Últimas Notícias

Atletas de paracanoagem do Polo Ilha Comprida conquistaram quatro ouro e quatro pratas em competições internacionais








Ilha Comprida - Os atletas que integram a seleção brasileira e treinam no Polo Nacional de Canoagem no Porto da Balsa, na Ilha Comprida, Fernando Rufino (Cowboy) e Giovane de Paula conquistaram quatro medalhas de ouro e quatro de prata na Copa Brasil, no Panamericano e no Sul-Americano de Canoagem, disputados no final de semana 6 e 7/07, na USP, na capital.

Atletas de paracanoagem do Polo Ilha Comprida conquistaram  quatro ouro e quatro pratas em competições internacionais
Atletas de paracanoagem do Polo Ilha Comprida conquistaram  quatro ouro e quatro pratas em competições internacionais


No domingo 07/07, durante o Ilha Julina, os atletas foram homenageados pelo prefeito Geraldino Júnior e pela presidente do Fundo Social de Solidariedade (FSS), Juliana Peitl. O atleta Cowboy conquistou quatro medalhas de ouro na Copa Brasil e Giovane de Paula, quatro medalhas de prata no Panamericano e no Sul- Americano de canoagem. “Graças à parceria entre a Prefeitura da Ilha Comprida e a Federação Brasileira de Canoagem, o município conta com estrutura para treinos de alto rendimento.

 No Polo, eles têm tudo o que precisam, ao mesmo tempo em que os atletas da Ilha têm a oportunidade de treinar junto com a elite da paracanoagem mundial. Estamos num momento pré-olímpico, então nosso foco é a Olimpíada 2020”, afirmou o treinador da seleção brasileira de paracanagem Thiago Pupo. Ao cumprimentar os atletas, o prefeito Geraldino Júnior destacou a importância da cidade sediar o Polo Nacional de Paracanoagem para o fortalecimento do esporte no município , a troca de experiências com os atletas da Ilha e a consolidação do Porto da balsa como área de prática de esportes náuticos.

ATLETAS DA APAE DA ILHA EM INÉDITA COMPETIÇÃO NACIONAL

Também professor da Escola Municipal de Canoagem da Ilha, Thiago destacou a inédita participação dos atletas da Apae da Ilha no Panamericano: “Pela primeira vez no país, tivemos competição para portadores de deficiência intelectual. A equipe da Apae teve visibilidade mundial pois, nesse evento, representantes do Canadá Inglaterra e Itália foram especialmente para ver esse trabalho que está sendo iniciado na ilha comprida”.