Últimas Notícias

Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe segue até o final de maio





Vigilância em Saúde esclarece algumas dúvidas e orienta sobre os grupos prioritários que devem tomar a vacina


Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe segue até o final de maio
Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe segue até o final de maio

Nessa quarta-feira, 10 de abril, teve início a Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe, das 8h30 às 11h e das 13h30 às 16h30, em todas as Unidades de Saúde de Cajati. De acordo com a chefe da Seção Municipal de Vigilância Epidemiológica, Graciete Maria Pereira, a meta é imunizar 90% dos moradores do município que fazem parte dos grupos prioritários. “Quem tomou a vacina datada de 2018, mesmo que tenha sido aplicada em 2019, deve ser vacinado novamente, pois a composição de agora é diferente da anterior”, orienta.
A vacina será aplicada de acordo com os grupos prioritários:
De 10 de abril a 19 de maio – somente gestantes, crianças de seis meses a menores de seis anos e puérperas (mulheres até 45 dias após o parto).
De 22 de abril a 31 de maio – todos os grupos prioritários: gestantes; crianças de seis meses a menores de seis anos; puérperas; idosos com 60 anos ou mais; trabalhadores da saúde; indígenas; pessoas com doenças crônicas respiratórias, cardíacas, renais, hepáticas e neurológicas; obesos; portadores de diabetes e imunossupressão (como os que fazem quimioterapia e radioterapia); portadores de trissomias, como Síndromes de Down, Klinefelter e Wakany; transplantados; pessoas privadas de liberdade; funcionários do sistema prisional; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas e professores das escolas públicas e privadas.
Esclarecimentos sobre a Vacina da Gripe
- Apenas os grupos prioritários e nos períodos estipulados podem tomar a vacina;
- A vacina não ocasiona uma nova gripe: essa é uma vacina de vírus morto, o que pode acontecer é ativar a manifestação de uma gripe já incubada anteriormente à imunização;
- Resfriado não é gripe: os dois são de infecção viral. O resfriado tem sintomas leves e tem duração de dois a quatro dias. Os sintomas da gripe são mais fortes, com febre alta e pode durar mais de 10 dias. 
- A vacina não provoca reações graves: até 48 horas após tomar a vacina, é possível ter leves febre e dor no local da aplicação. Sintomas após o terceiro dia, não têm relação com a vacina.
- Alergia ao ovo: a vacina é feita pelos componentes da proteína do ovo, por isso, para quem tem alergia a esse alimento, não é recomendado que tome a vacina.
- Histórico de anafilaxia: caso o paciente tenha apresentado reações alérgicas graves aos componentes da vacina contra a gripe em doses anteriores, é importante fazer uma avaliação médica sobre os riscos de tomar a vacina e se é recomendado a imunização, sob a observação do profissional da saúde.
- Tomar a vacina ajuda a prevenir complicações como pneumonia e internação hospitalar.
- A vacina leva entre uma e duas semanas para fazer efeito e o paciente fica imunizado por 12 meses.
Como evitar a gripe
- Tomar a vacina;
- Lavar as mãos com água e sabão ou álcool gel;
- Evitar ambientes fechados ou com aglomeração;
- Cobrir a boca ao tossir e espirrar na parte interna do braço;
- Evitar compartilhar objetos de uso pessoal, como copos e talheres.
Para tomar a vacina, é necessário apresentar a caderneta de vacinação e um documento com foto. Mais informações pelo telefone (13) 3854-8500 – Opção 5.