Últimas Notícias

Policia Civil da DIG divulgou a foto do morador de Rua Nilton suspeito do Caso Gabriel









No dia de hoje (30/08) a Policia Civil da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Registro-SP, divulgou a foto do morador de rua Nilton César Batista Muniz suspeito do homicídio do menino Gabriel Lopes Coutinho,8 anos desaparecido no bairro Arapongal, em Registro-SP, na região do Vale do Ribeira(SP).


Policia Civil da DIG divulgou a foto do morador de Rua Nilton suspeito do Caso Gabriel
Policia Civil da DIG divulgou a foto do morador de Rua Nilton suspeito do Caso Gabriel


Morador de rua Nilton foi preso ontem dia (29/08) em Registro-SP.

Hoje dia (30/08) Nilton foi ao IML fazer exames e em seguida iria retornar a cadeia de Jacupiranga-SP, aonde esta preso.




Na tarde da última quarta-feira (28/08), surgiram novas pistas sobre o caso Gabriel, dessa vez o suspeito é um morador de rua que morava em baixo da ponte próximo ao bairro aonde o menino desapareceu.

O morador de rua por nome de Nilton morava em um buraco em baixo da ponte, sob a linha do trem, seguindo a linha de trem por um lado a cerca de 3 quilômetros você chega na residência da família do Gabriel, e seguindo em sentido oposto pela linha do trem você chega até o Rio Ribeira de Iguape.


A Policia Civil da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Registro-SP, no Vale do Ribeira (SP), estiveram no local recolhendo roupas e pertences desse morador de rua, duas bicicletas também foram apreendidas e vão passar por pericia.

A Policia encontrou vários roupas femininas, roupas de crianças, uniformes, e uma  linha de pipa, e uma bíblia aberta com trecho em que fala em sacrifico de crianças.


Policia Civil da DIG prende suspeito do Caso Gabriel em Registro-SP
Trecho da bíblia com uma citação onde fala em sacrifício de crianças 



Policia Civil da DIG prende suspeito do Caso Gabriel em Registro-SP
Carretel de linha encontrado com morador de rua era de Gabriel e a blusa que foi rasgada para amarrar as mãos de Gabriel

Uma roupa encontrada com o morador de rua, estava com uma manga da blusa rasgada, e é o mesmo tecido que foi usado para amarrar o corpo que foi encontrado no Rio Ribeira de Iguape.

 
Delegado Marcelo Freitas da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Registro-SP , vai colher o depoimento do morador de rua, e aguarda os resultados da pericia do corpo, para  comparar resultados.


Nilton tem 30 anos e uma pequena passagem pela Policia, o Delegado pediu a prisão temporária de 30 dias, por enquanto não vai ser divulgado a foto dele para não induzir ou confundir as testemunhas que viram um andarilho suspeito no local onde o Gabriel desapareceu.


O morador de rua Nilton César Batista Muniz, de 30 anos, teve mandado de prisão temporária expedido contra si nesta quinta-feira (29/08), em Registro-SP, no Vale do Ribeira. Ele é investigado pelo homicídio do menino Gabriel Lopes Coutinho, de oito anos, que desapareceu no dia 11 de agosto após sair para empinar pipa na frente de casa.



Histórico do Caso Gabriel

Na tarde de domingo 11 de agosto, Gabriel Lopes Coutinho, um menino de 8 anos desapareceu no bairro Arapongal, em Registro-SP, na região do Vale do Ribeira(SP).

Segundo apurado pelo site “O Vale do Ribeira, Gabriel havia saído para brincar de pipa com um amigo e desapareceu pouco tempo depois.

Por volta das 16 horas, Gabriel foi brincar com um amigo próximo a sua casa, na Vila Ouro em Registro-SP, pouco tempo depois, Luciana mãe do Gabriel, foi informada de que os dois haviam se desentendido e que seu filho teve a pipa quebrada.

Após a briga, Gabriel saiu do local, mas não chegou em sua casa e a informação é de que ele foi visto pela última vez próximo a uma borracharia do Jurandir na Vila Ouro.

Desde então, sua mãe não teve mais notícias de seu paradeiro, Luciana falou ao site “O Vale do Ribeira que “procuramos o Gabriel por todo o bairro, mas até agora não o encontramos”. Na manhã da segunda-feira (12/08), Luciana foi a Delegacia registrar o boletim de ocorrência.

Polícia Militar informou que iniciaram as buscas na manhã da terça-feira (13/08), já que eles receberam a informação do desaparecimento do garoto de modo não oficial.

A Polícia Militar Ambiental foram acionadas e iniciaram as buscas. De acordo com informações, cães farejadores estão efetuando buscas pela mata, na região próxima onde Gabriel desapareceu.



Segundo a Polícia Militar, na quarta-feira (14/08), o canil da PM  retornou as buscas nas mata, já que a região onde Gabriel desapareceu é localizada em meio à mata fechada, que contém lagoas, represas e poços.

Chinelo e Pipa de Gabriel são encontrados

Um pé de chinelo e a pipa usados por Gabriel foram encontrados pelas equipes por volta das 14 horas  da quarta-feira (14/08).

De acordo com a família, Gabriel estava usando o chinelo havaina verde no momento que desapareceu.


Homem se encontra com arranhões de mais de uma semana e tentou atacar uma garota a cinco km de distância do local do crime 

Preso suspeito no desaparecimento do menino Gabriel em Registro-SP


Um homem chamado Adailton foi preso na tarde desta terça-feira (20/08), em Registro-SP na região do Vale do Ribeira, e é visto como um dos responsáveis pelo desaparecimento do menino Gabriel, em Registro-SP, há mais de uma semana. O homem que já foi indiciado por roubo e furto há alguns anos, apresenta arranhões antigos de pelo menos há cinco dias. As informações são da Record TV. 


