Últimas Notícias

Fórum em Defesa do Vale do Ribeira quer debater leis ambientais

Fórum em Defesa do Vale do Ribeira quer debater leis ambientais

O movimento pretende promover debates sobre as leis ambientais buscando, ao mesmo tempo, proteção ao meio ambiente e manutenção das atividades produtivas.

Lideranças de produtores rurais lançaram dia 28 de maio, no auditório da ACIAR, o Fórum em Defesa do Vale do Ribeira. O movimento pretende debater com ênfase o cumprimento das leis ambientais, buscando formas de evitar prejuízos ao meio ambiente e às atividades agropecuárias.

Nessa terceira reunião do foram definidas ações visando o fortalecimento do movimento, entre as quais, participação em reunião do Conselho de Desenvolvimento Intermunicipal do Vale do Ribeira (Codivar), que congrega os prefeitos da região, para informá-los sobre os problemas ambientais que os produtores rurais estão enfrentando. 

Com a mesma pauta, o movimento também pretende agendar, por intermédio do deputado federal Samuel Moreira, chefe da Casa Civil do governo de São Paulo, encontros com o presidente do Tribunal de Justiça e com o secretário executivo do GAEMA (Grupo de Atuação Especial do Meio Ambiente), do Ministério Público do Estado de São Paulo, e com deputados estaduais que têm votos na região.








O Fórum também pretende buscar apoio nos conselhos de meio ambiente e de desenvolvimento agrícola dos municípios do Vale do Ribeira, além de buscar apoio de vereadores para a realização de audiências públicas nas Câmaras Municipais para debater a questão ambiental.

Um dos principais objetivos das lideranças é mostrar à sociedade a força e a importância da agropecuária na economia regional. No ano passado, apenas a bananicultura do Vale do Ribeira movimentou R$ 1,4 bilhões. A atividade mantem 200 mil empregos diretos, com salário médio de R$ 1,5 mil, Cada emprego no campo gera outros cinco na cidade.

Além da ACIAR, o Fórum em Defesa do Vale do Ribeira congrega a Associação dos Bananicultores do Vale do Ribeira (ABAVAR), a Associação dos Pecuaristas do Vale do Ribeira (APECVAR), a Delegacia Regional do CRECI, CIESP, CATI, Associação dos Bubalinocultores do Vale do Ribeira (ACRIBUVAR), prefeituras de Sete Barras, Registro e Juquiá, entre outras entidades.