Últimas Notícias

Sete Barras terá convênio com Instituto Federal para projetos de desenvolvimento social



Sete Barras terá convênio com Instituto Federal para projetos de desenvolvimento social


Sete Barras será um dos municípios do Vale do Ribeira que deve fechar convênio de cooperação com o Instituto Federal de São Paulo (IFSP-Registro) para o desenvolvimento de projetos que poderão colaborar com o desenvolvimento do Município, por meio do desenvolvimento e aprimoramento de projetos com a união de conhecimentos técnicos para aplicabilidade junto à Cidade.

Sete Barras terá convênio com Instituto Federal para projetos de desenvolvimento social

Para isso, o prefeito de Sete Barras, Dean Martins, deve reunir, nos próximos dias, a equipe de secretários para levantar demandas e a forma que se dará essa parceria. 

A ação acontece depois da reunião que aconteceu na última sexta-feira (21) no Polo do IFSP que reuniu prefeitos do Vale do Ribeira e entidades que representam o setor produtivo local para a apresentação do Programa de Cooperação Institucional dos Municípios pela entidade. Representando Sete Barras esteve ainda o diretor de Cultura e Lazer, Deka Rodrigues.






Inicialmente, o prefeito de Sete Barras pensa em usar esta parceria para elaborar projetos com a ajuda do IFSP para aprimorar o turismo na Cidade e com isso gerar mais emprego e renda, além de outras iniciativas ligadas ao desenvolvimento sustentável. Para o prefeito, o apoio da entidade federal será muito importante para alavancar o desenvolvimento não somente de Sete Barras, mas de toda a região.

A iniciativa do IFSP vai ao encontro das atividades previstas na lei de criação dos institutos federais (Lei n.º 11.892/2008), como a de realizar pesquisas aplicadas, estimulando o desenvolvimento de soluções técnicas e tecnológicas, estendendo seus benefícios à comunidade, e a de promover a produção, o desenvolvimento e a transferência de tecnologias sociais, voltadas ao desenvolvimento.








“Pedimos para que os prefeitos agendem uma reunião com o setor produtivo para que os diretores-gerais apresentem o IFSP e as competências da Instituição para oferta de soluções tecnológicas e também conheçam as demandas do setor produtivo, das prefeituras e da sociedade em geral”, disseram os representantes do IFSP.

.