Últimas Notícias

Caravana do Vale do Ribeira conhece sistemas agroflorestais desenvolvidos no Semiárido






Conhecer modelos de sistemas agroflorestais implantados em meio à Caatinga e outras práticas tradicionais e tecnologias sociais de convivência com o Semiárido, além da troca de experiências sobre modos de produção e de comercialização de alimentos agroecológicos foram os principais objetivos da visita técnica realizada a regiões da Zona da Mata e do Agreste do estado de Pernambuco (PE), envolvendo um grupo de agricultores/as e técnicos do Vale do Ribeira. 

Caravana do Vale do Ribeira conhece sistemas agroflorestais  desenvolvidos no Semiárido
Caravana do Vale do Ribeira conhece sistemas agroflorestais  desenvolvidos no Semiárido

A caravana agroflorestal, que aconteceu entre os dias 28 de maio e 1º de junho, faz parte do Projeto “Agroflorestar: Vale do Ribeira”, executado pela Cooperafloresta e patrocinado pela Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental.


Caravana do Vale do Ribeira conhece sistemas agroflorestais  desenvolvidos no Semiárido
Caravana do Vale do Ribeira conhece sistemas agroflorestais  desenvolvidos no Semiárido

O grupo foi recepcionado e acompanhado nas visitas a seis municípios por equipes do Centro de Desenvolvimento Agroecológico Sabiá, organização não governamental que tem sede em Recife e trabalha há 26 anos com agricultores/familiares e agroecológicos do Semiárido, grande região biogeográfica brasileira, onde o bioma Caatinga está inserido, caracterizada por um período anual de estiagem, intercalado por um período curto de chuvas irregulares. Além de visitas à primeira agrofloresta implantada em Pernambuco (há 24 anos) na Zona da Mata e a outras áreas com sistemas agroflorestais na região do Agreste, a programação organizada pelo Centro Sabiá em parceria com a Cooperafloresta possibilitou aos visitantes conhecer tecnologias de captação de água da chuva e seus usos, como as cisternas telhadão e calçadão, além de modos de criação de pequenos animais e práticas tradicionais de produção das comunidades rurais como roçado coletivo, quintal produtivo, viveiro de mudas e banco de sementes.



A programação incluiu também uma visita à instituição Serviço de Tecnologia Alternativa (Serta), uma referência nacional em Educação no Campo e que há 27 anos vem formando jovens, educadores/as e produtores/as familiares em Agroecologia. Houve ainda visita a feiras agroecológicas e vários momentos de diálogo e troca de experiências sobre estratégias de comercialização de alimentos e produtos agroecológicos entre o grupo do Vale do Ribeira e integrantes da Rede Espaço Agroecológico, formada por diversas associações de agricultores/as da Zona da Mata, Agreste e do Sertão de Pernambuco. 



Participaram da visita 24 agricultores/as familiares, quilombolas e indígenas do Vale do Ribeira, representando as seguintes organizações: Cooperafloresta-Associação dos Agricultores Agroflorestais de Barra do Turvo e Adrianópolis, Associação de Moradores e Produtores do Bairro Ribeirão de Iporanga, Afrovale-Associação do Quilombo Peropava de Registro, Associação Nipo-Brasileira do Bairro Raposa de Sete Barras, Associação do Bairro Itimirim de Iguape e as Aldeias Guarani-Mbyá Jejy-ty e Itapuã, de Iguape. Acompanharam a caravana extensionistas da Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CDRS/SAA/SP) e pesquisador do Instituto Florestal (SP), instituições parceiras do Projeto “Agroflorestar: Vale do Ribeira”.


Serviço:
Projeto “Agroflorestar: Vale do Ribeira”
Realização: Cooperafloresta - Associação dos Agricultores Agroflorestais de Barra do Turvo e Adrianópolis–SP/PR
Patrocínio: Petrobras - Programa Petrobras Socioambiental.
Contato:
Cooperafloresta:
Estrada SP 552/230, km 29,5 – Bairro Bela Vista - Barra do Turvo – SP - CEP: 11955-000
Telefone: (15) 3577-1460