Últimas Notícias

EJA, porque o tempo é precioso

EJA, porque o tempo é precioso

Ilha Comprida -Com música, emoção e alegria, os estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA) participaram na quinta 07/12 da confraternização 2017 realizada em sua sede, na rua José Vicente Neto, 384, no Britânia. 

EJA, porque o tempo é precioso

Ao parabenizar os estudantes, o prefeito Geraldino Junior afirmou que sempre que vai ao EJA recebe lições de vida, disposição e esforço por um futuro melhor:" Vocês são vencedores e exemplos porque sempre é hora de aprender mais e adquirir novos conhecimentos".

EJA, porque o tempo é precioso

A vice-prefeita Ligia Klimke destacou também os laços de amizade que se formam entre os estudantes, professores e equipe diretiva. A diretora do departamento de Educação , Roberta França Fortes, afirmou que o EJA é um processo de construção que emociona:" Vocês nos motivam e nos inspiram ".







A confraternização foi acompanhada também pela chefe de gabinete da Prefeitura, Marize Magali Valota, pelos vereadores Fábio Tonon, Daniel Ramos e Miguel da Silva Talada. 

Coordenado por Evandro , o EJA conta com cerca de 100 estudantes que além das aulas regulares referentes ao ensino fundamental e primeiras séries , oferece aulas de Informática, artesanato, culinária, coral e outras atividades práticas organizadas pelas professoras Tuca e Lia (Fundamental); Nayara (Inglês); Antônio (História e Geografia) e Liliane (Matemática e Ciências). 

O telefone do EJA é 997015956. Inscrições para 2018 serão abertas em janeiro.

"Ler me mostrou um novo mundo"


Aluna do EJA - Educação de Jovens e Adultos - , a aposentada Maria de Lurdes dos Santos Matias teve motivo extra para comemorar o ano de 2017. Aprendeu a ler e a escrever em sete meses de curso. 

"É uma nova vida, compro jornal, assino meu nome, identifico os ônibus, leio os preços, tudo sem precisar perguntar toda hora para as pessoas". 

Vinda da Bahia, Maria lembra que parou de estudar aos sete anos para ajudar a sua família , na roça. Há sete meses, voltou para a sala de aula e o que descobriu a deixou muito feliz:" 

É outra vida. Recomendo a todas as pessoas que voltem a estudar porque vale a pena".