Últimas Notícias

Legado das Águas promove ações no Dia Internacional da Anta para reforçar a importância do mamífero







Palestra para cerca de 50 alunos em Tapiraí terá como objetivo conscientizar sobre o papel das antas na manutenção das florestas

Legado das Águas promove ações no Dia Internacional da Anta para reforçar a importância do mamífero
Legado das Águas promove ações no Dia Internacional da Anta para reforçar a importância do mamífero

O Legado das Águas, maior reserva privada de Mata Atlântica do país, promove no dia 26 de abril, em Tapiraí, uma palestra para comemorar o Dia Internacional da Anta, celebrado em 27 de abril. O objetivo da ação, que deve reunir cerca de 50 estudantes do 6º ano da Escola Estadual Bairro do Turvo, é destacar a importância do maior herbívoro do Brasil para a manutenção das florestas.

A palestra “As antas do Vale do Ribeira: Mata Atlântica” será ministrada pela bióloga Mariana Landis, do Instituto Manacá, responsável pelo projeto de conservação da espécie no Legado das Águas. Com os temas abordados, os alunos terão a oportunidade de conhecer o cotidiano dos pesquisadores na floresta em busca dos animais, os equipamentos utilizados para monitoramento, entender mais sobre o comportamento das antas, entre outros detalhes.

“Essa ação com os alunos de Tapiraí é de grande importância para despertar nos jovens o interesse pela biodiversidade que o município abriga. A cidade é uma das poucas no país inseridas em uma área tão bem preservada de Mata Atlântica e, como consequência, é um local onde a anta, espécie em perigo de extinção, está presente no dia a dia da vida de muitas pessoas. Com isso, a comemoração do Dia da Anta se faz necessária para fomentar a valorização e a proteção da espécie e da Mata Atlântica da região”, explica Mariana Landis.

A ação, coordenada pela área de Educação Ambiental do Legado das Águas, é  uma iniciativa de atuação social no município e contará também com a participação da analista de educação ambiental Elaine Moura, que apresentará a importância do trabalho de conservação feito pela Reserva. Os alunos ainda farão atividades lúdicas utilizando máscaras e bloquinhos da anta albina, o “Gasparzinho”, a única anta albina que se tem conhecimento registrada em natureza.

No Legado é realizado, em parceria com o Instituto Manacá, um projeto de monitoramento das antas. A pesquisa mapeia os fatores de ameaça, analisa a ocupação da espécie, além de obter dados ecológicos e comportamentais. O objetivo do projeto, iniciado em 2016, é avaliar o estado de conservação da anta no Legado das Águas e região, e contribuir para políticas e ações de conservação da espécie.

Curiosidades

Ao contrário do que se pensa, a anta é um animal extremamente inteligente. Dentre as características que mais chamam a atenção, está a alta quantidade de neurônios e memória aguçada, desfazendo o mito pejorativo. Além disso, o animal é considerado o “jardineiro” da floresta. Frutas nativas estão entre os principais alimentos da sua dieta, por isso, ao fazer a digestão, as fezes garantem que as sementes deem origem a novas árvores, garantindo assim o reflorestamento ou manutenção da floresta. A anta mede de 1,70 a 2 metros e pode pesar até 300 quilos, por isso é o maior mamífero terrestre neotropical.