Sabesp patrocina Rally de São Paulo no Vale do Ribeira Sabesp patrocina Rally de São Paulo no Vale do Ribeira - O Vale do Ribeira

Técnico Informatica

Técnico Informática Registro

Sabesp patrocina Rally de São Paulo no Vale do Ribeira

Companhia também estará presente na Vila do Futuro levando informações sobre preservação do meio ambiente e de segurança hídrica

Sabesp patrocina Rally de São Paulo no Vale do Ribeira




(04.11.2021) A Sabesp é uma das patrocinadoras do Rally de São Paulo – Sertões Series que será realizado no Vale do Ribeira até o dia 6 de novembro. A prova terá um total de 543 quilômetros e vai contemplar cinco cidades – Ilha Comprida, Iguape, Pariquera Açu, Jacupiranga e Cananeia – num roteiro exclusivo e desafiador. Além do incentivo ao esporte, o evento tem como proposta movimentar a economia das cidades por onde passa.


“A Sabesp acredita no incentivo às manifestações esportivas e culturais como forma de transformação da sociedade. Muito além do saneamento, a empresa também apoia arte, o teatro, a dança, a literatura e a música, incluindo o Festival de Inverno de Campos do Jordão, a preservação de patrimônios culturais, como a renovação do Museu do Ipiranga, além de grandes eventos como a exposição ‘Leonardo Da Vinci – 500 anos de um Gênio’. Eventos como o Rally de SP fortalecem o turismo temático e as atividades econômicas da região, ampliando a geração de negócios, empregos e renda. Além de promover a conscientização sobre a importância da preservação do meio ambiente”, destaca Benedito Braga, diretor-presidente da Sabesp.

A programação do Rally traz Ilha Comprida como a cidade anfitriã, na Praia do Boqueirão do Norte. Lá está montada a Vila Sertões, com toda a estrutura do rally, e a Vila do Futuro, um complexo de 500 metros quadrados que trará, dentre outras coisas, ações e informações da Sabesp sobre preservação do meio ambiente e de segurança hídrica. Durante os dias do Rally estão programadas atividades culturais, exposição de artesanato, gastronomia e arte, que reúnem todas as cidades da região.


Para ficar por dentro de toda programação siga as redes sociais da Sabesp: Facebook (www.facebook.com/OficialSabesp); Twitter (@Sabesp); e Instagram (@sabespcia). E do Rally Sertões: Facebook (www.facebook.com/sertoesoficial); Twitter (@sertoesoficial); e Instagram (@sertoes).


Vale do Futuro


Com o objetivo de melhorar a qualidade de vida dos moradores do Vale do Ribeira, a Sabesp integra o programa Vale do Futuro, idealizado pelo Governo do Estado. A Companhia vai investir R$ 126 milhões para ampliação e melhorias dos sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário.

O Governo do Estado e a Sabesp entregaram um conjunto de obras de saneamento em 16 municípios do Vale do Ribeira, assegurando mais qualidade de vida à população de uma das regiões mais ricas em biodiversidade no Estado de São Paulo. Foram entregues 25 obras que ampliam a coleta, afastamento e o tratamento de esgoto e também obras para ampliação do abastecimento de água, beneficiando diretamente cerca de 16 mil moradores das seguintes cidades: Registro, Apiaí, Cananeia, Cajati, Barra do Chapéu, Eldorado, Jacupiranga, Juquiá, Miracatu, Itapirapuã Paulista, Itaóca, Itariri, Pedro de Toledo, Ribeira, Ribeirão Grande e Tapiraí.

Além dos empreendimentos inaugurados, a Sabesp e a Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente realizam novas obras em Iguape, Ilha Comprida, Sete Barras, Registro, Itariri, Apiaí e Ribeirão Grande, Cananéia, Cajati, Barra do Chapéu, Barra do Turvo, Jacupiranga, Juquiá, Iporanga, Pariquera Açu, Ribeira. A iniciativa envolve ainda prefeituras e a sociedade civil para incentivar o desenvolvimento econômico e social dos municípios da região, uma área de 16.681 km² com extensa cobertura da Mata Atlântica e com vocação para o ecoturismo no interior e no litoral. Cananeia, na faixa litorânea, é uma das cidades mais antigas do Brasil. Há ainda obras em licitação nos municípios de Cananéia, Cajati, Itaóca, itariri e Pedro de Toledo.

Com essas ações, a região terá um aumento na reservação de água, melhorias nas estações de tratamento de água (ETAs); aumento da conectividade dos imóveis à rede pública de esgoto, que por sua vez geram melhoria da saúde pública; desenvolvimento sustentável e preservação do meio ambiente.

Postar um comentário

0 Comentários