Últimas Notícias

Volta às aulas exige atenção com alimentação das crianças




Volta às aulas exige atenção com alimentação das crianças



Especialistas alertam sobre a importância dos hábitos saudáveis para prevenção de problemas renais graves



São Paulo, fevereiro de 2018 - Diante da correria do dia a dia, os pais optam pela praticidade dos lanches rápidos e produtos industrializados na hora de montar a lancheira das crianças. Mas, a facilidade dos alimentos e bebidas prontas esconde componentes que podem desencadear doenças na vida adulta, como por exemplo as doenças renais, que têm como principais causas o diabetes e a hipertensão arterial, ocasionadas especialmente pela obesidade e falta de hábitos saudáveis.



Para evitar esses problemas de saúde, tanto na infância quanto na vida adulta, é importante oferecer opções saudáveis para o intervalo entre as aulas. “Atitudes saudáveis, que podem ser aprendidas na infância, impedem positivamente o aumento da incidência de diabéticos, hipertensos e doentes renais no futuro”, relata Dr. Artur Wendhausen, nefro pediatra da Pró-Rim. 


“Está muito claro que hoje o consumo acentuado de sódio, a baixa ingestão de água e a falta de atividade física regular têm influenciado no metabolismo das crianças, causando o surgimento de alterações da função renal e problemas cardiovasculares. Salgadinhos e alimentos industrializados estão entre os principais vilões”, alerta o especialista.



A nutricionista Jyana Gomes Morais Campos salienta ainda que elaborar um lanche mais saudável não é difícil, pode ser mais barato e não gasta muito tempo. “Os alimentos frescos nos oferecem mais coisas boas que os alimentos industrializados. É comprovado que uma alimentação saudável desde a infância pode prevenir o aparecimento de doenças renais. Basta ter um pouco de planejamento para montar um cardápio variado e saudável”, comenta a nutricionista.









Oferecer opções saudáveis na lancheira das crianças, evita com que elas caiam na tentação de comprar “besteiras” nas lanchonetes das escolas.



Veja algumas dicas da nutricionista na hora de montar o lanche das crianças:



• Nem tudo que é mais prático, é o melhor para o seu filho se alimentar;



• Evite produtos industrializados: sucos de caixinha, achocolatados, refrigerantes, bolachas recheadas, bolos prontos de pacotinho. Grande parte dos produtos que apresenta vida longa nas prateleiras, tem alto teor de açúcares, sódio e gordura;



• Opte por frutas, tentando sempre variar o tipo, pois cada uma possui uma propriedade que seu filho precisa;



• Sucos naturais são boas opções de líquidos. Mas vale lembrar que sucos feitos das frutas e papinha de frutas não precisam ser adoçados, pois o sabor da fruta já é doce e é com este sabor natural que a criança deve se acostumar;



• Outra opção saudável são os sucos integrais encontrados nos mercados, que não levam adição de açúcar;



• Bolo seco (sem recheio e sem cobertura) também é uma opção para variar o cardápio. Uma ótima sugestão são os bolos integrais, fáceis de fazer e também de encontrar;



• Nunca envie salgados fritos. Sanduíches feitos em casa são uma boa escolha, mas cuidado com pastas e patês que levam maionese, pois costumam estragar com muita facilidade devido ao calor. Prefira o queijo branco, com um pouco de manteiga ou requeijão no pão. Além disso, troque o pão branco por pães integrais;



• Em caso de crianças com alterações na glicose e colesterol deve-se sempre procurar uma orientação nutricional e nunca seguir dietas encontradas na internet. O atendimento nutricional é individualizado e de acordo com a necessidade de cada um.



Com essas dicas, as crianças manterão uma alimentação saudável contribuindo para sua qualidade de vida. E lembre-se, “o estilo de vida saudável começa em casa. Pais que se alimentam de forma adequada dão exemplo para seus filhos”, complementa a nutricionista.