Últimas Notícias

Vander Lopes se reúne com gerente geral da Elektro e aponta reclamações da população referente protesto de conta de luz

Para consertar o problema da negativação, depois de paga a conta diretamente à Elektro por via eletrônica, o nome sujo continua. É preciso ter a anuência da Elektro e depois ir ao Cartório e pagar custas de cancelamento




Para consertar o problema da negativação, depois de paga a conta diretamente à Elektro por via eletrônica, o nome sujo continua. É preciso ter a anuência da Elektro e depois ir ao Cartório e pagar custas de cancelamento, mais custas do protesto, para só então obter o cancelamento e limpar o nome. Essa forma de cobrança é considerada abusiva pelo vereador Vander Lopes.

Vander Lopes se reúne com gerente geral da Elektro e aponta reclamações da população referente protesto de conta de luz
Vander Lopes se reúne com gerente geral da Elektro e aponta reclamações da população referente protesto de conta de luz
O Vereador Vander Lopes (PSC), se reuniu com o superintendente geral da Elektro, Milton Pontes, na Câmara Municipal, na última quinta-feira, dia 8. O principal objetivo da reunião foi levar ao superintendente as reclamações dos usuários acerca dos serviços prestados e para protestar contra a política da concessionária de  incluir de protestar junto ao Cartório o nome de  clientes com contas de energia elétrica em atraso. Segundo levantamento, os nomes de pelo menos 500 moradores da cidade (por semana) são registrados no Cartório de Notas e Protestos.
Vander Lopes se reúne com gerente geral da Elektro e aponta reclamações da população referente protesto de conta de luz
Vander Lopes se reúne com gerente geral da Elektro e aponta reclamações da população referente protesto de conta de luz

Segundo Milton Pontes, “o protesto ocorreu após outras tentativas de recebimento, reaviso de vencimento de contas, notificações e outras medidas que restaram infrutíferas”. E que a medida é prevista no artigo 43 do Código de Defesa do Consumidor (CDC). Mas o vereador considerou a decisão descabida. Segundo o parlamentar, trata-se de uma cobrança abusiva e indevida, por que o consumidor está sendo punido duas vezes. “Primeiro ele sofre o corte da energia, o nome negativado e ele ainda vai pagar uma taxa a mais, por que todo cartório cobra uma taxa de emolumentos em cima do apontamento. Procurei a Defensoria Pública para tentar encontrar meios de reverter essa cobrança abusiva e buscar a preservação dos direitos dos consumidores”, explicou.
O vereador ressalta que as principais reclamações apresentadas pelos munícipes se referem ao protesto em cartório, sem que tenham sido previamente notificados. “Uma concessionária de energia tem uma arma fortíssima contra inadimplência, o corte do fornecimento. Não precisa de mais armas, se o consumidor atrasou a conta presume-se que está com dificuldades de renda, pois por cima disso a Elektro faz questão de prejudicá-lo ainda mais, extraindo mais dinheiro para pagar um “cancelamento” e custas que podem chegar a 50% ou mais do valor da conta. É poder excessivo, é poder abusivo, essa ação da Elektro é um fato gravíssimo, pode fazer o consumidor perder o crédito, o emprego, um novo trabalho, não é algo banal, não é apenas um incômodo, é muito mais que um simples aborrecimento, pode arruinar a vida econômica do consumidor, hoje já tão difícil. É impressionante a leviandade da Elektro em agir como se o consumidor fosse um inimigo a combater”, finaliza Vander Lopes.

DEFENSORIA PÚBLICA
A Defensoria Pública expediu ofícios à Elektro e ao Tabelião de Notas e Protesto de Registro para obter respostas pontuais. E informou ao vereador Vander Lopes, que o Núcleo de Defesa do Consumidor da Defensoria Pública do Estado estará atuando juntamente para discutir a questão.
O vereador está convocando os munícipes prejudicados para entrarem em contato com ele através do Whattsap (13) 99720-2061.