Técnico Informatica

Técnico Informática Registro

Jovens da Ilha contam com unidade de saúde própria – um dos cinco do país - e médica hebiatra, especializada no atendimento dessa faixa etária


Ilha Comprida - Além de ser um dos únicos cinco projetos brasileiros que oferecem atendimento integral aos jovens de 10 a 19 anos, o Projeto Ilha Jovem da Ilha Comprida tem o privilégio de contar com a médica Ana Carolina Daloia Ruzzante Martins, especializada no atendimento de adolescentes. De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, somam apenas 312 especialistas em adolescência no país.

Jovens da Ilha contam com unidade de saúde própria – um dos cinco do país - e médica hebiatra, especializada no atendimento dessa faixa etária



Em espaço diferenciado, o Posto de Saúde do Ilha Jovem prestou 3495 atendimentos em 2020 e, nesse ano de 2021, somou 615 atendimentos prestados pela médica Ana Carolina, pela enfermeira Karla Hernandes Kizysm, psicóloga Anelise Maciel de Souza, e equipe de saúde. “O Posto de Saúde do Ilha Jovem tem cadastro nacional e segue todos os critérios técnicos de qualquer outra unidade médica do município para atendimento a mais de 2 mil crianças e adolescentes de 10 a 19 anos”, afirma a médica.

De acordo com ela, acolher os jovens em espaço próprio na Saúde faz toda a diferença. “A síndrome da adolescência por si só já carrega o peso da transformação da criança em adulto. É um momento de extrema fragilidade e de muitas dúvidas. Somente um acolhimento direcionado e especializado consegue dar apoio à demanda que se apresenta tanto de transformações do corpo, como emocionais e sociais, incluindo aí a descoberta da sexualidade, que também precisa de apoio e esclarecimentos”, explica.

Segundo Ana Carolina, durante a pandemia, nos atendimentos - que seguiram critérios preventivos - foi notado aumento importante de questões psiquiátricas, violências, obesidade, além de importante aumento no número de gestantes e doenças sexualmente transmissíveis. Na Unidade de Saúde, o adolescente é acolhido, além de ocorrer direcionamentos para exames laboratoriais, de imagem; consultas com oftalmologista, nutricionista, e outras especialidades que se fizerem necessárias.

A Unidade também realiza testes rápidos de gravidez, aplica medicação, planejamento familiar, prevenção de segunda gravidez na adolescência, acompanhamento pré -natal de toda mulher menor de 20 anos, consultas de rotina do adolescente e acompanhamento de doenças crônicas, além de psicoterapia, rodas de conversa e videoconferências.

A Unidade do Ilha Jovem também mantém parceria com a coordenação da Saúde do Adolescente do Estado de SP, por intermédio da médica Albertina Takiute, idealizadora das Casas do Adolescente no Brasil, com encaminhamentos de jovens do município para tratamentos especializados de alto custo em hospitais referência da capital.

De acordo com a médica hebiatra, esse cuidado com os adolescentes contribui de maneira importante para a formação de uma geração mais saudável , consciente e segura: “ É um trabalho de saúde integrado às demais áreas como Cultura, Esportes, Social , Educação, o que contribui para reduzir os riscos que se apresentam na adolescência como violência , automutilação, depressão, crises ansiosas, tentativas de suicídios, distúrbios psiquiátricos próprios dessa fase da vida, além de incontáveis casos de violência doméstica, abuso sexuais , uso de álcool, drogas e prostituição. Na Unidade de saúde, o jovem têm total liberdade para falar sobre o que lhe aflige e recebe todo o apoio de uma equipe multidisciplinar para vencer as dificuldades”, explica.

Serviço - Para utilizar a Unidade de Saúde , o jovem ou responsável deve apresentar seus documentos para atualização de cadastro (CPF, RG, Cartão SUS, Caderneta de Vacina, comprovante de residência) . O Ilha Jovem ocupa atualmente provisoriamente a sala 7 da Unidade de Referência e Apoio (URA)

Postar um comentário

0 Comentários