Últimas Notícias

JACUPIRANGA PRETENDE SUBSTITUIR SEMÁFOROS POR ROTATÓRIAS

JACUPIRANGA PRETENDE SUBSTITUIR SEMÁFOROS POR ROTATÓRIAS

Reunião entre representantes da Arteris, concessionária que administra a BR -116, e do Poder Público de Jacupiranga, discutiu a possibilidade de substituir alguns semáforos do município por rotatórias ou sinalizações de solo, com objetivo de melhorar o fluxo de veículos. 

Representantes do Poder Público de Jacupiranga se reuniram com diretores da Arteris
Representantes do Poder Público de Jacupiranga se reuniram com diretores da Arteris


O vereador Kleber Carravieri, autor de uma indicação ao executivo sobre essa questão, ao lado da prefeita Débora Volpini e do vice-prefeito Leandro Volpini, trouxeram ao Diretor Superintendente da Arteris, Nelson SegniniBossolan e ao Gerente de Investimento Ananias Batista Silveira, a problemática de lentidão extrema do trânsito nos pontos de semáforos, principalmente nas pistas marginas à BR -116. 






“Devido a falhas no funcionamento, alto custo de manutenção, pouco respeito por parte de alguns motoristas, trânsito fechado sem necessidade e volume de carros parados em horário de pico, temos discutido em Jacupiranga a ideia de substituir os semáforos por rotatórias. É mais do que claro que a situação em que se encontra pede uma providência, pois, os semáforos na nossa cidade mais causam transtornos do que solução.


Portanto estamos propondo essa nova alternativa para minimizar os problemas que são causados ali cotidianamente”, disse o vereador Kleber Carravieri. 


Em uma primeira avaliação, a Arteris pontuou que é perfeitamente possível a execução dessa mudança, que terá baixo investimento, e com grandes perspectivas de solucionar a problemática que hoje é enfrentada naquele trecho. Agora, a prefeitura de Jacupiranga com apoio da Arteris irá providenciar um estudo de volume de tráfego no local para que seja definida qual a melhor alternativa: se a instalação de uma rotatória ou sinalização de solo. 

O vereador explicou ainda o que em diversas situações o semáforo simplesmente não funciona, ficando os carros sem direcionamento, acarretando riscos de acidentes. Outro problema é que os veículos ficam esperando muito tempo até o semáforo abrir, sem haver nenhum trânsito na via oposta, o que incentiva infrações e mais uma vez risco de acidentes. 

Em determinados horários, como no final da tarde, quando tem um pequeno movimento, chega a fazer fila, que chega até a entrada da cidade. E mais uma vez, não mão inversa não tem movimento que justifique o semáforo ficar fechado. “Acredito que com a rotatória os veículos também não teriam como abusar de altas velocidades. 

A rotatória não compromete a fluidez do trânsito mas, também não permite que os carros passem em alta velocidade, forçando-os a diminuir para que consigam fazer o contorno. Exemplo que funciona bem é na entrada da cidade de Cajati. 











O local tem sido palco de muitas ocorrências, como acidentes, e que podem se agravar. Nosso objetivo é facilitar a locomoção de veículos e pedestres. Para isso, claro, precisaríamos em paralelo incentivar e promover uma campanha de educação no trânsito, que acredito nunca ser demais fortalecer a conscientização da população”, concluiu o vereador Kleber Carravieri.