19 de março de 2017

A questão dos Cuidados Paliativos

,
A questão dos Cuidados Paliativos


No mundo contemporâneo, o sofrimento pode apresentar diferentes manifestações clínicas, que vão englobar distúrbios alimentares, sintomas psicossomáticos, o uso abusivo de álcool e outras drogas, o consumo desenfreado de medicamentos, entre outros. 

Isso se deve as exigências de satisfação cada vez maiores, impostas pela cultura dominante, sabendo que, a construção psíquica depende da interação com o outro e que deste entrelaçamento vão resultar consequências muito significativas no desenvolvimento do sujeito, é preciso pensar a saúde e a doença além da dimensão biomédica, biológica ou em atributos desmembrados do indivíduo. 

O alívio destes sofrimentos, contemplada com a compaixão pelo doente e seus familiares, a tentativa pelo controle impecável dos sintomas e da dor, e a procura desenfreada pela manutenção de uma vida ativa enquanto ela durar,  são alguns dos princípios dos Cuidados Paliativos que, finalmente, começam a ser reconhecidos em todas as esferas da sociedade brasileira.









Os Cuidados Paliativos foram definidos pela Organização Mundial de Saúde em 2002 como uma abordagem ou tratamento que melhora a qualidade de vida de pacientes e familiares diante de doenças que ameacem a continuidade da vida. 

Para tanto, é necessário avaliar e controlar de forma impecável não somente a dor, mas, todos os sintomas de natureza física, social, emocional e espiritual. 

O tratamento em Cuidados Paliativos deve reunir as habilidades de uma equipe multiprofissional para ajudar o paciente a adaptar-se às mudanças de vida impostas pela doença, e promover a reflexão necessária para o enfrentamento desta condição de ameaça à vida para pacientes e familiares .

Para este trabalho ser realizado é necessário uma equipe mínima, composta por: um médico, uma enfermeira, uma psicóloga, uma assistente social e pelo menos um profissional da área da reabilitação (a ser definido conforme a necessidade do paciente). 

Mas em várias regiões deste extenso Brasil ainda temos uma disparidade muito grande quando se trata de saúde, onde o acesso a determinados serviços básicos pode ser considerado o mais crônico dos problemas. 

E essa dificuldade não diz respeito somente ao acesso demográfico, mas também, da grande desigualdade existente nas opções e recursos assistenciais. 

Pois os programas de atenção básica de saúde, que oferecem serviços de atendimento e tratamento com complexidade maior, se concentram, na grande totalidade, nos centros urbanos, o que acaba restringindo o acesso e/ou aumentando muito o tempo nas filas de espera.  

Ainda temos, diante dessa esfera de problemas, uma lacuna na formação de médicos e profissionais de saúde em Cuidados Paliativos, essencial para o atendimento adequado, devido à ausência de residência médica e a pouca oferta de cursos de especialização e de pós-graduação de qualidade. 

Ainda hoje, no Brasil, a graduação em medicina não ensina ao médico como lidar com o paciente em fase terminal, como reconhecer os sintomas e como administrar esta situação de maneira humanizada e ativa. 

Buscar meios para se obter dignidade ao paciente que sofre, é saber valorizar muito mais do que uma vida que se está indo com o passar dos dias, pois quando se procura “cuidar” do outro, vivencia-se o sentido do amor ao próximo sem distinção, garantindo ao paciente e seus familiares, um sopro de dignidade que se estenderá pela eternidade.



Renan Antonio da Silva é doutorando do Programa de Pós-Graduação em Educação Escolar da Unesp - Araraquara. 
Comentários
0 Comentários
0 comentários to “A questão dos Cuidados Paliativos”

Postar um comentário


Seu comentário é sempre bem vindo!

Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!

Comentário Anônimo, sem nome e email , não será publicado.

Se quiser fazer contato por email, utilize o Formulário para contato

Espero que tenha gostado do Site e que volte sempre!

in-article

Consorcio na Valenautico

Técnico de Informática

Manutenção de celulares - Técnico de Informática

20 Mega de Internet

20 Mega de Internet na Infovale

Clique na imagem

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

O Vale do Ribeira Copyright © 2011 | Design by: [ Camilo Aparecido Almeida ] | Movido a: [ Blogger ]