Vale do Futuro valoriza a agricultura familiar no Vale do Ribeira Vale do Futuro valoriza a agricultura familiar no Vale do Ribeira - O Vale do Ribeira

Técnico Informatica

Técnico Informática Registro

Vale do Futuro valoriza a agricultura familiar no Vale do Ribeira

Programa Cultivando Negócios já viabilizou mais de R$ 900 mil para produtores familiares locais do Vale do Ribeira. A meta é atingir R$ 2,7 mi até o final de 2022.

Vale do Futuro valoriza a agricultura familiar no Vale do Ribeira

O ProgramaCultivando Negócios, do Governo de São Paulo, por meio da Secretaria da Justiça e da Fundação Instituto de Terras do Estado de São Paulo (Itesp), dentro das ações do Programa Vale doFuturo, vem fortalecendo a produção agrícola no Vale do Ribeira. O Programa foi lançado em dezembro de 2019, em Registro, e atualmente conta com 446 fornecedores e compradores do Vale do Ribeira. A meta de comercializações para 2021 no Vale do Ribeira é de R$ 2,7 milhões e até agora, os valores alcançaram R$ 913.733,00 em negócios para os produtores familiares.

 

O Cultivando Negócios prevê a realização de rodadas de negociação com o apoio de ferramentas de tecnologia da informação, sendo que a produção deverá ser proveniente da produção agrícola familiar. O Programa atinge os pequenos produtores rurais da agricultura paulista e comunidades quilombolas, que aumentam seus lucros vendendo diretamente seus alimentos para supermercados, restaurantes e unidades compradoras. Trata-se de uma plataforma digital (um portal) que facilita, faz a mediação e aproxima os pequenos produtores rurais e compradores, para fortalecer a produção e a geração de emprego, renda e desenvolvimento no campo. O slogan da ação criada pelo Governo é “Plantou, Colheu, Vendeu”.

De acordo com Marianne Borges Tavelli, assessora da Diretoria Adjunta de Formação, Pesquisa e Promoção Institucional da Fundação Itesp, o Programa propicia o contato entre produtores e compradores, e questões como pagamento, logística de escoamento e entrega dos produtos são de exclusiva responsabilidade dos envolvidos no negócio. “O Programa é um orgulho para a Fundação Itesp, pois demonstra a capacidade técnica e social dos nossos servidores em pensar em uma solução que visa gerar emprego, renda e desenvolvimento para todas as regiões do Estado de São Paulo, principalmente o Vale do Ribeira, com o objetivo de aumentar a produção, a lucratividade e criar novas tecnologias para os agricultores dos assentamentos rurais e comunidades quilombolas”, disse a assessora.  

 

 Como funciona

 

O agricultor pode divulgar seu produto dentro do portal: www.cultivandonegocios.sp.gov.br. No site há 14 opções de cadeias produtivas; Pecuária Leiteira, Artesanato, Olericultura, Avicultura, Fruticultura, Citricultura, Apicultura, Produção Florestal, Sericicultura, Suinocultura, Piscicultura, Turismo, Culturas Anuais e Cafeicultura.

Para fortalecer a execução do programa, os compradores pessoas jurídicas recebem do Governo do Estado de São Paulo o “Selo da Cidadania – Fortalecendo os Negócios do Campo”, que reconhece a contribuição das empresas ao desenvolvimento da produção agropecuária paulista e demonstra que os produtos oferecidos são oriundos do Cultivando Negócios.

Postar um comentário

0 Comentários