Últimas Notícias

III Conferência Municipal do Idoso da Ilha abordou os desafios de envelhecer no século XXI






Ilha Comprida - Os idosos do século XXI em quase nada lembram a terceira idade do passado. Hoje, 85% são ativos; 53% deles mantém financeiramente suas famílias ; muitos voltaram a trabalhar e todos vivem mais: nos últimos 50 anos, a expectativa de vida no Brasil aumentou de 48 para 75,8 anos. A população idosa na Ilha Comprida - 1 a cada 4 habitantes tem acima de 60 anos - reflete o cenário nacional e ilustra a necessidade de ouvir e atender essa parcela cada vez mais numerosa e atuante na sociedade. 


III Conferência Municipal do Idoso da Ilha abordou os desafios de envelhecer no século XXI
III Conferência Municipal do Idoso da Ilha abordou os desafios de envelhecer no século XXI 


Na abertura da III Conferência Municipal do Idoso, na quinta 21/03, na sede do Centro de Convivência da Melhor Idade (CCMI), o prefeito Geraldino Júnior abordou a importância da adoção de políticas públicas eficientes para se envelhecer no século XXI com saúde, autonomia financeira e felicidade. " Nosso objetivo é melhorar os serviços voltados para a terceira idade e, por isso, ouvi-los é fundamental ".

Ao destacar a qualidade de vida oferecida pela Ilha para a terceira idade, o presidente da Câmara, Fabiano Pereira, afirmou que o Legislativo está de portas abertas para aprimorar as políticas públicas em prol dos idosos. A presidente do Conselho Municipal do Idoso, Regina de Araújo Gomes, destacou a importância da Conferência para os idosos e para o município avançarem em políticas específicas para a terceira idade.

A presidente do Fundo Social de Solidariedade, Juliana Peitl, abordou o orgulho da cidade em contar com o Selo Cidade Amiga do Idoso por atender requisitos da Secretaria de Assistência Social do Estado e destacou que um dos desafios é atrair mais idosos para que participem das ações do CCMI . A Conferência contou com formação de grupos de debates na abordagem do tema “Os Desafios de Envelhecer no Século XXI e o Papel das Políticas Públicas”, e subtemas : Direitos fundamentais em todas as áreas; Educação- assegurando direitos e emancipação humana; Enfrentamento da violação dos direitos humanos da pessoa idosa e os Conselhos de direitos.

A Conferência contou também com a presença do vereador Daniel Ramos, da representante da Diretoria Regional de Assistência Social, DRADS , Joana Sawa, da coordenadora do CCMI, Nelly Takahashi, da diretora do Departamento de Assistência Social, Isabelle Martins Benetti Fogaça, integrantes do CCMI e equipes de saúde. Houve palestras do assistente social Adolfo Teixeira e da médica geriatra Ana Paula Frota.