Últimas Notícias

Conselho Gestor da APAMLS comemora dez anos







O Conselho Gestor da APAMLS - Unidade de Conservação Área de Preservação Ambiental Marinha do Litoral Sul está fazendo dez anos, sendo a data de aniversário, mais especificamente dia oito de outubro. Então no mês de outubro vem sendo comemorado com várias atividades, uma delas é a visita ao Centro de Reabilitação da Fauna Marinha do IPEC – Instituto de Pesquisas Cananéia.

Conselho Gestor da APAMLS comemora dez anos



A Associação Rede Cananéia faz parte do Conselho desde sua criação e Celina de Medeiros Lima, integrante da Rede Cananéia pela Casa do Idoso, representou as organizações durante a visita, afirmando que o evento foi muito esclarecedor e agradável.

Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural no Polo Pré-Sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama – Instituto Brasileiro do Meio Ambiente. Esse Projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos mortos.

Sobre o Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos

Há uma ligação geral entre as PMP’s que possa ter mais acesso a mais informações sobre o cuidado com os animais marinhos que imigram de um lugar para outro, ou até mesmo de outro país.
Sobre a Lei que defende o animal marinho. Tem pescador que quando aparece um animal desse na rede, ele não pode trazer para o órgão, pois será punido com multa por conta dessa lei. Tem que existir uma forma de que seja identificado o animal para que o pescador possa ficar livre de multa e afins. Esse Projeto tem recebido animais com anilhas, identificadas com um código que existe nesse anel, e isso deveria ser feito com pescadores sobre orientação do órgão para que sejam identificadas e tenham o tratamento adequado. Muitos animais até aparecem mortos, talvez a grande maioria por medo de chegar com o animal e ser punido.
Esse mês foram devolvidos para a natureza 15 pinguins que ficaram em tratamento no IPeC.
CASO ENCONTRE ALGUM ANIMAL NA PRAIA MORTO OU VIVO ACIONE ESSE NÚMERO: 08006423341.



Fontes ipecpesquisa.gov.br