração desse bioma.

Em 1º. de março, quando é celebrado o Dia Nacional do Turismo Ecológico, o Legado das Águas destaca a importância do setor tanto para a conscientização sobre a importância da conservação da natureza, quanto para a geração de renda para populações locais e receitas que são fundamentais para a manutenção de projetos ambientais. Assim, o ecoturismo é uma das principais ferramentas para a preservação dos biomas. O segmento representa um dos principais meios de educação ambiental e permite a integração e o desenvolvimento econômico das comunidades locais em áreas de preservação ambiental. A data foi criada para incentivar essa atividade, que é a forma sustentável de desenvolver a prática turística em áreas naturais, utilizando-se dos patrimônios natural e cultural.

O Legado, maior reserva privada de Mata Atlântica do país, é referência em turismo ecológico e um dos poucos destinos do Brasil com infraestrutura para oferecer ecoturismo no coração desse bioma. Embora concentre um dos maiores volumes de biodiversidade do mundo, a Mata Atlântica ainda é pouco conhecida, e é também o bioma mais impactado do Brasil. Cobria originalmente 13% do território brasileiro, ocupando a faixa próxima do litoral, do Piauí ao Rio Grande do Sul. Hoje, segundo o estudo Atlas da Mata Atlântica 2019-2020, da Fundação SOS Mata Atlântica, divulgado em maio de 2021, restam apenas 12,4% de seu território original.

O ecoturismo – que tem apresentado forte crescimento em todo o mundo -- é uma das frentes de atuação do Legado, dentro da estratégia da reserva de gerar lucro e manter a floresta em pé. “Desde a fundação do Legado, o nosso objetivo é provar que podemos gerar negócios com responsabilidade em áreas protegidas. É muito importante levantarmos o debate sobre como a proteção da biodiversidade é um ativo na busca por desenvolvimento local e renda. Na frente de ecoturismo, por exemplo, temos a oportunidade de promover a conexão dos visitantes com a natureza, estimulando a consciência sobre a necessidade de conservação ambiental”, afirma David Canassa, diretor da Reservas Votorantim, responsável pela gestão do Legado das Águas.

Localizado no Vale do Ribeira, a apenas duas horas da cidade de São Paulo, o Legado oferece uma ampla variedade de atividades para todos os públicos, como trilhas, banhos de cachoeira, passeios de caiaque, caminhadas noturnas, rafting, observação de astros e observação de aves.

A reserva possui uma pousada e camping que recebe turistas de terça a domingo. A estadia na pousada inclui o café da manhã, servido no restaurante localizado ao lado das acomodações. Além disso, há também a opção de hospedagem em uma casa flutuante instalada em meio a uma represa do Rio Juquiá, dentro da área da Reserva. O espaço é administrado pela Altar, e as reservas estão disponíveis pela plataforma Airbnb, incluindo o transporte com barco até a casa. As reservas podem ser feitas diretamente em: https://www.instagram.com/altar.br

Algumas das atividades de ecoturismo oferecidas pelo Legado são:

- Trilha Cachoeira Dezembro: trilha dentro da floresta que termina em uma cachoeira com piscinas naturais, ideal para banhos;

- Trilha Copaíba - Mirante do Sinal: passa por diversos córregos e termina em um mirante natural de 700 metros de altitude, com vista de 360° da Mata Atlântica (no mirante, há sinal de telefonia 4G);

- Cachoeira do Tamanduazinho: passeio com 2 horas e 20 minutos de duração. A cachoeira fica na divisa do Legado das Águas com o Parque Estadual Jurupará, dois locais de grande importância ambiental;



- Imersão Noturna: atividade com 2 horas de duração, exclusiva para as pessoas que estiverem hospedadas no Legado. A atração começa com uma caminhada leve e percorre um caminho total de 3,5 quilômetros, com trilha suspensa e caminhada na estrada;

- Astro Experience: experiência noturna. A posição geográfica do Legado das Águas favorece a observação de planetas, berços estelares, estrelas mortas, aglomerados e outras galáxias com equipamentos de ponta e exposições sobre o universo;

- Canoagem: A prática é realizada em águas tranquilas e é realizada em caiaques duplos modelo “sit on top”, estáveis e acessíveis. Dessa forma, mesmo aqueles que nunca praticaram a atividade, podem participar da experiência;

- Singletack Tamanduazinho: trilha de passeios de bike no meio da mata atlântica, para aqueles que buscam novos desafios, sendo classificada como percurso de nível médio de dificuldade.

Mais informações estão disponíveis em: https://legadodasaguas.com.br/eventos/

Para consultar a disponibilidade para hospedagem, deve-se acessar: https://legadodasaguas.com.br/hospedagem/

Protocolo Covid-19


Para evitar aglomerações e zelar pela saúde e segurança de visitantes e funcionários, o Legado das Águas criou um protocolo de segurança em combate ao Covid-19 sob curadoria da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo.

No quesito estrutura física, a base do Legado das Águas, assim como os receptivos das atividades, recebeu sinalização de distância mínima e placas de orientação de higiene, além da adequação do restaurante para evitar aglomerações. Também foram implementadas: redução da capacidade máxima de visitantes, aferição da temperatura constante entre funcionários e visitantes, obrigatoriedade do uso de máscaras, higienização constante das áreas de uso comum, higienização específica para a pousada, disponibilização de álcool em gel para visitantes, priorização do check-in virtual, entre outras medidas.

Acesse o protocolo de segurança completo em: legadodasaguas.com.br/protocolocovid19/

Sobre o Legado das Águas – Reserva Votorantim


O Legado das Águas é a maior reserva privada de Mata Atlântica do Brasil. Sua área de 31 mil hectares, divididos entre os municípios de Juquiá, Miracatu e Tapiraí, no Vale do Ribeira, no interior do estado de São Paulo, alia a proteção da floresta e o desenvolvimento de pesquisas científicas a atividades da nova economia, como a produção de plantas nativas e o ecoturismo. Foi fundado em 2012 pelas empresas CBA – Companhia Brasileira de Alumínio, Nexa, Votorantim Cimentos e Votorantim Energia. É administrado pela Reservas Votorantim LTDA. e mantido pela Votorantim S.A, que, também em 2012, firmou um protocolo com o Governo do Estado de São Paulo para viabilizar a criação da Reserva e garantir a sua proteção. Mais do que um escudo natural para o recurso hídrico, o Legado das Águas é um território raro e em estágio avançado de conservação, com a missão de estabelecer um novo modelo de área protegida privada, cujas atividades geram benefícios sociais, ambientais e econômicos de maneira sustentável. Saiba mais em https://www.legadodasaguas.com.br

O ecoturismo é fundamental para iniciativas de proteção da natureza, pois fortalece a consciência ambiental dos visitantes, além de ser uma importante fonte de receitas para a manutenção de projetos de conservação.


Postar um comentário

0 Comentários