13 de janeiro de 2017

Última cartada de Obama para Cuba

,


Última cartada de Obama para Cuba


Começa a se levantar a ponte migratória entre Cuba e os Estados Unidos, ou pelo menos é essa a impressão que fica para a sociedade da Ilha e para a comunidade cubano-americana. Nesta terça-feira, a menos de 10 dias de deixar a presidência, Obama decidiu extinguir a política dos “Pés Secos/Pés Molhados” que facilitava a entrada de imigrantes cubanos ilegais nos Estados Unidos.

Essa política foi oficializada na década de 1990 pela gestão Clinton, como uma forma de resposta à crise da onda migratória de cubanos balseiros que estourou após o fim da União Soviética e isolamento de Cuba, deixando o país do Caribe numa grave crise econômica. 









A “Pés Secos/Pés Molhados” estabelecia que cubanos que fossem apanhados em alto mar (pés molhados) tentando imigrar ilegalmente para os Estados Unidos seriam devolvidos para Cuba, enquanto que os cubanos que chegassem a terra-firme norte americana (pés secos) passavam a ser admitidos e auxiliados pelo governo americano.

Se tornou comum nos últimos 20 anos a entrada de cubanos ilegais nos Estados Unidos, pois graças a combinação dos Pés Secos/Pés Molhados com outras políticas específicas que beneficiam apenas os imigrantes cubanos, a ilegalidade da entrada acabava sendo legalizada. 

Dessa forma, os cubanos estabeleceram diversas rotas para chegar aos Estados Unidos, sendo uma das mais comuns e populares a simples entrada por um posto de fronteira com o México. Com a extinção da política dos Pés Secos/Pés Molhados, apenas cubanos com visto legal passam a poder entrar nos Estados Unidos.

A questão migratória é talvez a segunda temática mais importante e delicada nas relações entre Cuba e Estados Unidos depois do embargo (além de estar diretamente relacionada ao próprio embargo). 

A nova medida de Obama possui diversos significados e consequências para as relações com Cuba. A política dos Pés Secos/Pés Molhados, apesar de ter sido implementada durante uma rodada de negociações bilaterais entre os países para sanar a crise migratória, nunca foi vista pelo governo cubano de forma positiva. Para Cuba, a medida incentivava a imigração ilegal de cubanos para os Estados Unidos, dado o tratamento beneficiado que estes recebiam. Terminar com essa prática é acatar com uma das exigências que o governo cubano tem feito durante muitos anos e, especificamente, durante o recente ciclo de normalização entre os dois países.

Além disso, o contexto em que acontece essa mudança é peculiar. Obama não só está saindo da presidência em poucos dias, como vai ser substituído por um Presidente republicano que já anunciou a possiblidade de reverter o processo de normalização com Cuba. Em tese, uma reversão total do processo de normalização está alinhada com os setores políticos e sociais mais conservadores acerca de Cuba, mas essa mudança no tema migratório complica a situação.

Acontece que hoje nos Estados Unidos é possível dividir a sociedade cubano-americana em dois setores de opinião política sobre Cuba. Os conservadores anti-castristas, que são contra qualquer aproximação com o governo cubano, e os mais flexíveis, que não se importam tanto com as divergências ideológicas com o governo de Cuba, e são a favor de que as relações entre os dois países permitam proximidade com a sociedade cubana (visitas familiares, remessas de dinheiro e bens para a ilha, etc.). 

A nova medida de Obama afeta a ambos setores, visto que eram beneficiados pela Pés Secos/Pés Molhados. Na verdade, uma grande parcela da população cubano-americana chegou de forma ilegal aos Estados Unidos e se legalizou com facilidade graças a esse tipo de política. Vale lembrar que essa comunidade hoje é um importante eleitorado na Flórida, estado-chave para eleições presidenciais.

Nesse caso, para agradar a influente comunidade cubano-americana como um todo a solução do próximo governo pareceria ser fácil: reverter a medida que abole a Pés Secos/ Pés Molhados. Na verdade, não. Em primeiro lugar, a Pés Secos/Pés Molhados foi criada por Clinton, um presidente democrata. Se algo ficou claro nas eleições de novembro, foi a polarização ideológica dos Estados Unidos entre democratas e republicanos, em que não há uma conciliação clara. Além disso, grande parte da plataforma proposta por Trump gira em torno de um fechamento dos Estados Unidos para imigrantes ilegais. Ora, a nova medida de Obama nada mais é do que algo desse gênero.

Apesar de coerente com a iniciativa de normalização, a extinção da Pés Secos/Pés Molhados deixa evidente como é confusa a rede de interesses de políticos e sociedade em relação a Cuba. O próprio senador Marco Rubio (de origem cubano-americana) - que durante anos tem combatido medidas de flexibilização de viagens de visita a Cuba e remessas ao exterior, por meio da restrição da entrada de cubanos que não sejam perseguidos políticos - disse que valeria a pena o presidente-eleito Trump rever essa última medida adotada por Obama.

Mesmo que a normalização de relações com Cuba venha a ser totalmente revertida, é inegável que a gestão Obama moldou a história de relações da Ilha com os Estados Unidos, reavivando discussões sobre tensões do passado.


Alfredo Juan Guevara Martinez  é mestre em Relações Internacionais pela PUC-MG, doutorando pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP, UNICAMP e PUC-SP) e pesquisador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Estudos sobre Estados Unidos (INCT-INEU) e do Instituto de Estudos Econômicos e Internacionais da UNESP (IEEI-UNESP). Especialista em relações Estados Unidos-Cuba.
Comentários
0 Comentários
0 comentários to “Última cartada de Obama para Cuba”

Postar um comentário


Seu comentário é sempre bem vindo!

Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!

Comentário Anônimo, sem nome e email , não será publicado.

Se quiser fazer contato por email, utilize o Formulário para contato

Espero que tenha gostado do Site e que volte sempre!

addthis

Contato (13) 3821-6148

Manutenção de celulares - Técnico de Informática

20 Mega de Internet

20 Mega de Internet na Infovale

Empregos no Japão

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Google+

Site Registro-SP

Site Registro-SP
Cotação da Banana
Cotação da Banana
22 a 29 de maio

WhatsApp do Site

WhatsApp do Site
Autor
Facebook
Recomende-nos no Google

APP Notícias do Site

APP Notícias do Site

TV Ilha Comprida

TV Ilha Comprida

Receitas do Vale

Receitas do Vale

Sites Oficiais


Eventos Acer (RBBC)

Eventos Acer (RBBC)

Quadrinhos Registro da Colônia Japonesa

Quadrinhos Registro da Colônia Japonesa

O Vale do Ribeira Copyright © 2011 | Design by: [ Camilo Aparecido Almeida ] | Movido a: [ Blogger ]