Indígenas promovem Ato no Vale do Ribeira em defesa das terras indígenas Indígenas promovem Ato no Vale do Ribeira em defesa das terras indígenas - O Vale do Ribeira

Técnico Informatica

Técnico Informática Registro

Indígenas promovem Ato no Vale do Ribeira em defesa das terras indígenas


Na manhã do dia 29/06 (terça-feira), o povo Guarani se manifesta no Vale do Ribeira! Cerca de 300 indígenas vindos das aldeias do município de Miracatu, Tapiraí, Sete Barras, Pariquera-Açu, Registro, Eldorado, Iguape e Cananeia, fecham a BR 116 Régis Bittencourt, na altura do km 377, em protesto contra o Marco Temporal, e o Projeto de Lei (PL) 490/2007, que ameaçam as demarcações das terras indígenas.

Indígenas promovem Ato no Vale do Ribeira em defesa das terras indígenas



O ato também repudia e não reconhece a permanência do Marcelo Xavier na presidência da Funai, bem como a nomeação de Joaquim Álvaro Pereira Leite, que assumiu na semana passada o Ministério do Meio Ambiente, após a demissão de Ricardo Salles. Ambos representam o setor ruralista e do agronegócio. A família do novo ministro é tradicional produtora de café, e pleiteia área dentro da Terra Indígena Jaraguá, na região metropolitana de São Paulo.

Indígenas promovem Ato no Vale do Ribeira em defesa das terras indígenas



Os Guarani dão sequência à mobilização de mais de 20 dias do acampamento Levante Pela Terra, realizado em Brasília, onde mais de 100 pessoas, entre parentes indígenas de diversas etnias vindos de várias regiões do Brasil, além de amigos aliados, realizaram manifestações espirituais, e protestos pelas ruas, lutando pelos seus direitos constitucionais.




Com o início do mandato de Jair Bolsonaro, se intensificaram as ameaças no Vale do Ribeira, região que vem sendo afetada por políticas antiindigenas e contrário a vida de indígenas, quilombolas, caiçaras, caboclos e agricultores familiares. Muitas comunidades seguem tentando o processo de regularização fundiária dos seus territórios, mas o que existe é negligência e morosidade nesse processo por parte do estado, que desrespeita a constituição federal e também a Convenção OIT 169.

Com a manifestação na BR 116 Régis Bittencourt, na altura do km 377 em Miracatu o trânsito ficou lento, gerando uma fila de 11 KM, a pista foi liberada as 09:00 hs.

Postar um comentário

0 Comentários