Últimas Notícias

Café com Negócios apresenta a Policlínica da UNIVR a diretores e associados da ACIAR

O presidente Daniel Muniz de Paulo e diretores da ACIAR, além de associados, participaram na manhã de quarta-feira, 13 de novembro, do primeiro Café Com Negócios itinerante realizado pela ACIAR.







O presidente Daniel Muniz de Paulo e diretores da ACIAR, além de associados, participaram na manhã de quarta-feira, 13 de novembro, do primeiro Café Com Negócios itinerante realizado pela ACIAR. 

Café com Negócios apresenta a Policlínica da UNIVR a diretores e associados da ACIAR


Dessa vez, o café foi oferecido pelo diretor geral do UNIVR (Centro Universitário do Vale do Ribeira), professor Aderbal Alfredo Calderari Bernardes, e coordenadores dos cursos da área de saúde, e foi realizado nas dependências da UNIVR, antigas FVR. A ACIAR e a IESEP devem formalizar parceria em breve visando atendimento à saúde de associados e colaboradores a preços bem abaixo do mercado. Cada convênio permite a inclusão de cinco dependentes, que podem ser familiares ou colaboradores.
Café com Negócios apresenta a Policlínica da UNIVR a diretores e associados da ACIAR

A Policlínica é mantida pelo IESEP (Instituto Educacional de Serviço, Ensino e Pesquisa) e, vinculada à UNISEPE, oferece estágio supervisionado aos cursos de Fisioterapia, Enfermagem, Psicologia, Educação Física, Nutrição, Serviço Social e Estética da UNIVR.
Entre os serviços ofertados na policlínica incluem-se atendimentos de Psicologia, Nutrição e Fisioterapia, além de academia de musculação com sala de ginástica e atendimentos de estética. Os serviços de enfermagem incluem aplicação de medicamentos injetáveis, com prescrição médica, coleta de Papanicolau e eletrocardiograma.
Atualmente, são realizados cerca de 1.500 atendimentos mensais para 500 pacientes cadastrados. Recentemente, o próprio presidente da ACIAR, Daniel Muniz de Paulo,  tornou-se paciente do setor de fisioterapia da policlínica e testemunhou, durante o encontro, sua satisfação com o atendimento e as explicações que obteve dos estagiários sobre o seu problema. “Basicamente, o que se faz aqui é tratar o ser humano. E esse atendimento precisa ser humanizado e inclusivo”, sintetizou Aderbal Bernardes.