Últimas Notícias

Legado das Águas inicia capacitações do Plano de Turismo Integrado Regional do Vale do Ribeira

Atividades tratarão de legislação, elaboração de projetos Indicadores e comunicação para fomentar a vocação turística dos municípios
Legado das Águas inicia capacitações do Plano de Turismo Integrado Regional do Vale do Ribeira


O Legado das Águas, maior reserva privada de Mata Atlântica do país, dá continuidade aos projetos de atuação social voltados para o desenvolvimento do turismo sustentável no Vale do Ribeira e inicia em julho as atividades do 1º Ciclo de Capacitação de Gestão Pública em Turismo, um desdobramento do Plano de Turismo Integrado Regional (PTIR) nas cidades de Juquiá, Miracatu e Tapiraí. 





O plano é um dos resultados do Programa de Apoio à Gestão Pública (AGP), uma parceria entre o Legado das Águas, o Instituto Votorantim e o Banco Nacional do Desenvolvimento Social (BNDES).

O 1º Ciclo contará com a realização de cursos, palestras e seminários sobre legislações estaduais e nacionais; indicadores e monitoramento; elaboração de projetos e comunicação para captação de recursos na área de turismo e temas correlatos – como cultura e meio ambiente.

Após o término dessa etapa, haverá um encontro para troca de experiências com a participação de representantes de cidades com planos de turismo mais avançados, além da preparação de uma viagem de familiarização para operadores especializados conhecerem o circuito local. A partir de setembro, começam as atividades do 2º ciclo, que trarão enfoque mais aprofundado nos temas tratados no ciclo anterior.

“O plano integrado foi elaborado de forma participativa, propondo ações estratégicas para desenvolver de forma estruturada e sustentável o potencial turístico do Vale do Ribeira, em uma área de Mata Atlântica conservada que possibilita uma série de atividades em meio à natureza e realça a vocação das cidades e suas comunidades”, afirma Simone Conte, consultora de atuação social do Legado das Águas.

A região oferece muitas atrações para os visitantes, como cachoeiras, rios, tirolesa, pesca, trekking, visitas a grutas e cavernas. Há ainda o tradicional artesanato e comunidades caboclas e quilombolas que mantêm seus costumes. No litoral, outro atrativo é a região do Lagamar, formada por um imenso estuário, considerado o maior trecho contínuo de Mata Atlântica do Brasil.

O objetivo do programa é valorizar as potencialidades e lideranças no setor de cada cidade de forma a prepará-las para integrarem um polo turístico. Para isso, estão planejados dois ciclos de capacitações voltados ao poder público, integrantes dos conselhos municipais de turismo e empreendedores do setor.









Histórico


O AGP desenvolve há quatro anos projetos em Juquiá, Miracatu e Tapiraí no intuito de ampliar as capacidades do poder público municipal e fortalecer seu papel como agente do desenvolvimento local. Nesse sentido, o programa contribuiu, entre outros aspectos, para a elaboração do Plano Diretor de Tapiraí e dos Planos de Saneamento em Juquiá e Miracatu. Atualmente, estão sendo ainda conduzidos trabalhos para revisão do Plano Diretor de Miracatu.

Desde 2017, os projetos voltaram seu foco para o desenvolvimento do turismo local e regional, destacando atividades de ecoturismo, turismo de aventura e de base comunitária, conectando a operação dos empreendimentos socioambientais da Reserva à sua atuação social.

O projeto iniciado no ano passado apoiou a construção do Plano de Turismo Integrado Regional, bem como dos Planos de Turismo de Juquiá e Miracatu, resultando na elaboração participativa de um plano de ação, diagnóstico e discussão de estratégias para o desenvolvimento do turismo regional e a qualificação de Juquiá e Miracatu como municípios de interesse turístico pela Secretaria Estadual de Turismo do Estado de São Paulo.

As diretrizes do PTIR incluem a busca por mecanismos e fontes de captação em médio e longo prazos para financiamento dos projetos; capacitação de gestores públicos e prestadores de serviços; mapeamento da infraestrutura necessária, gargalos e entraves, prevendo o modelo de gestão compartilhada e o estabelecimento de plano de comunicação estratégico para divulgação.

Sobre o Legado das Águas – Reserva Votorantim


O Legado das Águas, maior reserva privada de Mata Atlântica do país, com extensão aproximada à cidade de Curitiba (PR), é um dos ativos ambientais da Votorantim. Localizada na região do Vale do Ribeira, no sul do Estado de São Paulo, a área foi adquirida a partir da década de 1940 e conservada desde então pela Companhia Brasileira de Alumínio (CBA), que manteve sua floresta e rica biodiversidade local com o objetivo de contribuir para a manutenção da bacia hídrica do Rio Juquiá, onde a companhia possui sete usinas hidrelétricas. 

Em 2012, o Legado das Águas foi transformado em um polo de pesquisas científicas, estudos acadêmicos e desenvolvimento de projetos de valorização da biodiversidade, em parceria com o Governo do Estado de São Paulo. 

Hoje, o Legado das Águas é administrado pela empresa Reservas Votorantim, criada para estabelecer um novo modelo de área protegida privada, cujas atividades geram benefícios sociais, ambientais e econômicos de maneira sustentável. Saiba mais em www.legadodasaguas.com.br