Sabesp faz teste de fumaça na rede de esgotos em bairro de Iporanga Sabesp faz teste de fumaça na rede de esgotos em bairro de Iporanga - O Vale do Ribeira

Técnico Informatica

Técnico Informática Registro

Sabesp faz teste de fumaça na rede de esgotos em bairro de Iporanga

A ação identificou 11 irregularidades

Sabesp faz teste de fumaça na rede de esgotos em bairro de Iporanga



A Sabesp realizou teste de fumaça para inspeção de redes coletoras de esgotos no município de Iporanga. A ação aconteceu no Bairro da Serra, no último sábado, dia 6/11.

A vistoria abrangeu 148 imóveis. O trabalho foi concluído com onze irregularidades identificadas. Todos serão notificados e orientados sobre como proceder para separar os sistemas de água e esgotos.



Teste de Fumaça

O teste de fumaça identifica a presença de água de chuva na rede esgoto, em consequência de ligações irregulares nos imóveis. O trabalho preventivo consiste na aplicação de fumaça dentro dos poços de visita da Companhia (bueiros) e é realizado do muro para fora do imóvel.

Quando a ligação de rede está correta, a fumaça sai pela caixa de inspeção do imóvel. Caso a fumaça saia pelas calhas e ralos, constata-se a irregularidade na separação de esgoto doméstico e água de chuva. A fumaça não é tóxica.



Água da chuva e esgoto não devem se misturar


A Sabesp destaca que as redes coletoras da Companhia foram dimensionadas para receber somente esgotos, portanto, é necessário que todo imóvel tenha separação correta desse esgoto, que deve ser encaminhado para a caixa de inspeção. Uma tubulação específica deve escoar a água de chuva para as galerias de águas pluviais.

Por isso é importante separar as duas redes, pois quando estão interligadas indevidamente, em consequência de ligações mal feitas ou clandestinas, a água da chuva é lançada no esgoto, compromete a eficiência operacional de esgotamento sanitário da Sabesp, sobrecarrega o sistema de esgoto e podem ocorrer entupimento ou rompimento das tubulações, extravasando para vias públicas, além de toda a sujeira e mau cheiro do esgoto que retornam para dentro dos imóveis pelo ralos e vasos sanitários. Mesmo quando a estrutura consegue suportar o volume de água excedente, o tratamento fica prejudicado.

Quando o imóvel recebe em sua ligação domiciliar as águas pluviais, há riscos no sentido de danificar o sistema de esgoto, além de transtornos como entupimento e retorno do efluente doméstico para ralos e afins.
Portanto, fazer a ligação correta no seu imóvel contribui não somente para a preservação do meio ambiente, mas para a saúde da sua família!

Para preparar a ligação de esgoto da sua casa para os encanamentos da Sabesp você deve seguir algumas orientações para garantir a qualidade da água e dos serviços prestados pela empresa.



Saiba como fazer a ligação de esgoto de forma correta:


01. A água das calhas e ralos deve ser encaminhada para a galeria de água pluvial, instalada pela prefeitura.

02. A ligação de água deve ser padronizada para possibilitar o acesso ao hidrômetro para a leitura mensal ou manutenção.

03. Não coloque arames, pedras ou paus que dificultem ou impeçam o funcionamento do hidrômetro.

04. Para a primeira ligação, solicitar a conexão para a Sabesp que vai orientar o proprietário a instalar uma caixa de inspeção dentro dos limites do terreno (pode ser comprada pronta ou construída de alvenaria) e utilizar canos com as dimensões adequadas.

05. A necessidade de instalar uma caixa de gordura e um DTI (dispositivo tubular de inspeção) deverá ser avaliada.



Mais informações:

- Na agência mais próxima da sua casa

- Agência Virtual: sabespfacil.sabesp.com.br

- Central de Atendimento: a Sabesp mantém a disposição os serviços 24horas pelos telefones 195 ou 0800 055 0195 (ligação é gratuita).

Postar um comentário

0 Comentários