Últimas Notícias

ENTREVISTA – MARIZA MARCHETTI DA NOVELA FLOR DO CARIBE

MARIZA MARCHETTI
MARIZA MARCHETTI



POR – ALEXANDRE NOVASKI


MARIZA MARCHETTI: A HORA DA ESTRELA


MARIZA MARCHETTI - FLOR DO CARIBE - Foto by Marcelo Rissato
A nova novela das 18 horas, Flor do Caribe, escrita por Walter Negrão além de solar (termo popular conhecido entre os artistas), traz um elenco encantador. E no meio de tantos nomes conhecidos, surgem novos rostos que, além de revelarem uma beleza estonteante, lhes sobra talento e vocação.

É o caso de Mariza Marchetti, que no folhetim viverá a Dra. Márcia, uma personagem linda, que trabalha numa ONG de meninas abusadas e humilhadas pelos turistas que visitam a “Vila dos Ventos”. 
MARIZA MARCHETTI - Crédito Eduardo Alonso
MARIZA MARCHETTI 
A atriz paulistana, após alguns anos de estrada na publicidade e teatro, está na sua segunda novela na TV Aberta. Confira abaixo uma entrevista exclusiva que Mariza concedeu ao site O Vale do Ribeira.


LAURA CARDOSO, LOLITA RODRIGUES e MARIZA MARCHETTI - FLOR DO CARIBE - Foto by Marcelo Rissato
LAURA CARDOSO, LOLITA RODRIGUES e MARIZA MARCHETTI - FLOR DO CARIBE - Foto by Marcelo Rissato


1)      Como a arte de interpretar entrou para sua vida?

Desde pequena faço publicidades e fotos. Eu tinha apenas dois anos de idade quando produtores me descobriram. Eu estava acompanhando minha mãe no supermercado. Achava lindo ver as atrizes chorando na televisão, mas ainda não sabia direito o que era. Eu me formei na escola (Colégio Rio Branco), mas continuava fazendo publicidade. Conclui a faculdade de Direito.  Comecei a fazer o Curso de Teatro e Televisão profissionalizante do Incenna em São Paulo todos os sábados durante dois anos e meio. As segundas e quartas no período da tarde eu fazia o Curso do Beto Silveira. Comecei, então, a fazer a ser convidada a fazer teatro (totalizando 20 até hoje). Fiz curso de cinema na Actor Studios São Paulo, curso de cinema com a Fátima Toledo. Sem falar no bate e volta ao Rio de janeiro aos domingos pra fazer curso de televisão durante mais dois anos. Realmente fui guerreira!

2)      Por que você optou por fazer Direito, além da carreira de atriz?

Meu pai, certa tarde, me chamou pra um bate-papo e disse convicto: “Se você fizer e se formar na faculdade, pode fazer o curso que quiser de teatro e televisão que eu te ajudo, caso contrário não!” Ou seja, sem diploma, nada feito! Escolhi fazer Direito porque achava lindo ver os advogados interpretando no Tribunal. Então, junto com os cursos de interpretação, todos os dias de manhã eu ia para a faculdade de Direito na UNIP (Universidade Paulista).

3)      Quais foram as pessoas que te apoiaram desde o início da carreira?

Meu pai sabia que eu estava completamente apaixonada por artes cênicas, mas ele se preocupava comigo imaginando as dificuldades que eu poderia enfrentar no futuro sem uma faculdade caso não desse certo a área artística (mas no fundo ele sabia que daria certo, pela certeza da filha guerreira e persistente que tinha em casa). Minha mãe também se preocupava, mas ela ficava feliz em saber que eu estava feliz. Entretanto, sempre me alertando e me dando conselhos no decorrer da minha carreira. Para meus irmãos tudo era festa, a caçulinha da família, atriz, nossa eu era o orgulho deles!

4)      Quais foram os maiores perrengues que você passou em São Paulo por causa da carreira?

