Técnico Informatica

Técnico Informática Registro

Nova abordagem aos moradores de rua em Iguape


No dia 14 de julho a equipe da Assistência Social da Prefeitura Municipal realizou uma nova abordagem aos moradores em situação de rua, que se encontram na orla da Princesa Isabel.

Nova abordagem aos moradores de rua em Iguape
No local permanece um casal, ele com familiares no Município, e três cachorros acompanhantes. Demais animais em volta afirmam não pertencer a eles e que podem ser recolhidos, havendo interesse nesse sentido.
No local também encontrava-se um conhecido senhor de Sorocaba, com vários anos vividos em Iguape, que diz estar aguardando um retorno sobre uma proposta de emprego e um outro senhor, este vindo de Ilha Comprida, após desentendimentos com o pai.
No local ainda, três outros já conhecidos e cadastrados pela Assistência Social: um com moradia na zona rural, mas que “gosta de ficar com os amigos”; outro que após a separação da esposa ficou sem ter onde residir; e, por último, um morador também com familiares na zona rural mas que com frequência é visto com os amigos.
Nova abordagem aos moradores de rua em Iguape

Todos foram unânimes em afirmar que durante o dia muitas outras pessoas de Iguape aparecem por ali, exclusivamente para fazer uso de álcool, que “não dividem” com os outros moradores, e à noite retornam aos seus lares.
Na Praça da Basílica foi abordado um outro senhor que também não é do município e está aqui há mais de seis meses. Não deseja retornar para junto dos familiares e já por diversas vezes passou por clínica de recuperação, em virtude do alcoolismo. Não manifesta interesse em ir para a Fazenda Esperança, que ajuda na reabilitação de pessoas nessa situação.
A abordagem realizada pela equipe da Assistência Social comprovou uma vez mais que não existe demanda de moradores em situação de rua que sejam de outros municípios, os chamados “trecheiros”. Praticamente todos que ocupam os locais públicos contam com familiares ou são pessoas que mantêm vínculos com Iguape, já tendo vivido e residido em condições diferentes das que se encontram no momento.
No mês de junho foi assegurado o retorno de dois moradores em situação de rua a São Paulo, contando, em um dos casos, com o apoio da Assistência Social do Município de Miracatu.
Nesta atual abordagem, as orientações foram no sentido de que recolhessem seus pertences do local e o mantivessem limpo, o que foi aceito por eles.
Ademais, foi oferecido um local onde pudessem realizar higiene pessoal diariamente, na própria orla do Mar Pequeno. O espaço composto por banheiros públicos foi adaptado, com a colocação de chuveiros elétricos, pia, vaso sanitário e tanque. Ficou acordado com os mesmos que o local permanecerá aberto, neste primeiro momento, das 14:00 às 17:00 horas, e estaria disponível para uso de imediato.
Foram também distribuídos kits de higiene pessoal e individuais contendo sabonete, escova de dente e pasta dental, shampoo e condicionador, pente, desodorante, toalhas, sabão em pedra para roupas e absorventes para as mulheres.
Ressalte-se que os moradores de rua contam com refeições fornecidas por pessoas da comunidade, igrejas e de modo muito especial e permanente por uma determinada senhora.
A Assistência Social Municipal vem procurando dessa maneira garantir o atendimento das necessidades imediatas desta população que se encontram em situação de alta vulnerabilidade, adotando medidas de proteção social durante o período de enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente da pandemia.
A abordagem contou com o apoio da Fiscalização Municipal e Polícia Militar.

Postar um comentário

0 Comentários