O homem teria atacado uma garota há dois dias e mora a cinco km de distância da casa de Gabriel e a Polícia está investigando. laudo conclusivo ainda não saiu. Estão sendo analisado o material coletada das unhas do suspeito. Enquanto isso adolescentes prestam depoimento para fazer o reconhecimento do homem como a pessoa que se encontrava próxima ao local do crime.

Viúva de carteiro assassinado fala sobre série de crimes de Adailton

Na noite desta quarta-feira (21/08), a Polícia Civil de Registro-SP, realizou uma perícia na casa do Padrasto e da mãe do Gabriel.

Policia Civil de Registro-SP realiza perícia na casa do Padrasto e da Mãe  do Gabriel
Policia Civil de Registro-SP realiza perícia na casa do Padrasto e da Mãe  do Gabriel

A Policia usou o luminol, que é um produto químico especial capaz de fazer aparecer traços sanguíneos até então invisíveis, é um grande aliado dos investigadores para revelar cenas ocultas de um crime. 

O site “O Vale do Ribeira” não teve acesso aos resultados dessa pericia da casa do Gabriel, estamos aguardando.

 O desaparecimento do menino  Gabriel Lopes Coutinho, de oito anos, morador do bairro Arapongal em Registro-SP, na região do Vale do Ribeira, que hoje dia (21/08) já completou 10 dias.

Segundo apurado pelo site “O Vale do Ribeira”, na tarde desta quarta-feira (21/08), A mãe de Gabriel, Luciana, também prestou depoimento nesta tarde, saiu emocionada da delegacia e não quis falar com os repórteres que estavam aguardando alguma noticia nova sobre o caso.

Dois carros que estiveram na casa do menino, no dia de seu desaparecimento, também foram apreendidos, sendo que um deles é do padrasto da criança, teve o resultado negativo no luminol para vestígios de sangue, mas deu um falso positivo para algum produto químico usado no carro, a policia ainda investiga.

Na tarde desta quinta-feira(22/08), o apresentador Datena do programa Brasil Urgente da TV Bandeirantes, comentou que a Policia tem um vídeo do dia do crime, onde o padrasto do Gabriel esta com uma criança em seu carro.


Uma nova pista do Caso do Gabriel - um vídeo com o padrasto e um menino no banco de trás do carro dele
Uma nova pista do Caso do Gabriel - um vídeo com o padrasto e um menino no banco de trás do carro dele 

A Policia fez a pericia no vídeo em que o padrasto do Gabriel aparece no carro com uma criança atrás, a criança não era o Gabriel e sim filho de um caso do padrasto, por enquanto a policia trabalha em varias linhas de investigação.


Caminha em prol do Gabriel pelas ruas de Registro-SP


Por volta das 14:30 deste sábado (24/08), familiares e amigos do menino Gabriel fizeram uma caminhada com cartazes e camisetas com a foto dele, pelo centro da cidade de Registro-SP.


Familiares e amigos do menino Gabriel fizeram caminhada pelo centro de Registro-SP neste 24/08
Luciana mãe do Gabriel, muito emocionada, percorreu as ruas do centro de Registro-SP na caminhada junto com familiares e amigos .


Familiares e amigos segurando cartazes com as frases "Onde está o Gabriel", " #JustiçatodospeloGabriel ", se mobilizaram em prol da solução do caso do desaparecimento do Gabriel, dia (24/08), faz 13 dias do desaparecimento, várias buscas foram feitas em vários lugares, inclusive no Rio Ribeira de Iguape mas nada foi encontrado no momento.


A policia civil da DIG (Delegacia de investigações Gerais) de Registro-SP, trabalha incansavelmente tentando solucionar esse caso, em várias linhas de investigação. 


O encontro do corpo 

Neste último domingo (25/08), o corpo de uma pessoa foi encontrado por um pescador próximo ao bairro Guaviruva em Registro-SP no Rio Ribeira de Iguape, na região do Vale do Ribeira (SP).


Corpo de uma pessoa foi visto no Rio Ribeira de Iguape em Registro-SP
Corpo de uma pessoa foi visto no Rio Ribeira de Iguape em Registro-SP 


O corpo de uma pessoa, foi visto em avançado estado de decomposição por um pescador que encontrou um corpo por volta da 16:00, como era um lugar de difícil acesso, o pescador avisou os Bombeiros e a Policia, nesse tempo a correnteza e maré alta do rio levou o corpo rio abaixo.



O corpo de uma criança foi encontrado no Rio Ribeira, com as mãos amarradas na tarde dessa segunda-feira (26/08), por um helicóptero águia da Polícia Militar, no bairro Jipovura zona rural de Iguape a 40 Quilômetros de distancia da cidade de Registro-SP.


O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Registro-SP, onde serão realizados exames periciais para descobrir a causa da morte e identidade da vítima.



O Delegado Marcelo Freitas da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Registro-SP, em entrevista ao programa Brasil Urgente da Band, falou sobre o caso e que a policia continua trabalhando firme para prender o autor desse crime brutal.

Devido ao avançado estado de decomposição, não foi possível a família reconhecer o corpo.

Havia uma correntinha junto ao corpo, cujo o irmão de Gabriel reconheceu, mas a mãe e o pai não reconheceram como sendo do Gabriel.

Na tarde desta segunda-feira (26/08), a Policia Civil levou o pai e mãe do Gabriel para coleta de sangue para os exames de DNA, resultados ainda não ficaram prontos, o Delegado Marcelo Freitas da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Registro-SP está cobrando agilidade e rapidez por parte do Instituto Médico Legal (IML) nos resultados dos exames.

A família também aguarda o resultado dos exames.