Governo de São Paulo coloca todo estado na fase vermelha da quarentena por 14 dias Governo de São Paulo coloca todo estado na fase vermelha da quarentena por 14 dias - O Vale do Ribeira

Técnico Informatica

Técnico Informática Registro

Governo de São Paulo coloca todo estado na fase vermelha da quarentena por 14 dias

O governo de São Paulo regrediu todo o estado à fase vermelha, a mais restritiva da quarentena. A medida entra em vigor na primeira hora do próximo sábado (06/03) e deve permanecer até o dia 19 de março. O anúncio foi feito pelo governador João Doria (PSDB) nesta quarta-feira (03/03).

Governo de São Paulo coloca todo estado na fase vermelha da quarentena por 14 dias



Segundo informações do site G1, Medida permanecerá em vigor até o dia 19 de março. Determinação ocorre após estado bater recorde de mortos por Covid e internados com a doença. Consideradas serviços essenciais, educação e atividades religiosas seguem autorizadas a operar durante o período.



"Estamos em São Paulo e no Brasil à beira de um colapso. Exige medidas coletivas e urgentes (...) Por este motivo nós estamos atendendo a recomendação do centro de contingência e reclassificando todo o estado de SP para a fase vermelha a partir das 0h de sábado", disse Doria.



A fase vermelha autoriza apenas o funcionamento de setores da saúde, transporte, estabelecimentos como padarias, mercados e farmácias, além de escolas e igrejas, que foram incluídas na lista de serviços essenciais por meio de decretos estaduais. Shoppings, academias, e comércios não podem funcionar.


"As escolas da redes públicas estadual e municipal e da rede privada vão continuar abertas, e vão atender os alunos. Exatamente como estava previsto", completou o governador.


A mudança na classificação do estado ocorre para tentar conter o avanço da pandemia no país, após São Paulo bater recorde de mortos por Covid-19 e internados com a doença.


Atualmente, de acordo com atualização do plano estadual, divulgada na última sexta (26), seis regiões do estado estão na fase vermelha: Araraquara, Bauru, Barretos, Presidente Prudente, Ribeirão Preto e Marília.


Entretanto, algumas prefeituras de cidades da Grande SP e do interior, como Campinas, já tinham determinado medidas mais restritivas do que as do governo paulista.


A gestão estadual também antecipou para as 20h o início do chamado "toque de restrição". Anunciado no final de fevereiro para todo o estado, a medida entrou em vigor inicialmente das 23h às 5h, com o objetivo de coibir aglomerações e festas noturnas.


As novas determinações de endurecimento da quarentena atendem a pedido do Centro de Contingência do Coronavírus e dos prefeitos do estado, que, em reunião nesta terça, pediram ações mais efetivas para reduzir a circulação de pessoas.

Governo de São Paulo coloca todo estado na fase vermelha da quarentena por 14 dias

Governo de São Paulo coloca todo estado na fase vermelha da quarentena por 14 dias




Escolas


A fase vermelha é a mais restritiva do Plano SP e permite o funcionamento apenas de setores essenciais da economia, como farmácias, supermercados, postos de combustível e transportes coletivos, como ônibus, trens e metrô (veja mais abaixo).


Na atual configuração da fase vermelha, as escolas podem continuar recebendo alunos com o limite máximo de 35% da capacidade.


Nesta terça (02/03), o secretário estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn, chegou a defender, em entrevista à Rádio CBN, a suspensão das aulas presenciais no estado. Após a repercussão da declaração, ele afirmou que tinha emitido uma opinião pessoal.



No final do ano passado, o governo passou a considerar a educação como serviço essencial. Nesta quarta (03/03), Doria também incluiu na lista as atividades religiosas.

Postar um comentário

0 Comentários