Técnico Informatica

Técnico Informática Registro

Conselho de Saúde, empresários, trabalhadores do comércio e da saúde, segmentos religiosos pedem por Brigadas de Saúde



O Conselho Municipal de Saúde de Registro-SP se reuniu, por meio de reunião virtual, nesta última quarta-feira (22/07/2020) com amplos setores da sociedade registrense e discutiu a implantação da proposta das “Brigadas Emergenciais de Enfrentamento ao COVID-19 no município de Registro-SP”.

Conselho de Saúde, empresários, trabalhadores do comércio e da saúde, segmentos religiosos pedem por Brigadas de Saúde


Estiveram presentes na reunião: o Bispo Dom Manuel, representando a Diocese de Registro-SP; o Daniel Muniz, Manoel Chicaoka e Hélio Borges, representando a ACIAR; o Douglas Campião, representando o Sincomerciários; Marco Antônio, representando a ACER/RBBC; Pr. Rodney, representando o Conselho de Pastores; representantes dos trabalhadores da saúde na rede municipal; representante da educação estadual; representante da DRS XII; os conselheiros municipais de saúde; os vereadores Sandra Kennedy e Fábio Cardoso; entre outros. A Secretaria Municipal de Saúde não enviou nenhum representante.

A proposta foi aprovada por 12 dos 13 vereadores da Câmara Municipal de Registro-SP em Moção de Apelo ao Prefeito de Registro-SP e encaminhada também para o Conselho Municipal de Saúde, que a incluiu em sua pauta de discussão da sexta-feira (17/07). Na ocasião, o Conselho decidiu ampliar a discussão com a sociedade civil e realizou uma reunião aberta, na quarta-feira (22/07) para escutar os vários segmentos da comunidade. Após esta reunião com a sociedade civil, o tema segue de volta ao plenário do Conselho de Saúde na reunião que ocorrerá hoje (24/07).

Os participantes da reunião reafirmaram a importância da implementação da proposta para evitar uma nova quarentena no município de Registro-SP. Destacaram que a proposta vai ampliar as ações de educação e conscientização das pessoas, auxiliando no trabalho de prevenção e promoção em saúde. Os brigadistas também atuariam na fiscalização e no monitoramento dos comunicantes de contaminados, para rastrear todo o ciclo da doença no município.

Para efetivar a proposta, o Conselho de Saúde propôs utilizar a emenda de R$ 100 mil reais, enviada pelo Deputado Federal Alexandre Padilha – que a princípio seria destinada a cursos de formação (educação permanente) para os conselheiros – para custear os custos, uma vez que considera o combate á pandemia do COVID-19 uma prioridade absoluta.

Com a implementação das Brigadas, busca-se alcançar os seguintes objetivos:

1. reduzir o número de casos e internações por Covid 19 permitindo a retomada pela da economia com preservação da renda, do emprego e da vida;

2. atuar na busca ativa para acompanhar áreas (regiões e bairros) com maiores taxas de transmissão da Covid-19;

3. monitorar pacientes e rastrear contatos mantidos pelos infectados (refazer os caminhos das pessoas infectadas), como uma das formas para identificar e tratar possíveis novos casos da doença no município, diminuindo a taxa de internações;

4. reduzir as sub-notificações e a gravidade do quadro dos pacientes, orientando o tratamento mais rápido, evitando também a superlotação de hospitais neste período de crescimento da curva da doença;

5. orientar e conscientizar a população em geral a respeito dos riscos do COVID-19 e as formas de prevenção, com ênfase no isolamento social;

6. nortear o trabalho da Vigilância Epidemiológica, qualificar e permitir uma resposta mais rápida.

Postar um comentário

0 Comentários