Últimas Notícias

PRF apreende quase meio milhão de dólares com chinês na Régis Bittencourt em Registro-SP


PRF apreende quase meio milhão de dólares com chinês na Régis Bittencourt em Registro-SP


No dia 06 de Março de 2018, durante operação de combate ao crime, a Polícia Rodoviária Federal conseguiu apreender quase meio milhão de dólares, sendo que o dinheiro não tinha qualquer registro ou comprovação de procedência. 

PRF apreende quase meio milhão de dólares com chinês na Régis Bittencourt em Registro-SP

Os valores foram apreendidos com um comerciante chinês da região central da cidade de São Paulo, que ainda tentou subornar os policiais, oferecendo-lhes metade do valor apreendido. Os dólares encontrados valem quase 1,5 milhão de Reais. A apreensão ocorreu em Registro-SP.

PRF apreende quase meio milhão de dólares com chinês na Régis Bittencourt em Registro-SP

Por volta das 15:30, PRFs em serviço na Unidade Operacional de Registro-SP, km 439 da Rodovia Régis Bittencourt, abordaram um ônibus de linha regular que vinha de Curitiba e tinha como destino o Terminal Rodoviário do Tietê, na capital paulista.







Ao vistoriarem o interior do ônibus, perceberam que em meio à bagagem de mão de um chinês, que disse ser comerciante na região da 25 de Março, capital paulista, havia diversos maços de dólares americanos. Questionado, o comerciante disse que o dinheiro seria usado para pagar transações comerciais.

Porém, de acordo com a legislação brasileira, ele só poderia portar dólares, sem registro, até o equivalente a R$ 10 mil, valor que superado em muito. 

No momento da abordagem, o chinês deu a entender que os PRFs poderiam ficar com metade do dinheiro, mas logo mudou de atitude quando viu que seria preso em flagrante, dizendo não saber falar muito bem o português, o que causou o engano.

Após encaminhamento à polícia judiciária, apreensão dos dólares e registro do crime de Lavagem de Dinheiro, o chinês foi recolhido ao sistema carcerário da região.

Ao todo foram apreendidos US$ 437.800,00 que, convertidos, equivalem a R$ 1.411.467,20. 

Estima-se que o dinheiro tenha origem em transações ilegais, razão pela qual o homem optou por usar ônibus de linha regular para o transporte dos valores.