Últimas Notícias

Novas pistas sobre o Caso Gabriel, morador de rua é investigado como suspeito






Na tarde dessa quarta-feira (28/08), surgiram novas pistas sobre o caso Gabriel, dessa vez o suspeito é um morador de rua que morava em baixo da ponte próximo ao bairro aonde o menino desapareceu.

Novas pistas sobre o Caso Gabriel, morador de rua é investigado como suspeito
Novas pistas sobre o Caso Gabriel, morador de rua é investigado como suspeito

O morador de rua morava em um buraco em baixo da ponte, sob a linha do trem, seguindo a linha de trem por um lado a cerca de 3 quilômetros você chega na residência da família do Gabriel, e seguindo em sentido oposto pela linha do trem você chega até o Rio Ribeira de Iguape.


A Policia Civil da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Registro-SP, no Vale do Ribeira (SP), estiveram no local recolhendo roupas e pertences desse morador de rua, duas bicicletas também foram apreendidas e vão passar por pericia.

O morador de rua não identificado ainda não prestou depoimento.


Histórico do Caso Gabriel

Na tarde de domingo 11 de agosto, Gabriel Lopes Coutinho, um menino de 8 anos desapareceu no bairro Arapongal, em Registro-SP, na região do Vale do Ribeira(SP).

Segundo apurado pelo site “O Vale do Ribeira, Gabriel havia saído para brincar de pipa com um amigo e desapareceu pouco tempo depois.

Por volta das 16 horas, Gabriel foi brincar com um amigo próximo a sua casa, na Vila Ouro em Registro-SP, pouco tempo depois, Luciana mãe do Gabriel, foi informada de que os dois haviam se desentendido e que seu filho teve a pipa quebrada.

Após a briga, Gabriel saiu do local, mas não chegou em sua casa e a informação é de que ele foi visto pela última vez próximo a uma borracharia do Jurandir na Vila Ouro.

Desde então, sua mãe não teve mais notícias de seu paradeiro, Luciana falou ao site “O Vale do Ribeira que “procuramos o Gabriel por todo o bairro, mas até agora não o encontramos”. Na manhã da segunda-feira (12/08), Luciana foi a Delegacia registrar o boletim de ocorrência.

Polícia Militar informou que iniciaram as buscas na manhã da terça-feira (13/08), já que eles receberam a informação do desaparecimento do garoto de modo não oficial.

A Polícia Militar Ambiental foram acionadas e iniciaram as buscas. De acordo com informações, cães farejadores estão efetuando buscas pela mata, na região próxima onde Gabriel desapareceu.



Segundo a Polícia Militar, na quarta-feira (14/08), o canil da PM  retornou as buscas nas mata, já que a região onde Gabriel desapareceu é localizada em meio à mata fechada, que contém lagoas, represas e poços.

Chinelo e Pipa de Gabriel são encontrados

Um pé de chinelo e a pipa usados por Gabriel foram encontrados pelas equipes por volta das 14 horas  da quarta-feira (14/08).

De acordo com a família, Gabriel estava usando o chinelo havaina verde no momento que desapareceu.


Homem se encontra com arranhões de mais de uma semana e tentou atacar uma garota a cinco km de distância do local do crime 

Preso suspeito no desaparecimento do menino Gabriel em Registro-SP


Um homem chamado Adailton foi preso na tarde desta terça-feira (20/08), em Registro-SP na região do Vale do Ribeira, e é visto como um dos responsáveis pelo desaparecimento do menino Gabriel, em Registro-SP, há mais de uma semana. O homem que já foi indiciado por roubo e furto há alguns anos, apresenta arranhões antigos de pelo menos há cinco dias. As informações são da Record TV. 


O homem teria atacado uma garota há dois dias e mora a cinco km de distância da casa de Gabriel e a Polícia está investigando. laudo conclusivo ainda não saiu. Estão sendo analisado o material coletada das unhas do suspeito. Enquanto isso adolescentes prestam depoimento para fazer o reconhecimento do homem como a pessoa que se encontrava próxima ao local do crime.

Viúva de carteiro assassinado fala sobre série de crimes de Adailton

Na noite desta quarta-feira (21/08), a Polícia Civil de Registro-SP, realizou uma perícia na casa do Padrasto e da mãe do Gabriel.

Policia Civil de Registro-SP realiza perícia na casa do Padrasto e da Mãe  do Gabriel
Policia Civil de Registro-SP realiza perícia na casa do Padrasto e da Mãe  do Gabriel

A Policia usou o luminol, que é um produto químico especial capaz de fazer aparecer traços sanguíneos até então invisíveis, é um grande aliado dos investigadores para revelar cenas ocultas de um crime. 