Uma vez fui a uma agência de publicidade para fazer parte do casting. Eu tinha uns 14 anos. O dono da agência chegou pra mim e disse: "Você tá com a boca inchada?" Eu disse sem graça: "Não!" E ele me perguntou: "Você está com alguma bala na boca?" Eu respondi "Também não!" Ele então soltou: "Então você é bochechuda assim mesmo? Você é meio dentucinha né? Levanta pra eu ver seu corpo... Hum, vai preenche a ficha vai!” Eu sai da agência completamente arrasada e com uma enorme vontade de chorar. Conclusão: fiquei uma semana no meu quarto sem sair de casa, me sentindo a menina mais feia do mundo!

5)      Em que momento você decidiu pegar a mochila e se aventurar no Rio de Janeiro?

Depois de completar 20 espetáculos, após terminar os cursos e protagonizar duas webnovelas “Vento Norte" e "Black Tie" (ver site: www.spetaculos.com.br) falei para mim mesma: “Agora estou pronta para encarar qualquer teste! Rio de Janeiro aqui vou eu!” Me hospedei num albergue em Ipanema aonde eu pagava 5 dólares a diária e dividia o quarto com mais 12 pessoas (a maioria argentinos). Detalhe: tinha café da manhã!! Do albergue aluguei uma dependência de empregada e lá fiquei por dois anos. Meus irmãos me deram muita força e me ajudaram muito, com isso consegui alugar um apartamento só pra mim no Leblon.

6)      Conte como que aconteceu o convite para Máscaras na Record?

Numa tarde fui renovar meu material de vídeo para o Registro de Atores da emissora. Deixei meu vídeo book, as minhas fotos, preenchi o cadastro e pasmem... Uma semana depois o produtor de elenco Marcos Reis me chamou para fazer um teste. Fui aprovada e fiz a Dra. Paula, uma ginecologista. Foi maravilhoso, me inspirei na minha ginecologista claro! Marcos Reis é um querido, sempre que eu tinha alguma dúvida perguntava a ele, e sempre me ajudava.

7)      Como aconteceu o convite para Flor do Caribe na Rede Globo?

A personagem da Dra. Paula fez tanto sucesso que a Produtora de Elenco Frida Richter da Rede Globo me chamou para fazer um teste para o personagem da Dra. Márcia, na novela das 18h de Walther Negrão, Flor do Caribe. Atuar na novela de um autor tão renomado como o Negrão é mais do que realizar um sonho, é realmente uma experiência incrível. Sem falar na equipe que é maravilhosa.

8)      Fale um pouco da personagem que você está fazendo na novela.

A Dra. Márcia irá trabalhar na ONG que a personagem Ester (Grazi Massafera) irá abrir na segunda fase do folhetim. Essa ONG cuida de meninas abusadas e humilhadas pelos turistas que visitam a cidade. Dra. MARCIA será a médica do Posto também.  É uma trama maravilhosa que mostrará um triângulo amoroso entre Cassiano (Henri Castelli), a Ester e o Alberto (Igor Rickli) pelas belas praias do Rio Grande do Norte.

9)      Você é sobrinha da Terezinha Sodré. Ver sua tia na TV te influenciou?

Com certeza me influenciou! Achava lindo vê-la na televisão e sempre dizia pra minha mãe que um dia estaria ali. No meu caso não interferiu ter uma pessoa famosa na família, pois fui atrás dos meus sonhos e objetivos com minhas próprias pernas, meu esforço, persistência e dedicação. Quando eu ia fazer um teste, não comentava que a Terezinha era minha Tia, eu queria entrar com meus próprios méritos e foi o que aconteceu.

10)  O que você tem a dizer para as pessoas que estão iniciando agora?

Não se abalar com a palavra “não”. O não sempre vai haver, mas se tiver persistência e não desistir, uma hora o “sim” chega e aí é muita dedicação para permanecer. Permanecer é o mais difícil! Não achem que porque você conseguiu um contrato, não vai estudar mais, muito pelo contrário, aí é que você tem que se dedicar o dobro, o triplo e nunca parar de estudar. 

11)  Além da novela, quais são seus projetos para 2013?

Adoro fazer cinema e teatro. Por enquanto não estou com nenhum trabalho fechado por me dedicar 100% à novela, mas pretendo atuar em algum espetáculo ainda esse ano no Rio de Janeiro. 

Site : http://www.marizamarchetti.com.br/