Últimas Notícias

Prefeitura de Registro-SP atende 65 famílias atingidas pelas cheias



Prefeitura de Registro-SP atende 65 famílias atingidas pelas cheias

Prefeitura de Registro-SP e  Defesa Civil Municipal prestaram atendimento a 65 famílias (total de 210 pessoas). Destas, 20 tiveram que ser alojadas no Ginásio Mário Covas, onde devem permanecer até a próxima quinta-feira, 4/01. Outras 33 famílias se abrigaram em casas de parentes.

Prefeitura de Registro-SP atende 65 famílias atingidas pelas cheias


Estima-se que mais de 100 casas tenham sido afetadas pelos alagamentos dos últimos dias

Prefeitura de Registro-SP atende 65 famílias atingidas pelas cheias


O início de 2018 foi bastante difícil para as famílias que tiveram suas casas invadidas pelos alagamentos provocados pelas intensas chuvas da última semana. 

Prefeitura de Registro-SP atende 65 famílias atingidas pelas cheias



Estima-se que mais de 100 casas tenham sido atingidas pelas cheias nos bairros Jardim Valeri, Vila São Francisco, Vila Nova, Alay Correa, Nosso Teto, Jardim Paulistano, Jardim das Palmeiras, Agrochá 1, Vila da Palha e Vila Romão, na região urbana. Na zona rural, houve alagamentos no Bulha, Guaviruva, Capinzal, Votupoca, Limoeiro, Baissununga, Jurumirim e Limoeiro.








No Bulha e no Votupoca, os moradores ficaram isolados por dois dias por causa das barreiras que caíram nas estradas. A Secretaria de Serviços Municipais deslocou maquinário e equipes para trabalhar na remoção da terra que cedeu sobre as vias, enquanto a Defesa Civil levou água para os moradores.

No Capinzal, cinco famílias receberam colchões e  cestas básicas. As 74 pessoas alojadas no Mario Covas também ganharam colchões e alimentação. Nesta terça-feira, 2/01, a Defesa Civil do Estado liberou produtos de limpeza para o município, que serão doados aos moradores quando retornarem para suas casas.

“Quero agradecer a todos os funcionários da Prefeitura, muitos são voluntários da Defesa Civil, que trabalharam incansavelmente para prestar atendimento às famílias atingidas pela enchente. Além de auxiliarem com as mudanças e no fornecimento de materiais necessários, nossos funcionários trabalharam na remoção de barreiras nas estradas, na retirada de árvores que caíram nas vias e na limpeza de bueiros”, destaca o Prefeito Gilson Fantin.

“Meu muito obrigado também a todos que compreenderam nossa decisão de cancelar o Show da Virada. Além de nossas equipes estarem mobilizadas no atendimento às famílias atingidas pelas cheias, não era seguro fazer a queima de fogos às margens do rio e não tínhamos tempo hábil para obter as licenças necessárias para outro local”, acrescenta.

O Rio Ribeira de Iguape chegou a ficar 5,07 metros acima do normal. O pico da enchente ocorreu às 18 horas desta segunda-feira, 1 de janeiro. A partir das 22 horas as águas começaram a baixar lentamente. Nas primeiras 12 horas, o rio baixou 16cm.

Além da cheia do Rio Ribeira, que atingiu principalmente os bairros Vila Nova, Alay Correa, Vila São Francisco e Nosso Teto, a chuva intensa que caiu entre os dias 29 e 30 de dezembro também provocou mais de 40 pontos de alagamentos na cidade. Foram 89mm em 12 horas.