Últimas Notícias

Novo contrato do transporte público de Registro-SP exige diversas melhorias pela empresa vencedora

Novo contrato do transporte público de Registro-SP exige diversas melhorias pela empresa vencedora



Assim que novos ônibus da empresa chegarem, forem aprovados pela Prefeitura de Registro-SP e estiverem atendidas as exigências do contrato, o mesmo entrará em vigor

Novo contrato do transporte público de Registro-SP exige diversas melhorias pela empresa vencedora


Foi um longo processo para conseguir incluir as melhorias necessárias no novo contrato do transporte público de Registro-SP, mas em breve a população deve começar a sentir as mudanças. 

A primeira delas é a idade da frota, cuja média não pode passar de 5 anos. 






O novo contrato foi assinado em dezembro, mas passará a vigorar somente depois que a empresa apresentar a frota total, incluindo os 10 veículos novos que adquiriu. 

A previsão é que os ônibus cheguem no final de fevereiro e entrem em operação depois de aprovados pela vistoria da Prefeitura.

“Buscando sempre a melhoria da qualidade de vida da população, realizamos um grande levantamento, que comprova inclusive a viabilidade econômica do sistema, para modernizar o transporte público e oferecer um serviço que atenda às solicitações dos usuários”, destaca o Prefeito Gilson Fantin.

O Secretário Municipal de Trânsito e Mobilidade Urbana, Marcos Koyama, afirma que “foi um desafio fazer a nova concessão. 

O contrato do transporte público era de 2001 e foi renovado sem qualquer alteração em 2008, portanto, sequer previa as questões de acessibilidade. 

Como exigimos uma série de melhorias no sistema e trata-se de um contrato vultuoso, empresas fizeram uma série de questionamentos durante o processo”. 

A licitação iniciou em 2015 e foi finalizada em dezembro do ano passado, quando a Viação Vale do Ribeira venceu a concorrência com o desafio de se adequar a todas as novas exigências.










Segundo o novo contrato, a empresa terá de seis meses a um ano para implementar todas as melhorias exigidas pela Prefeitura:

- ampliação das rotas visando atender 48 bairros (hoje são apenas 21 bairros atendidos);

- ônibus a cada uma hora e de meia em meia hora nos horários de pico (início da manhã e final da tarde);

 - bilhete eletrônico, permitindo a integração de linhas. Na prática, funcionará assim: 

o passageiro poderá pegar dois ônibus com o mesmo bilhete, por exemplo, o morador do Capinzal pode descer no Centro e pegar outro ônibus para o Serrote pagando apenas uma passagem;

- controle operacional dos ônibus e rotas, com veículos equipados com GPS - será possível acompanhar a velocidade, a pontualidade e o itinerário dos veículos, além da conduta dos motoristas;

- atendimento às adaptações de acessibilidade;


- site da empresa com horários das linhas, disponibilização de aplicativo e informações nos pontos de ônibus.