Últimas Notícias

Integrantes do COMTUR se reúnem para definir projeto a ser desenvolvido em 2019




Em 2018 o Conselho apresentou o projeto da Casa do Artesão que foi aprovado pela Secretaria. Obras devem iniciar em agosto deste ano

Integrantes do COMTUR se reúnem para definir projeto a ser desenvolvido em 2019
Integrantes do COMTUR se reúnem para definir projeto a ser desenvolvido em 2019 

Na noite de segunda-feira, dia 22 de julho, integrantes do Conselho Municipal de Turismo de Jacupiranga estiveram reunidos na Prefeitura Municipal para discutir as possibilidades de projetos a serem executados com a verba de aproximadamente R$ 600 mil que o município poderá receber da Secretaria Estadual de Turismo. 

Assim como em 2018, o projeto deve ser realizado e seguir uma série de exigências. Em dezembro do ano passado, Jacupiranga teve o projeto da Casa do Artesão aprovado pela Secretaria de Turismo e as obras devem começar no próximo mês. Além de valorizar o artesanato local, a obra irá fomentar a economia do município, atrair visitantes, gerar mais emprego e repaginar uma parte do Centro da cidade. 

O espaço ficará amplo, moderno, aconchegante, com novo ponto de táxi, rua adequada para a realização da Feira do Produtor, parada de ônibus e bicicletas, entre tantos outros benefícios. 

“Formamos o Conselho em setembro e tínhamos até novembro para decidir tudo e correr atrás de toda a documentação necessária. Nosso projeto foi assinado no final de dezembro e graças a Deus não foi cancelado no início deste ano porque enviamos toda a documentação completa e dentro das exigências. O sacrifício foi enorme, tanto pelos membros do Conselho quanto da equipe, principalmente de obras, da Prefeitura Municipal. Por isso queremos muito que as pessoas aproveitem este espaço, valorizem essa obra e vejam isso como um avanço no nosso município!”, explica o secretário do COMTUR e responsável pelo Setor de Turismo e Cultura da Prefeitura Municipal, Gledson Rossetti.   

Para este ano, após horas de discussão, os integrantes do Conselho votaram pela realização de um Píer em frente ao Rio Jacupiranga, no Centro do município. 

A ideia é que o espaço conte ainda com quiosques para comercialização de produtos gastronômicos, uma praça agradável e espaço para atracar barcos. 

“Quando pensamos neste projeto vimos uma infinidade de possibilidades para fomentar o turismo, gerar mais empregos e aquecer a economia do município. Será um resgate histórico e cultural, de quando as pessoas chegavam em Jacupiranga por meio do rio. Será uma oportunidade para contarmos essa história cheia de riquezas para os moradores e para os visitantes. Além disso, vamos estimular o turismo religioso, o turismo de aventura, o turismo náutico e oferecer um espaço agradável para as crianças brincarem, quiosques para fazer um lanche, enfim! Vamos utilizar um espaço cheio de história que hoje está sem uso, esquecido em nossa cidade”, conta a jornalista e presidente do COMTUR, Mariana Areco Torres. 

Outras possibilidades de projetos colocados em pauta foram: reforma da Biblioteca e do Museu, além da realização de um Totem na entrada da cidade para dar mais visibilidade e atrair maior número de visitantes. 

“Gostaríamos muito fazer um Portal, assim como estamos discutindo desde o ano passado, mas, como este projeto está impossibilitado de ser realizado pensamos em uma outra alternativa para chamar a atenção para a entrada da nossa cidade e atrair mais turistas. Acreditamos que vai ficar algo bem bonito”, explica a presidente. 

Na quarta-feira, 24/07, o secretário do COMTUR Gledson Rossetti, junto com o diretor do Departamento de Meio Ambiente da Prefeitura Municipal, Bruno Arcari, esteve em São Paulo no Fórum Náutico a fim de alinhar o que será necessário para a realização do Projeto do Píer, seguindo todas as normas e exigências da Secretaria. Na oportunidade eles conversaram com o presidente do Fórum Náutico Paulista, Marco Antônio Castello Branco. 

“Sanamos muitas dúvidas e agora temos mais condições de iniciar o projeto e coletar toda a documentação necessária para conquistarmos essa verba que será tão importante para nossa cidade”, explica o secretário.