Técnico Informatica

Técnico Informática Registro

Regional de Itanhaém' é certificado como Hospital Amigo da Criança







Hospital estadual foi acreditado na primeira avaliação, cumprindo todos os Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno

Regional de Itanhaém' é certificado como Hospital Amigo da Criança


O Hospital Regional Jorge Rossmann, em Itanhaém, conquistou a certificação da Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC), conferida pelo Ministério da Saúde a instituições que cumprem os Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno, instituídos pelo Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) e pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Realizado pelas avaliadoras credenciadas pelo Ministério da Saúde Marisa Ferreira, Roberta Ricardis e Patrícia Amorim Teixeira, nos dias 23 e 24 de janeiro, o processo de validação levou em conta também a atenção e o cuidado respeitoso à mulher durante o pré-parto, parto, pós-parto, o livre acesso à mãe e ao pai e permanência deles junto ao recém-nascido e o cumprimento da Norma Brasileira de Comercialização de Alimentos para Lactentes e Crianças de Primeira Infância (NBCAL).

Gerido pelo Instituto Sócrates Guanaes (ISG), o hospital localizado na Baixada Santista foi acreditado na primeira avaliação cumprindo todos os Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno. A certificação tem validade de três anos e inclui um processo contínuo de monitoramento das ações, no qual a direção e a equipe do hospital têm o compromisso de encaminhar anualmente o resultado online ao Ministério da Saúde.

Para o diretor técnico do HRJR, Dr. Cézar Kabbach, o título é o reconhecimento do trabalho realizado pelas equipes do hospital. "Nossos profissionais, diariamente, promovem e apoiam o aleitamento materno e a saúde integral da criança e da mulher. O título comprova a relevância desse empenho para ampliar o vínculo do binômio mãe e bebê, fundamental para aumentar os índices de aleitamento materno exclusivo e continuado. São ações diárias que contribuem para a redução da mortalidade materna e infantil na nossa região."

Com mais de 600 profissionais capacitados, a diretora executiva do HRJR, Fernanda Lage, ressalta a importância do envolvimento das equipes, da higienização até a direção do hospital. "A capacitação constante e o engajamento de todos os setores assistenciais e administrativos foram fundamentais para esta conquista. Todos sensibilizados para um atendimento mais humanizado e aptos a empoderar as mães na amamentação."

Sobre a Iniciativa Hospital Amigo da Criança

A Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC) é uma estratégia lançada no mundo inteiro pela Organização Mundial da Saúde e UNICEF com o intuito de promover, proteger e apoiar o aleitamento materno no âmbito hospitalar.

Desde 1992, o Ministério da Saúde certifica instituições que cumprem os Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno e uma série de outros requisitos que buscam a adequada atenção à saúde da criança e da mulher.

Além do aumento da taxa de aleitamento materno, bebês que nascem em Hospital Amigo da Criança têm menos chance de sofrer intervenções desnecessárias logo após o parto.

O Brasil tem 329 estabelecimentos de saúde certificados, sendo 42 no estado de São Paulo. No mundo já são mais de 20 mil hospitais com o título.



Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno


Passo 1 - Ter uma política de aleitamento materno escrita que seja rotineiramente transmitida a toda equipe de cuidados de saúde;

Passo 2 - Capacitar toda a equipe de cuidados de saúde nas práticas necessárias para implementar esta política;

Passo 3 - Informar todas as gestantes sobre os benefícios e o manejo do aleitamento materno;

Passo 4 - Ajudar as mães a iniciar o aleitamento materno na primeira meia hora após o nascimento; conforme nova interpretação: colocar os bebês em contato pele a pele com suas mães, imediatamente após o parto, por pelo menos uma hora e orientar a mãe a identificar se o bebê mostra sinais de que está querendo ser amamentado, oferecendo ajuda se necessário;

Passo 5 - Mostrar às mães como amamentar e como manter a lactação mesmo se vierem a ser separadas dos filhos;

Passo 6 - Não oferecer a recém-nascidos bebida ou alimento que não seja o leite materno, a não ser que haja indicação médica e/ou de nutricionista;

Passo 7 - Praticar o alojamento conjunto - permitir que mães e recém-nascidos permaneçam juntos – 24 horas por dia;

Passo 8 - Incentivar o aleitamento materno sob livre demanda;

Passo 9 - Não oferecer bicos artificiais ou chupetas a recém-nascidos e lactentes;

Passo 10 - Promover a formação de grupos de apoio à amamentação e encaminhar as mães a esses grupos na alta da maternidade; conforme nova interpretação: encaminhar as mães a grupos ou outros serviços de apoio à amamentação, após a alta, e estimular a formação e a colaboração com esses grupos ou serviços.
















Postar um comentário

0 Comentários