Fiscalização em estabelecimentos que comercializam madeira marca Operação Fiscalização em estabelecimentos que comercializam madeira marca Operação - O Vale do Ribeira

Técnico Informatica

Técnico Informática Registro

Fiscalização em estabelecimentos que comercializam madeira marca Operação

Nesta terça-feira, a Polícia Militar Ambiental desencadeou a Operação Floresta Amiga II. A Operação tem como foco a fiscalização do transporte, armazenamento e comércio de madeira nativa no Estado de São Paulo e conscientizar o cidadão para o consumo responsável e a preservação das florestas, em especial a Mata Atlântica.

Fiscalização em estabelecimentos que comercializam madeira marca Operação



Na região do Vale do Ribeira está sendo realizada fiscalização em estabelecimentos que comercializam madeira. Tais ações têm o objetivo de verificar a regularidade dos produtos florestais mantidos em depósito e expostos à venda. Caso seja verificado que a madeira não possui origem legal, o responsável do estabelecimento comercial será autuado pela prática de infração ambiental, com apreensão da madeira irregular e aplicação de multa no valor inicial de R$ 300,00 por metro cúbico. Além de responder por crime ambiental que tem como pena a detenção de até 1 ano.

Foram realizadas vistoriadas em 05 madeireiras localizadas nos municípios de Registro, Barra do Turvo e Ilha Comprida. Nas madeireiras de Ilha Comprida, Registro e Barra do Turvo foram constatadas irregularidades com a venda de madeira nativa. As madeiras foram vendidas sem autorização. Também havia maneira armazenada de forma irregular, sem que houvesse registro de sua origem, portanto são ilegais, com possibilidade de serem oriundas de desmatamentos irregulares que ocorrem em outras regiões do país. Foram feitos ao todo 09 autos de infração ambiental, com a aplicação de multa no valor total superior a R$ 10.000,00. As madeiras foram apreendidas e não poderão ser comercializadas.

Postar um comentário

0 Comentários