Últimas Notícias

Grupo Ryukyu Koku Matsuri Daiko se apresentará no Bon Odori







Com apoio da Prefeitura de Registro-SP, através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e da Associação Cultural Nipo-brasileira de Registro (Bunkyo), a 59ª edição do Bon Odori que acontecerá neste sábado, 17/08, no Templo Budista, é uma das celebrações mais tradicionais da cultura japonesa e do município que é reconhecido como marco da Colonização Japonesa no Brasil.


Grupo Ryukyu Koku Matsuri Daiko se apresentará no Bon Odori
Grupo Ryukyu Koku Matsuri Daiko se apresentará no Bon Odori

Além da rica gastronomia oriental uma das principais atrações culturais será do grupo Ryukyu Koku Matsuri Daiko que trará o ritmo dos tambores japoneses (taikôs) de Okinawa, tocado por cerca de 30 integrantes.

Grupo Ryukyu Koku Matsuri Daiko se apresentará no Bon Odori
Grupo Ryukyu Koku Matsuri Daiko se apresentará no Bon Odori


Programação:
18h00 – Missa
18h30 – Cerimônia de Abertura
19h00 – Distribuição de Moti
19h10 - Bon Odori
20h15 – Wadaiko do Bunkyo de Registro
20h45 - Grupo Ryukyu Koku Matsuri Daiko
21h15 – Bon Odori
22h00 – Grupo Minyo Yamatokai
22h45 – Distribuição de Moti
22h50 – Matsuri Dance
23h00 - Encerramento

Sobre o Ryukyu Koku Matsuri Daiko:

Ryukyu Koku Matsuri Daiko significa “Tambores Festivos do Reino de Ryukyu” e foi fundado em Okinawa, província ao sul do Japão, em 1982. O grupo formou-se pela união de jovens okinawanos em torno do ideal de preservar e difundir a cultura e as tradições locais por meio de manifestações artísticas usando o eisā como referência em suas coreografias.
Atualmente, a matriz do grupo em Okinawa é reconhecida pelo governo devido ao trabalho de cunho social que desenvolve com seus jovens. Manifestações artísticas são mescladas com danças e músicas tradicionais da ilha. As coreografias e ritmos contemporâneos fazem uma espécie de fusão do tradicional com o moderno e, dessa forma, aproxima e revela às novas gerações a riqueza e a beleza da sua própria cultura, que conserva e revigora o chamado “espírito uchinānchu”.
A filial brasileira, fundada pelo sensei Naohide Urasaki desde 1998, também exerce o papel de sua matriz, um pouco daquilo que todo uchinānchu tem: a alegria, o respeito aos mais velhos, a consciência de que tudo hoje é graças aos antecessores, como a beleza da cultura japonesa representada não apenas pelas roupas coloridas, músicas ou coreografias, mas pelo sentimento que tudo isso traz.
O Ryukyu Koku Matsuri Daiko possui hoje 10 filiais em Okinawa, 36 no restante do Japão e 10 filiais no exterior, que estão localizadas nos Estados Unidos (Los Angeles e Havaí), Brasil, Argentina, Peru, Bolívia e México.
Em Outubro de 2012, o grupo contava com cerca de 2500 membros, sendo o Brasil a filial mais populosa, com cerca de 600 membros.