26 de fevereiro de 2017

Primeira impressão

,
Primeira impressão


Dizem os entendidos que a primeira impressão é a que fica para sempre. No caso que vou relatar deduzo que ela mostrou-se altamente diferenciada no aspecto de cuidado e respeito humanos. 

Logo no primeiro dia de estágio naquele hospital, em Tóquio – Japão, a jovem doutora nissei brasileira foi muito bem recebida e até me escreveu sobre sua experiência ímpar naquela chegada. No seu relato incluiu sua primeira impressão. Pedi-lhe permissão para contar aqui.








Como esperado, o renomado professor preceptor mostrou-se extremamente polido e muito atencioso em sua recepção ao hospital onde deveria permanecer em estágio prolongado. Deu para perceber, disse-me a doutora, que por trás do diferenciado tratamento pessoal havia um rigorismo extremo nos cuidados com os pacientes lá internados. Foi excelente primeira impressão, confirmada posteriormente por ela pelo que observou e aprendeu. Sua primeira lição, entretanto, foi enigmática.

Logo no primeiro dia no hospital a médica estagiária foi convocada para passar visita aos pacientes da enfermaria, no final da jornada, quase noite. Era rotina do professor com seus médicos assistentes. No horário determinado, iniciou-se a visita, andando todos juntos, de leito a leito, de um quarto a outro, em silêncio respeitoso, resguardados apenas os relatos médicos, em voz baixa, junto aos respectivos pacientes. O professor comandava a sequência.

Foi entre o segundo e o terceiro paciente visitado que o professor voltou-se à médica e pediu-lhe que retornasse à sala dele e lá aguardasse até a visita terminar. A médica não entendeu a razão. Não havia se manifestado, entendia bem o idioma e não viu o motivo da recomendação súbita. Obedeceu.

Mais tarde, de volta à sua sala, o professor muito educadamente pediu-lhe que no dia seguinte trocasse seus sapatos, pois aqueles saltos que usava faziam muito ruído ao andar e aquilo poderia incomodar os pacientes. Só então ela entendeu a ordem recebida, o que confirmava a primeira impressão que tivera do refinado e ético professor.

Concluo que decibéis, entre outros cuidados médicos essenciais, também definem qualidade, especialmente quando o assunto é dor e sofrimento humanos...

Francisco Habermann, médico e professor da Faculdade de Medicina da Unesp em Botucatu
Comentários
0 Comentários
0 comentários to “Primeira impressão”

Postar um comentário


Seu comentário é sempre bem vindo!

Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!

Comentário Anônimo, sem nome e email , não será publicado.

Se quiser fazer contato por email, utilize o Formulário para contato

Espero que tenha gostado do Site e que volte sempre!

in-article

Mobile

addthis

Contato (13) 3821-6148

Manutenção de celulares - Técnico de Informática

20 Mega de Internet

20 Mega de Internet na Infovale

Clique na imagem

Empregos no Japão

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

O Vale do Ribeira Copyright © 2011 | Design by: [ Camilo Aparecido Almeida ] | Movido a: [ Blogger ]