Legado das Águas leva palestra sobre serpentes e animais peçonhentos para aprendizes rurais de Juquiá Legado das Águas leva palestra sobre serpentes e animais peçonhentos para aprendizes rurais de Juquiá - O Vale do Ribeira

Técnico Informatica

Técnico Informática Registro

Legado das Águas leva palestra sobre serpentes e animais peçonhentos para aprendizes rurais de Juquiá

O Legado das Águas, maior reserva privada de Mata Atlântica do país, em parceria com o Instituto Butantan de São Paulo e o Sindicato Rural de Juquiá, promove a palestra “Animais Peçonhentos e Primeiros Socorros” para alunos do Programa Jovem Aprendiz do Futuro, do Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural). O evento será realizado no dia 24, das 11h às 12h30, no Sítio Pedra Cavalo.


Legado das Águas leva palestra sobre serpentes e animais peçonhentos para aprendizes rurais de Juquiá
A ação faz parte de uma parceira que o Legado das Águas tem com o Instituto Butantan desde 2016 - Arquivo Legado das Águas


Legado das Águas leva palestra sobre serpentes e animais peçonhentos para aprendizes rurais de Juquiá

A ação é em comemoração ao Dia da Árvore e, embora a relação entre serpentes e animais peçonhentos com árvores pareça distante, está muito ligada. A degradação do habitat, principalmente o desmatamento, força esses animais a saírem da floresta para ambientes urbanos, causando acidentes. Por outro lado, são bichos essenciais para o equilíbrio do ecossistema.

O objetivo da ação é orientar como agir em acidentes com serpente, reforçando quais devem ser os primeiros socorros, além de conscientizar sobre o papel das cobras na natureza, o manejo correto e a prevenção de acidentes, tema central da apresentação. A palestra contará com demonstrações de animais vivos e réplicas, e será ministrada por Giuseppe Puorto, Diretor do Museu Biológico do Butantan, instituto referência em pesquisa sobre serpentes e um dos maiores produtores de soros do Brasil.

“Mostraremos aos alunos as principais espécies de cobras presentes na região de Juquiá e qual o manejo adequado. São informações muito relevantes, uma vez que estão se formando para atuarem no campo. Entendemos que a falta de informação pode causar danos irreparáveis. Queremos que os estudantes conheçam esses animais, saibam como agir em caso de acidentes e sejam multiplicadoras do conhecimento que irão receber”, diz o pesquisador.

Elaine Izabel de Moura, analista de Educação Ambiental do Legado das Águas, explica que a realização da ação em comemoração ao Dia da Árvore visa reforçar a importância da Mata Atlântica para a conservação dessas espécies.

“A conservação da floresta traz benefícios mútuos para pessoas, fauna e flora. No caso das serpentes, por exemplo, são animais essenciais ao equilíbrio do ecossistema, mas também para os seres humanos. Nem todo mundo sabe, mas o remédio mais usado para tratar a hipertensão arterial, o captopril, foi inventado a partir do veneno da jararaca brasileira, que ocorre nessa região também. A ideia é fornecer informações que possam conscientizar as pessoas da importância da floresta em pé para manter esses animais no habitat, longe dos ambientes urbanos e, ao mesmo tempo, prevenir acidentes. Uma via de mão dupla para a conservação. Para isso, contamos com grandes parceiros, como o Instituto Butantan”, finaliza.

A ação faz parte de uma parceira que o Legado das Águas tem com o Instituto Butantan desde 2016, que além de ter realizado a identificação da fauna Herpetológica – ramo da zoologia que estuda os anfíbios e répteis – na região de Juquiá, Miracatu e Tapiraí, no Vale do Ribeira, promove palestras na região com foco educativo e orientativo sobre serpentes e demais animais peçonhentos.

Sobre o Legado das Águas – Reserva Votorantim


O Legado das Águas é a maior reserva privada de Mata Atlântica do Brasil. Área de 31 mil hectares divididos entre os municípios de Juquiá, Miracatu e Tapiraí, no Vale do Ribeira, interior do estado de São Paulo, que alia a proteção da floresta e o desenvolvimento de pesquisas científicas a atividades da nova economia, como a produção de plantas nativas e o ecoturismo. Foi fundado em 2012 pelas empresas CBA – Companhia Brasileira de Alumínio, Nexa, Votorantim Cimentos e Votorantim Energia. É administrado pela Reservas Votorantim LTDA. e mantido pela Votorantim S.A, que também em 2012, firmou um protocolo com o Governo do Estado de São Paulo para viabilizar a criação da Reserva e garantir a sua proteção. Mais do que um escudo natural para o recurso hídrico, o Legado das Águas trata-se de um território raro e em estágio avançado de conservação, com a missão de estabelecer um novo modelo de área protegida privada, cujas atividades geram benefícios sociais, ambientais e econômicos de maneira sustentável. Saiba mais em https://www.legadodasaguas.com.br

Postar um comentário

0 Comentários