Receba Grátis Noticias do Vale do Ribeira.
20 de fevereiro de 2017

SP lança desafio de ‘inovação aberta’ em Saúde

,
SP lança desafio de ‘inovação aberta’ em Saúde


Projeto do Governo do Estado com a Embaixada Britânica viabiliza parceria entre o Instituto Adolfo Lutz e iniciativa privada visando o desenvolvimento de tecnologias voltadas à saúde pública, como um novo teste de tuberculose

O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta segunda-feira, 20 de fevereiro, o lançamento de chamamento público para empresas interessadas em firmar parceria com o Estado de São Paulo para desenvolver um novo teste de tuberculose, por meio do projeto inédito “São Paulo – Open Innovation in Health”, desenvolvido pelo Governo do Estado com a Embaixada do Reino Unido.









O chamamento é destinado a organizações com experiência na fabricação de produtos ou prestação de serviços para diagnóstico de doenças infecciosas, interessadas em desenvolver, com o Instituto Adolfo Lutz, um teste molecular de diagnóstico de tuberculose. A finalidade é viabilizar um produto com eficiência técnica e econômica, que garanta melhor resposta ao controle da doença.

O projeto será desenvolvido com o “know how” de especialistas do Lutz, referência no diagnóstico laboratorial de tuberculose em SP. O Instituto disponibilizará laboratórios, acervo de material biológico e a expertise de 16 profissionais que atuam no Núcleo de Tuberculose e Micobacterioses (NTM). 

Esse teste deverá ser capaz de identificar, numa única etapa, o diagnóstico da tuberculose e o padrão de resistência aos antibióticos do bacilo detectado. Além disso, é requerida a fabricação no Brasil.

Todas as etapas serão desenvolvidas conjuntamente com a organização parceira, inclusive para as medidas de aprovação e incorporação do produto junto aos órgãos reguladores.

As organizações interessadas poderão submeter suas propostas (em língua portuguesa ou inglesa) por meio de formulário eletrônico disponibilizado no site do Lutz (http://www.nit.ial.sp.gov.br/), onde estarão disponíveis demais informações, como prazos e critérios.

O projeto permite a apresentação de uma única proposta desenvolvida por uma organização ou por um grupo de empresas ou instituições. As etapas incluem o desenvolvimento e a validação de um protótipo que, se atender aos critérios exigidos, será submetido à aprovação das autoridades competentes. As propostas serão analisadas por uma Comissão Técnica especialmente constituída pelo Instituto Adolfo Lutz.

“O teste disponível atualmente no mercado é importado. Com a fabricação no país, estimulada por esse projeto, será possível garantir maior agilidade no diagnóstico e, consequentemente, brevidade no início do tratamento”, afirma o secretário de Estado da Saúde, David Uip.

Anualmente, ocorrem cerca de 16,9 mil casos novos de tuberculose em SP, com taxa de incidência de 38 casos por 100 mil habitantes.

“São Paulo - Inovação Aberta em Saúde”

O desafio para desenvolvimento do teste faz parte do projeto inédito “São Paulo – Open Innovation in Health” (São Paulo – Inovação Aberta em Saúde), em desenvolvimento pelo Governo do Estado de São Paulo em parceria com a Embaixada do Reino Unido, com a finalidade de acelerar a incorporação de resultados em pesquisa científica em produtos e serviços que contribuam para a saúde pública, com foco nos Institutos de Pesquisa em Saúde.

Entre os mais de 900 projetos de inovação aberta do país que pleitearam a participação, apenas dois foram selecionados, sendo um o das Secretarias de Estado da Saúde e de Governo de São Paulo.

Iniciado em junho de 2016, recebeu financiamento do Foreign & Commonwealth Office (FCO), Departamento Ministerial do Exterior e da Comunidade de Nações (antiga Comunidade Britânica), por meio do Prosperity Fund, fundo britânico que incentiva o desenvolvimento global. O investimento foi de £ 308.071 (libras esterlinas, moeda oficial do Reino Unido), equivalente a cerca de R$ 1,8 milhão, na ocasião. O Governo do Estado de São Paulo participa por meio de suas estruturas e profissionais, estimada em R$ 900 mil reais de contrapartida.

O desenvolvimento é baseado na estratégia de “inovação aberta”, que assegura a possibilidade de atrair empresas com capacidade produtiva interessadas em desenvolver inovação com suporte técnico e científico de Institutos ligados ao Governo.


O evento contará com a participação dos patrocinadores, realizadores e parceiros: Governo do Estado de São Paulo (Secretarias da Saúde/Instituto Adolfo Lutz, de Governo e de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, e Procuradoria Geral do Estado); Embaixada Britânica; e as Fundações Carlos Alberto Vanzolini e Instituto de Administração (Brasil), Nesta (Reino Unido) e 100% Open (Reino Unido).
Comentários
0 Comentários
0 comentários to “SP lança desafio de ‘inovação aberta’ em Saúde”

Postar um comentário


Seu comentário é sempre bem vindo!

Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!

Comentário Anônimo, sem nome e email , não será publicado.

Se quiser fazer contato por email, utilize o Formulário para contato

Espero que tenha gostado do Site e que volte sempre!

Feibanana

Feibanana 2017

Contato (13) 3821-6148

Manutenção de celulares - Técnico de Informática

20 Mega de Internet

20 Mega de Internet na Infovale
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Site Registro-SP

Site Registro-SP
Cotação da Banana
Cotação da Banana
20 a 27 de março

WhatsApp do Site

WhatsApp do Site
Google+
Autor
Facebook
Recomende-nos no Google

APP Notícias do Site

APP Notícias do Site

TV Ilha Comprida

TV Ilha Comprida
DMCA

Eventos Acer (RBBC)

Eventos Acer (RBBC)

Quadrinhos Registro da Colônia Japonesa

Quadrinhos Registro da Colônia Japonesa

Receitas do Vale

Receitas do Vale

pagead

O Vale do Ribeira Copyright © 2011 | Design by: [ Camilo Aparecido Almeida ] | Movido a: [ Blogger ]