O site “O Vale do Ribeira” não teve acesso aos resultados dessa pericia da casa do Gabriel, estamos aguardando.

 O desaparecimento do menino  Gabriel Lopes Coutinho, de oito anos, morador do bairro Arapongal em Registro-SP, na região do Vale do Ribeira, que hoje dia (21/08) já completou 10 dias.

Segundo apurado pelo site “O Vale do Ribeira”, na tarde desta quarta-feira (21/08), A mãe de Gabriel, Luciana, também prestou depoimento nesta tarde, saiu emocionada da delegacia e não quis falar com os repórteres que estavam aguardando alguma noticia nova sobre o caso.

Dois carros que estiveram na casa do menino, no dia de seu desaparecimento, também foram apreendidos, sendo que um deles é do padrasto da criança, teve o resultado negativo no luminol para vestígios de sangue, mas deu um falso positivo para algum produto químico usado no carro, a policia ainda investiga.

Na tarde desta quinta-feira(22/08), o apresentador Datena do programa Brasil Urgente da TV Bandeirantes, comentou que a Policia tem um vídeo do dia do crime, onde o padrasto do Gabriel esta com uma criança em seu carro.


Uma nova pista do Caso do Gabriel - um vídeo com o padrasto e um menino no banco de trás do carro dele
Uma nova pista do Caso do Gabriel - um vídeo com o padrasto e um menino no banco de trás do carro dele 

A Policia fez a pericia no vídeo em que o padrasto do Gabriel aparece no carro com uma criança atrás, a criança não era o Gabriel e sim filho de um caso do padrasto, por enquanto a policia trabalha em varias linhas de investigação.


Caminha em prol do Gabriel pelas ruas de Registro-SP


Por volta das 14:30 deste sábado (24/08), familiares e amigos do menino Gabriel fizeram uma caminhada com cartazes e camisetas com a foto dele, pelo centro da cidade de Registro-SP.


Familiares e amigos do menino Gabriel fizeram caminhada pelo centro de Registro-SP neste 24/08
Luciana mãe do Gabriel, muito emocionada, percorreu as ruas do centro de Registro-SP na caminhada junto com familiares e amigos .


Familiares e amigos segurando cartazes com as frases "Onde está o Gabriel", " #JustiçatodospeloGabriel ", se mobilizaram em prol da solução do caso do desaparecimento do Gabriel, dia (24/08), faz 13 dias do desaparecimento, várias buscas foram feitas em vários lugares, inclusive no Rio Ribeira de Iguape mas nada foi encontrado no momento.


A policia civil da DIG (Delegacia de investigações Gerais) de Registro-SP, trabalha incansavelmente tentando solucionar esse caso, em várias linhas de investigação. 


O encontro do corpo 

Neste último domingo (25/08), o corpo de uma pessoa foi encontrado por um pescador próximo ao bairro Guaviruva em Registro-SP no Rio Ribeira de Iguape, na região do Vale do Ribeira (SP).


Corpo de uma pessoa foi visto no Rio Ribeira de Iguape em Registro-SP
Corpo de uma pessoa foi visto no Rio Ribeira de Iguape em Registro-SP 


O corpo de uma pessoa, foi visto em avançado estado de decomposição por um pescador que encontrou um corpo por volta da 16:00, como era um lugar de difícil acesso, o pescador avisou os Bombeiros e a Policia, nesse tempo a correnteza e maré alta do rio levou o corpo rio abaixo.



O corpo de uma criança foi encontrado no Rio Ribeira, com as mãos amarradas na tarde dessa segunda-feira (26/08), por um helicóptero águia da Polícia Militar, no bairro Jipovura zona rural de Iguape a 40 Quilômetros de distancia da cidade de Registro-SP.


O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Registro-SP, onde serão realizados exames periciais para descobrir a causa da morte e identidade da vítima.



O Delegado Marcelo Freitas da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Registro-SP, em entrevista ao programa Brasil Urgente da Band, falou sobre o caso e que a policia continua trabalhando firme para prender o autor desse crime brutal.

Devido ao avançado estado de decomposição, não foi possível a família reconhecer o corpo.

Havia uma correntinha junto ao corpo, cujo o irmão de Gabriel reconheceu, mas a mãe e o pai não reconheceram como sendo do Gabriel.

Na tarde desta segunda-feira (26/08), a Policia Civil levou o pai e mãe do Gabriel para coleta de sangue para os exames de DNA, resultados ainda não ficaram prontos, o Delegado Marcelo Freitas da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Registro-SP está cobrando agilidade e rapidez por parte do Instituto Médico Legal (IML) nos resultados dos exames.

A família também aguarda o resultado dos exames.