Últimas Notícias

Referência estadual e destaque nacional na área, Ilha sediou I Oficina Colaborativa Regional de Atendimento à Primeira Infância






Ilha Comprida – A abordagem da importância do investimento dos municípios brasileiros na primeira infância – período desde a gestação até os seis anos de idade – foi abordado pela assistente social Renata Ferreira , consultora do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), do Ministério da Cidadania, na quinta 13/06, durante a I Oficina Colaborativa sobre a Primeira Infância , realizada no auditório da Escola Meu Recanto.

Referência estadual e destaque nacional na área, Ilha sediou I Oficina Colaborativa Regional de Atendimento à Primeira Infância
Referência estadual e destaque nacional na área, Ilha sediou I Oficina Colaborativa Regional de Atendimento à Primeira Infância

Ao agradecer a presença da palestrante , dos profissionais da Ilha e demais cidades do Vale do Ribeira, o prefeito Geraldino Júnior destacou que o compartilhamento de experiências é vital para o aprimoramento de políticas públicas voltadas ao atendimento à primeira infância.

Em sua palestra, Renata Ferreira afirmou que a primeira infância se tornou agenda prioritária no país , já que é nesta fase que são formadas as competências humanas e são os anos mais ricos para o aprendizado .“É nesse período que o cérebro mais se desenvolve em termos estruturais. O que o bebê aprende no início da vida terá impactos profundos no futuro .Investir nos primeiros anos de vida das crianças, trabalhar com as famílias, abre perspectivas de se romper o ciclo de pobreza e garantir um futuro socialmente equilibrado para todos”, afirmou Renata.

Segundo ela, estudos indicam que a cada 1U$ investido com uma criança na primeira infância, equivale a retorno de U$ 7 até ela completar 50 anos. Renata afirmou que a I Oficina Colaborativa teve o objetivo de compartilhar as experiências de cada cidade, abordar os avanços, dificuldades e desafios da área.

ILHA

Segundo a profissional, na Ilha há “de fato, a proteção social “ que se faz pelo conjunto de políticas públicas voltadas ao atendimento integral da primeira infância. “A Ilha Comprida é referência no estado e um dos municípios destaque no cenário nacional porque conseguiu chegar nas famílias e promover atendimento integral , de qualidade, com políticas e ações voltadas à primeira infância”.
Um dos projetos é o Criança feliz que atende 100 famílias . O projeto trabalha a criação de vínculos de pais/responsáveis e filhos com o uso da criatividade, afetividade e a volta de antigas brincadeiras. Nas visitas às casas atendidas, as educadoras conversam com crianças e familiares, confeccionam brinquedos com materiais reciclados, estimulam memória, coordenação motora, a linguagem, concentração, a atenção nas crianças e – de maneira lúdica – destacam importância do vínculo entre pais e filhos.

O Criança Feliz parte de indicadores científicos que mostram que o desenvolvimento humano tem início na gestação e que a atenção, o cuidado, o vínculo e o amor nos primeiros mil primeiros dias de vida farão toda a diferença por toda a vida.

A Oficina contou com a presença da presidente do FSS da Ilha, Juliana Peitl, da diretora do Departamento de Desenvolvimento Social , Isabelle Martins Benetti Fogaça, das também diretoras do departamento de Educação, Roberta França Fortes, de saúde, Vanessa Cristina Gimenes de Melo, de representantes da Divisão Regional de Saúde e Divisão Regional de Assistência Social DRADS. Integrantes do grupo de canto do Ilha Jovem do professor Giovanni da Silva Ribeiro fizeram apresentação musical.