Técnico Informatica

Técnico Informática Registro

São Paulo anuncia vacinação de pessoas de 50 a 54 anos com comorbidades ou deficiência permanente a partir de 14 de maio

Segundo matéria postada no Site G1 nesta sexta-feira (07/05), O governo de São Paulo anunciou a vacinação contra a Covid-19 a partir da próxima semana de pessoas com idade entre 50 e 54 anos com doenças preexistentes ou deficiência permanente.

São Paulo anuncia vacinação de pessoas de 50 a 54 anos com comorbidades ou deficiência permanente a partir de 14 de maio



Na quarta-feira (12/05), as grávidas e puérperas com comorbidades e as pessoas com idade entre 55 e 59 anos com doenças preexistentes ou deficiência permanente já haviam sido incluídas no grupo prioritário.

Datas de vacinação:


Gestantes e puérperas com comorbidades e maiores de 18 anos (100 mil pessoas): 11 de maio
Pessoas com deficiência permanente entre 55 e 59 anos (30 mil pessoas): 11 de maio
Pessoas com idade entre 55 e 59 anos com doenças preexistentes (900 mil pessoas): 12 de maio
Pessoas com idade entre 50 e 54 anos com doenças preexistentes: 14 de maio


Gestantes e mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias, que tenham mais de 18 anos de idade, também serão vacinadas na próxima semana.


Segundo o governo, gestantes e puérperas com mais de 18 anos e com doenças preexistentes que podem agravar a Covid-19, as chamadas comorbidades, serão vacinadas a partir da terça-feira (11). Anteriormente, a vacina era distribuída no estado apenas para as mulheres que já estavam incluídas em outros grupos prioritários. A previsão é de que 100 mil pessoas recebam a vacina neste grupo.

Também no dia 11, poderão receber as doses as pessoas com deficiência permanente, grupo estimado em 30 mil pessoas.

No dia 12 de maio, começa a vacinação de pessoas entre 55 e 59 anos que tenham comorbidades, seguindo orientação do Ministério da Saúde dada no Programa Nacional de Imunização (PNI). Este será o maior grupo, com cerca de 900 mil pessoas.

Será necessário comprovar a comorbidade com exames, receitas, relatório ou prescrição médica (veja a lista completa das doenças abaixo).


Condições para idades entre 50 e 59 anos



O governo estadual afirma que seguirá os critérios de comorbidade definidos pelo Ministério da Saúde, para pessoas com as seguintes doenças:


  • Insuficiência cardíaca
  • Cor-pulmonale e hipertensão pulmonar
  • Cardiopatia hipertensiva
  • Síndrome coronariana
  • Valvopatias
  • Miocardiopatias e pericardopatias
  • Doença da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas
  • Arritmias cardíacas
  • Cardiopatias congênitas no adulto
  • Próteses valvares e dispositivos cardíaco implantados
  • Diabetes mellitus
  • Pneumopatias crônicas graves
  • Hipertensão arterial resistente
  • Hipertensão artéria estágio 3
  • Hipertensão artéria estágio 1 e 2 com lesão e órgão alvo
  • Doença cerebrovascular
  • Doença renal crônica
  • Imunossuprimidos (inclui câncer)
  • Anemia falciforme
  • Obesidade mórbida
  • Cirrose hepática
  • portadores do vírus HIV


De acordo com a coordenadora do programa estadual de imunização, Regiane de Paula, pacientes com câncer estão incluídos na categoria de "imunossuprimidos".


Critérios para os novos grupos




Gestantes e puérperas

Gestantes com comorbidades: a partir de 18 anos em qualquer idade gestacional;
Puérperas: a partir dos 18 anos, com até 45 dias após o parto;
Comprovar estado gestacional (carteira de acompanhamento e/ou pré-natal ou laudo médico) e, no caso da puérperas, apresentar declaração de nascimento da criança;
Apresentar comprovante da condição de risco por meio de exames, receitas, relatório médico ou prescrição médica.
Pessoas com comorbidade
Apresentar comprovante da condição de risco por meio de exames, receitas, relatório médico ou prescrição médica;
Cadastros já existentes nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) poderão ser utilizados como comprovação.
Pessoas com deficiência permanente
Apresentar comprovante de recebimento do Benefício de Prestação Continuada (BPC).


Postar um comentário

0 Comentários