Técnico Informatica

Técnico Informática Registro

18 de junho - Um dia para celebrar o respeito à diferença


No Dia Mundial do Orgulho Autista, comemorado na última sexta-feira (18), a Associação Comercial Industrial e Agropecuária de Juquiá - Aciaju, promoveu um coffe braek, como uma singela homenagem a data. Além do presidente da entidade Júpter Furquim, acompanhado por sua esposa Géssica Furquim, também estiveram presentes a vice-prefeita Maria Inês, a primeira-dama Jane Correia e sua assessora Valéria Antônio, a secretária do prefeito Antonieta, a Secretária de Educação, Ana Paula, a educadora Márcia Mendes, a professora Marilza, e as mães de pessoas com transtorno do espectro autista (TEA).

18 de junho - Um dia para celebrar o respeito à diferença



Na oportunidade as mães Márcia Mendes, Eliane, Ana e Marina, falaram sobre a rotina, diagnóstico, desafios e a necessidade da inclusão a respeito do autismo.

O autismo é um transtorno global do desenvolvimento que se caracteriza por desvios qualitativos na comunicação e na interação social. Um fator que chama a atenção dentro do espectro autista é que em alguns casos, essas crianças podem apresentar incríveis habilidades intelectuais, educacional, motoras, musicais, de memória, linguística e outras, que muitas vezes não estão de acordo com a sua idade cronológica. É comum o diagnóstico acontecer em crianças ou até mesmo bebês, mas há pessoas que passam a vida toda (ou boa parte dela) sem saber que são autistas devido à ausência de diagnóstico. Além disso, o transtorno é uma condição permanente, ou seja, não há cura.

Segundo Márcia, é importante garantir momentos como esse para que todos discutam a questão e possam pensar de forma conjunta ações concretas para que a inclusão aconteça. Para efetivação dos direitos garantidos é fundamental construir uma comunidade que abrace as diferenças em todos os ambientes. A Aciaju, realiza a emissão da carteirinha de identificação do portador de TEA (Transtorno de Espectro Autista). O documento é um instrumento de direito e acessibilidade no dia-a-dia, no comércio, no trabalho e em todas as esferas do serviço público e privado. A Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (CIPTEA), é um documento que facilita a identificação e a prioridade no atendimento em serviços públicos e privados. No caso dos particulares, isso inclui supermercados, bancos, farmácias, restaurantes e lojas em geral. Também realizou a campanha de atendimento prioritário com adesivos em todo o comércio local.

O presidente da Aciaju, ressaltou que é preciso eliminar o preconceito contra a diversidade e contra as pessoas com deficiência, para que a sociedade seja mais inclusiva e aberta às diferenças. – “A luta não é apenas por igualdade, mas também pela garantia do acesso e permanência de autistas em sala de aula e em ambientes profissionais. A inserção no mercado de trabalho é um direito de qualquer pessoa, inclusive de pessoas autistas que são extremamente capazes”, explicou o líder da classe empresarial, que disse ainda: - “Quero agradecer a participação de todos e com essa singela homenagem reafirmar nosso compromisso, contem sempre conosco”, concluiu Júpter Furquim.

Postar um comentário

0 Comentários