Policia Militar Ambiental apreende Papagaio da Cara Roxa em Cananéia Policia Militar Ambiental apreende Papagaio da Cara Roxa em Cananéia - O Vale do Ribeira

Técnico Informatica

Técnico Informática Registro

Policia Militar Ambiental apreende Papagaio da Cara Roxa em Cananéia

Nesta segunda-feira (20/07), a Policia Militar Ambiental aprendeu um Papagaio da Cara Roxa em Cananéia na região do Vale do Ribeira (SP).

Policia Militar Ambiental apreende Papagaio da Cara Roxa em Cananéia
Papagaio da Cara Roxa - "Amazona brasilienses "


Natureza: Manutenção de Psitacídeo em Cativeiro.

Município: Cananéia/SP.

Bairro: Agrossolar.

Data: 20Jul21.

Valor da Autuação: R$ 10.000,00


Em Operação " Interior Mais Seguro", a equipe se deslocou até o bairro Agrossolar, localizado no Município de Cananéia com a finalidade de coibir e reprimir possíveis irregularidades ambientais.

Realizado incursão pela Rodovia Prefeito José Herculano Rosa, ao proceder vistoria em uma propriedade Rural foi observado um viveiro contento um Psitacídeo, momento que foi estacionado e contatado com o proprietária do imóvel Senhora A. a qual após ser cientificado da visita Policial autorizou a entrada da equipe para a vistoria sendo o espécime identificado segundo manual da fauna nacional como:

01 (um) Papagaio da Cara Roxa

"Amazona brasilienses "

Espécime constante no anexo I do Decreto Estadual n° 63.853/18 como ameaçada em extinção status vulnerável (VU), sem identificação ou registro do órgão ambiental competente.

Foi realizado a apreensão e lavrado em desfavor da Senhora multa simples arbitrada em R$ 10.000,00 (dez mil reais)

Diante a impossibilidade de destinação e com embasamento legal e após aceitação voluntária foi confiado ao senhora o depósito do Psitacídeo ( papagaio Cara Roxa) sendo cientificada que enquanto o animal estiver sob seus cuidados não poderá vendê-lo, doá-lo ou transferi-lo e se compromete a cientificar de imediato e formalmente a Polícia Militar Ambiental de eventual morte ou fuga, sob pena de sanções previstas na legislação vigente.

Postar um comentário

0 Comentários