Últimas Notícias

Apiaí recebe título de cidade de interesse turístico

Apiaí recebe título de cidade de interesse turístico

Cidade do Sudoeste Paulista terá aporte de R$ 650 mil por ano para desenvolver atividades turísticas com apoio da deputada Márcia Lia


A cidade de Apiaí foi considerada Município de Interesse Turístico com a aprovação de projeto de lei de coautoria da deputada Márcia Lia, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, na última semana. Com isso, a cidade do Sudoeste Paulista recebe um aporte financeiro para realizar atividades culturais, artísticas e gastronômicas que incentivem visitas ao local.

“Apiaí é uma cidade muito especial, com alta capacidade turística já explorada, mas precisava dessa certificação e desse recurso para contribuir com os projetos locais”, fala a deputada Márcia Lia.

Apiaí é uma cidade do Vale do Ribeira que abriga uma das maiores preciosidades naturais do Estado de São Paulo – o Parque Estadual Turístico Alto Ribeira (Petar), além de um conjunto de cachoeiras na área rural do município. Ou seja, é um município com vocação natural para o turismo.








Com a aprovação da lei de município de interesse turístico, a administração irá recebe um recurso de R$ 650 mil ao ano, segundo determinação da Lei Complementar número 1.261, de 2105, para a realização de eventos e projetos nas áreas do turismo natural, cultural, de aventura, histórico ou gastronômico; para montar estrutura adequada aos turistas, ter sistema de transporte eficiente, serviço médico de emergência, rede de restaurantes e de hospedagem.

Este ano, a deputada Márcia Lia também apresentou indicação à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de um recurso no valor de R$ 1 milhão para Apiaí aplicar em infraestrutura urbana. A emenda foi subvencionada e consta no orçamento do Estado de São Paulo, aguardando liberação do Governo Estadual.

A parlamentar, no entanto, tem uma relação importante com a cidade desde o início de seu mandato na Alesp. Ela foi a responsável por organizar um grupo de trabalho para regularizar terras no Estado de São Paulo que conseguiu a transferência da área do perímetro 51 do Distrito Lajeado para a Prefeitura de Apiaí, após 30 anos de tramitação na Justiça.

Sem o título da terra, a Prefeitura não podia construir creches, hospitais, ginásios, casas populares com recursos do Estado ou da Federação e perdeu inúmeros programas sociais e equipamentos públicos das áreas de educação e saúde por esse motivo. “Nossa relação com Apiaí é antiga e especial, a cidade precisa desse incentivo para ficar ainda mais atraente aos turistas”, finaliza Márcia Lia.