Últimas Notícias

Policiais da DIG e Delegacia Seccional de Registro-SP prendem Homem que matou a mulher por causa de Bolo em Sete Barras






Nelson de Oliveira Bueno, 46 anos, suspeito de matar a dona de casa Vanderléia Inácio dos Santos, de 25 anos, após uma briga por conta de um pedaço de bolo em Sete Barras, na região do Vale do Ribeira (SP), foi preso pela ação conjunta da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) e Delegacia Seccional de Registro-SP no Estado de  Santa Catarina nesta quinta-feira (15/08).


Policiais da DIG e Delegacia Seccional de Registro-SP prendem Homem que matou a mulher por causa de Bolo em Sete Barras
Policiais da DIG e Delegacia Seccional de Registro-SP prendem Homem que matou a mulher por causa de Bolo em Sete Barras  


Vanderléia Inácio dos Santos morreu após ser atingida por três disparos na frente dos filhos.
Vanderléia Inácio dos Santos
Vanderléia Inácio dos Santos

A prisão foi feita hoje (15/08), no estado de Santa Catarina por Policiais da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Registro-SP e da Delegacia Seccional de Registro-SP.



"Apenas trabalho de inteligência policial e buscas em várias cidades durante dois meses, e hoje faz exatamente dois meses do crime, que  foi em (15/06), disse o Delegado Marcelo Freitas."

Nelson de Oliveira Bueno
Nelson de Oliveira Bueno


delegado titular da DIG de Registro-SP (Delegacia de Investigações Gerais), doutor Marcelo Freitas, pediu a prisão preventiva do Nelson de Oliveira Bueno, a prisão preventiva foi expedida pelo juiz da 2ª vara de Registro-SP.




Crime no Bairro Onça Parda em Sete Barras (SP)


Crime ocorreu nas proximidades de um bar no bairro Onça Parda, em Sete Barras, SP — Foto: Divulgação
Crime ocorreu nas proximidades de um bar no bairro Onça Parda, em Sete Barras, SP — Foto: Divulgação


O crime ocorreu na noite do sábado (15/06) no bairro Onça Parda, no município de Sete Barras, onde mora a família. O auxiliar de serviços gerais Nelson Gonçalves, de 46 anos, cunhado da vítima, contou ao site G1 que tudo começou depois que Vanderléia ofereceu um pedaço de bolo à esposa do criminoso durante uma festa junina.

Ele afirma que o bolo tinha sido preparado por Vanderléia e o suspeito começou a fazer críticas sobre o doce e, em seguida, a xingá-la. "Ele falou para a esposa ‘não come essa porcaria que eu compro coisa melhor para você’".

Eles iniciaram uma discussão, até que o suspeito sacou um revólver. Em seguida, ele saiu da festa em direção ao carro. A vítima foi atrás dele e acabou baleada. "Ele deu o primeiro tiro no peito e ela caiu. Depois ele deu um tiro dentro da boca. O terceiro foi na testa. Depois ele pegou ela, jogou pelo braço e falou ‘toma o lixo de vocês’", afirma.

Vanderléia não resistiu aos ferimentos e morreu na hora. A vítima deixou quatro filhos, sendo uma menina 6 anos e três meninos, um de 8, outro de 4 anos, além de um bebê de 10 meses. Os filhos maiores viram toda a cena.